Arquivo do autor:Mulheres contra o feminismo

Feministas suecas afirmam que preferem ser estupradas do que serem salvas por um homem

Padrão

feministsWomenRatherRaped-1024x535

Ultimamente, a Europa tem sido uma festa aonde o estupro é liberado para os migrantes (imigração é algo bom, mas a imigração descontrolada é um pesadelo). Incentivados pelo governo, os homens locais têm sido enviados para proteger as mulheres dos estupros em alguns lugares. A maioria das mulheres se sentiria aliviada ao saber que pelo menos alguém está oferecendo ajuda em casos de estupro. Em uma situação de vida ou de violação, as pessoas normalmente tomam qualquer ajuda que possam obter. Mas não as feministas. 

Feministas suecas criaram a hashtag #inteerkvinna (traduzido como #naosousuamulher), onde vomitaram  ódio contra o “racismo, o fascismo, os homens brancos, machismo” e muitas outras coisas que podem ser vagamente ligados aos eventos com alguma dissonância cognitiva. Em suma, eles fizeram um acesso de raiva coletiva na mídia social sobre o fato de que os homens brancos europeus estão lutando contra estupro de mulheres por refugiados. (Ou seja, as mulheres serão protegidas por homens).

Sim. As feministas estão com raiva novamente. Não porque as mulheres estão sendo agredidas sexualmente, não porque as mulheres não podem legalmente defender-se, não porque os seus governos negam a conexão entre disparada números de estupro e migrantes (mais artigos aqui ). E elas estão indignadas porque os homens querem protegê-las destes estupros (???).

Se essas feminazi realmente se preocupam com o bem-estar das mulheres, por que não há nenhum grupo de vigilantes feministas para proteger ativamente candidatas a vítimas de estupro? Elas poderiam armar-se com dildos. Eles parecem ter uma abundância desses, é o que eles atiram em pessoas que não gostam delas. Hashtags não irão fazer muita coisa para parar ogros islâmicos que querem estuprar mulheres.

Para finalizar, as feministas suecas dizem que preferem deixarem-se ser estupradas por estupradores do que salvas por um homem branco, europeu.

Mulheres contra o feminismo do Reino Unido: Uma mulher que diz que ela prefere ser estuprada do que salva provavelmente NUNCA foi estuprada.  Temos certeza de que as mulheres que foram violadas teriam amado ter alguém para protegê-las. Estes SJW  e feministas são nada, mas umas ativistas de poltrona. Sempre colocam um alvo fácil (homens brancos heterossexuais), porque eles não sabem nada vai acontecer com eles como bucha. Feministas nunca irão defender os direitos das mulheres na Europa, porque isso significa que elas teriam que assumir uma pequena quantidade de perigo pessoal.

O feminismo é uma doença mental. Acorde

Traduçao parcial do blog Mulheres contra o feminismo do Reino Unido

Mulheres contra o feminismo: feministas podem vender a propaganda que forem com definições de dicionários, mimimis mas sempre vamos olhar os fatos. FATOS. Postamos sempre aqui posts sobre as loucuras feministas (por favor, divulguem isso para amigas e amigos) mas as feministas se superam a cada dia. Somente pessoas sem cérebro ou inocentes ainda acreditam no feminismo. Quem estuda sobre feminismo, nunca vai ser feminista.

Toda pessoa merece ser respeitada? Feministas dizem que sim, nós achamos que não

Padrão

respeito mulheres contra o feminismo

Feministas fazem sempre malabarismos intelectuais e morais para defender idéias tortas desde que suportem a agenda feminista. Muitas vezes em conversas feministas afirmam que toda pessoa (em especial, mulher) merece respeito. Tudo isso para mostrar como o feminismo é aquele paz e amor usando de muito relativismo moral e outros truques.

Uma feminista postou isso no facebook: “Nós só achamos que não importa se a mulher é “vadia” ela pode e deve lutar pelo que ela quer , e que converterá essa vadia tem uma história e tem que ser respeitada , aí vc fala mais ela tem que se dar o respeito , lógico que não.  Toda mulher merece respeito. Porque o respeito é dela por direito.”

Vejam a imagem abaixo de uma mulher contra o feminismo que foi atacada por uma feminista.

Olhem como o feminismo nos respeita. Basta discordarmos das feministas para afirmarem que merecemos ser estupradas.

E fica aqui  a pergunta. Toda pessoa merece ser respeitada? Toda mulher merece ser respeitada? Qual pessoa é ainda imbecil ou inocente o bastante para acreditar nas mentiras das feministas?

Segundo as feministas estas pessoas abaixo tem direito ao respeito por serem pessoas.

Respeito é uma via de mão dupla. Conquiste o respeito e será respeitada.

Mas”o respeito é dela ou de alguém por direito” ?

Claro que não.

Esta  geração acha que há direitos sem nenhum dever. Ninguém tem direito ao respeito. Este é adquirido conforme as atitudes. Uma pessoa com conduta exemplar no que a sociedade valoriza adquire respeito pelo reconhecimento do bem-moral presente em suas condutas. As vezes a sociedade é corrompida por valores tortos e incorretos (acontece pelo mundo e inclui o Brasil mas isto é outro papo).

Se toda conduta escrota como ser vagabunda ou ser um criminoso deve ser respeitada então o ser humano deverá respeito a todos os piores seres humanos possíveis, como as feministas, criminosos e corruptos. Por isso as feministas defendem o relativismo moral sempre. Elas não tem moral para nada e usam de qualquer pessoa para engrossar a camada de idiotas que as seguem.

Será que as feministas pensam que devemos respeitar aquelas malucas que protestam peladas ou que fazem vandalismo com igrejas? Que saem com as calças sujas do sangue menstrual? Que apoiam sexo entre pais e filhos? Respeitar pra elas significa idolatrar mulheres que praticam amor livre, poliamor, promiscuidade, adultério (feministas adoraram a Fabíola né?).Quanto pior for um ser humano (e em especial se for feminista) mais elas exigem algo que nunca fornecem: respeito. E chamam de “mente pequena” quem desmascara esta imbecilidade chamada feminismo.

Feministas também usam o golpe do “Eu não fico julgando ninguém , eu não cuido da vida alheia”.

Claro, podemos ver isso aqui de novo. Feministas não julgam, né? Que mentira.

Basta você ser contra a agenda feminista e contra o feminismo e você vai ser julgada. Pior, a sua família vai ser julgada, seus filhos vão ser julgados e elas irão te atacar. Porém, antes algumas tinham medo e hoje graças as #mulherescontraofeminismo muitas perderam o medo e a censura feminista e receio do ataque coletivo das feministas tem uma rival a altura.

Você que luta contra o feminismo não esta mais sozinha :)

O feminismo é tão poderoso que deixou algumas mulheres mais burras sem capacidade de contra argumentar pela falta de lógica, responsabilidade e abuso de feminismo + esquerdismo.

Quem tem mente pequena e fraca é mulher feminista que não refuta nada por ser um zumbi cego e burro.

O silêncio das feministas diante das ações brutais cometidas contra mulheres por muçulmanos na Europa

Padrão
lola feminista silencio europa
Os eventos na Alemanha na passagem do Ano Novo têm sido tratados de uma forma absurda, pela imprensa, autoridades policiais, feministas,  governos municipais e federal do país. Durante o período de ano novo,  muçulmanos estupraram e abusaram mulheres na Alemanha.

Ou seja….

1-Feministas e justiceiros sociais esquerdistas apoiaram o ato de abrir as fronteiras da Europa para muçulmanos (muitos dos quais odeiam o Ocidente, valores ocidentais e não estão acostumados a ver mulheres como pouca roupa entre outras coisas). O engraçado que as defensoras feministas e SJW dos estupradores justificam os atos deles com o fato das mulheres se vestirem pouca roupa em alguns casos (hipocrisia???) .

2-Ao serem alertados sobre o tal perigo da imigração ilimitada, taxaram quem os alertou de “racistas, machistas, capitalistas” e outros palavras que usam sempre. Na mente doentia deste povo que vive na terra da fantasia, somos todos iguais como cultura e leis.

3-Dezenas e dezenas de mulheres alemãs foram vítimas de agressões sexuais e estupros praticados por muçulmanos na cidade de Colônia, na Alemanha, durante a virada do ano.

4-A prefeita da cidade, Henriette Reker, feminista, esquerdista e seguidora fiél da agenda globalista da esquerda, inicialmente procurou ocultar a ocorrência dos atos de violência. Em seguida, tentou negar que os muçulmanos estrangeiros tivessem sido os autores das agressões. Diante das dezenas de depoimentos das vítimas, confirmando que os agressores eram muçulmanos, Henriette Reker afirmou que a responsabilidade pela violência é das mulheres agredidas, uma vez que elas não estão sabendo se adequar, do ponto de vista comportamental, ao novo ambiente multiculturalista da Alemanha.

5-Outras feministas culparam quem? O homem branco europeu ou toda e qualquer pessoa que defendesse o obvio: controle da fronteira e imigração são necessidades para a segurança de um povo. Feministas usaram de muitas desculpas para isso (relativismo cultural, relativismo moral, culparam as mulheres, culparam qualquer outra pessoa….) menos os estupradores, elas e a realidade dos fatos.

Até a bola (obesa da Lola) agiu assim e o Luciano Ayan mais uma vez a desmascarou no seu blog. Leiam o excelente texto do Luciano aqui. E vejam este outro post dele aqui que é chocante. Aonde estão as feministas?

Que contradição: feministas afirmam que, em caso de estupro, a culpa NUNCA é da mulher*, mas se o estuprador for muçulmano, a culpa é DELA por “não saber se adequar, do ponto de vista comportamental, ao novo ambiente multiculturalista da Alemanha”. (lógica???)

Pois bem, o que podemos aprender sobre este fato:

O feminismo nunca esteve preocupado com a defesa das mulheres. Feministas se aliam ao politicamente correto e são vitimas dele mas culpam alguma outra coisa como sempre. O feminismo não passa de um braço da esquerda marxista e de sua agenda ideológica que sempre vai culpar algo relacionado ao Ocidente (valores, cultura, mulheres,…)  e nunca vai atacar um movimento com objetivos similares. Neste ponto, a agenda feminista nunca ataca  em quantia significativa o islamismo e à invasão do ocidente pelos muçulmanos.

 

Norte, Sul, Leste, Oeste: Como querem destruir a identidade de cada brasileiro com esta conversa mentirosa de “igualdade”.

Padrão

mapa_tur_brasil_05

Nestes dias um blog feminista que tem ajuda do governo publicou um artigo como muitos outros blogs feministas faz pregando um certo terrorismo ao negar diferenças entre as pessoas de cada Estado. Claro, como sempre taxam um lugar de opressor e outro de oprimido (guerra entre classes, racismo). Adicionam discursos vazios como igualdade, relativismo cultural e pregam uma certa brasilidade global aonde o Brasil se resume ao RJ e aonde todo brasileiro fala com aquele sotaque globo (carioca forçado) mesmo sendo pernambucano ou baiano.

Interessante como estes grupos feministas e demais esquerdistas sempre se aliam a uma realidade paralela para negar a realidade e a individualidade de cada pessoa, cada cultura e cada estado em nome de uma igualdade mentirosa e forçada.

Tal jogo nada e´ mais que o dividir para conquistar, criando conflitos e criando vitimismo em nome do nada.

ordeste-aba

A realidade diz muita coisa para quem ainda pensa no nosso Brasil. No Nordeste muitos nordestinos se ofendem se são taxados como sendo de outro estados do Nordeste. Baianos são diferentes de cearenses. Amazonense são diferentes de quem nasceu no Amapá. Não são iguais e nem nunca serão e isso podemos falar sobre uma mesma região, muitas vezes mesmo dentro do mesmo estado. Imaginem comparar com pessoas do centro ou sul do Brasil. Costumes, hábitos, culturas,  clima, sotaque nada iguais que somente a Globo e esquerdistas tentam negar.

mapa-de-comidas-brasileiras1

Olhem a culinária, viagem e tentem falar com uma pessoa de outro Estado sem bairrismos. A que conclusão você chega: não somos iguais e nem nunca seremos quer seja como pessoas ou povo. Ser diferente não e´ o problema, desde que exista respeito.

Claro que existem casos de ignorância e falta de educação. Mas isso passa longe de ser racismo aqui no Brasil. Devemos ficar alertas a grupos no facebook ou internet que postam algo sobre racismo pois quase sempre não e´racismo.

Do mesmo modo a economia difere. Cada estado tem atrativos diferentes, climas e geografia peculiares. Uns usufruem do turismo (embora o nosso ministério do turismo explore um turismo idiota com aquela falsa brasilidade e ama vender favela como modelo de vida), outros apostam em industrias, outros apostam em outras fontes de renda.

saboresdobrasil

Por isso, uns estados possuem melhores praias, melhores escolas, melhores industrias. Cada povo uma cultura e umas culturas também se adaptam e se desenvolvem melhor em diferentes coisas (embora saibamos que a falta de recursos e planejamento existam em muitos lugares devido a cultura brasileira ser receptiva ao vitimismo, falsa brasilidade e ao esquerdismo. Mas isso pode ser mudado).

Nosso abraço a todos brasileiros e brasileiras de todos os lugares. Fica a dica: somos diferentes como pessoas, como brasileiros, com diferentes culturas e com pontos fortes e fracos. Alguns estados possuem uma economia superior, outros possuem mais turismo, outros mais planejamento. Infelizmente somos unidos pela falta do livre mercado, cultura de uma falsa brasilidade que atinge principalmente não cariocas, corrupção e falta de planejamento de um governo que culminou no desastroso mandato de uma feminista que acha a mandioca símbolo de desenvolvimento pois o cachorro vai atrás das crianças.

(Ser mulher não torna ninguém livre de criticas, ainda mais uma imbecil feminista terrorista que nem falar direito sabe).

 

 

Top 10 das mais nojentas e repugnantes idéias feministas

Padrão

madonna feminazi

Vamos dar uma olhada como feministas agem pra lutar por “nossos direitos”? O movimento que mente ser paz, amor e justiça?

Com vocês, as feministas (feminazi) e alguns dos muitos atos nojentos praticados por estas mulheres com mente doentia e psicopata. Lembrando sempre que estas malucas não nos representam. Somos e seremos sempre 100% mulheres antifeministas.

Devemos nos perguntar que tipo de mulher doente e sociopata apoia o feminismo. Estas malucas devem ser expostas sem piedade e nunca devemos aceitar os termos delas porque com malucas não se discute, coloca-se no hospício. Faça uma coisa boa e desmascare uma feminista. Ou como elas se auto proclamam, vadias.

Que inicie o mimimi.

1- Reino Unido

A feminista Kiran Gandhi correu Maratona de Londres deste ano, sem qualquer absorvente em uma tentativa de acabar com o estigma em torno da menstruação feminina“.

Nós dizemos: As feministas são estúpidas. Não há nada para se envergonhar sobre a menstruação. Mas ninguém precisa ver isso correndo para baixo suas pernas. É anti-higiênico.

2- Espanha

Feministas espanhóis do Sangre Menstrual, um grupo espanhol, saíram às ruas vestindo calças brancas e shorts manchados de sangue menstrual em apoio do seu Manifesto para a visibilidade do Período.”  Sangre Menstrual escreveu o manifesto para salientar que, ao tentar esconder nossos períodos, uma função corporal perfeitamente natural, estamos participando do “sistema patriarcal e efetivamente punir a nós mesmos por serem mulheres. “(???????????????????????????????????????????????)

 Nós dizemos: As feministas são estúpidas, esquizofrênicas e porcas . Nenhuma pessoa normal leva a sério estas doentes.

3- Vaticano

As feministas enfiam crucifixos em seus ânus para expressar seu ódio para com os cristãos.

Nós dizemos: Feminismo e ateísmo tem a mesma agenda e frequentemente atacam países cristãos. Queremos ver as feministas ousando o mesmo com os muçulmanos ou ateus de países como a Coréia do Norte. Será que elas se atrevem? Duvidamos. Falta de coragem? Talvez. Mas eles têm a mesma agenda, com certeza. ” O jogo destes grupos é sempre atacar algo que represente algo da  base do Ocidente, neste caso, o Cristianismo.

4- Estados Unidos

Feminista fertiliza o solo com o sangue da menstruação  para plantar saladas. Feminista Beca Grimm acha que vive no meio do mato.

Nós dizemos: Você não está vivendo na selva e você não é Bear Grylls. Mais uma vez a prova é que as feministas são estúpidas e porcas. Que tal carpir um lote?

5-Brasil

https://vimeo.com/89661582

As feministas fazem um concurso de fazer xixi em pé porque os “homens também fazem”. Que inveja dos homens, hein, feministas?

Nós dizemos: Fora queimar ainda mais a imagem da mulher brasileira (vista como prostituta mundo afora e com o apoio de feministas que suportam o turismo sexual, post futuro) as feministas brasileiras se superam com coisas nojentas e doentias. De resto, todo mundo sabe que o feminismo é pura inveja do pênis. Detalhe: pelo que sei isso é comum entre meninos e mostra que feministas não conseguem superar o trauma de não terem um pênis. Falta de amadurecimento, tadinhas das feminazi.

The artist, Jen Lewis, has used her period blood to create an entire art project called "Beauty in Blood." Her husband Rob Lewis takes the images.

6- Estados Unidos

A feminazi, Jen Lewis, tem usado seu sangue menstrual para criar todo um projeto de arte” chamado Beleza no sangue. A feminazi usa sangue menstrual no lugar de tinta.

O que dizemos: Por que nós temos que usar fluidos corporais como a pintura? Eles tem cheiro estranho e podem levar a infecção etc … Por que isso é bonito”, mas se alguém fez uma pintura de seu cocô é feito então? Não vemos como isso se traduz em arte. Isto não é lindo” e sim repulsivo. O sangue menstrual é um assunto privado, como qualquer outro fluido corporal. Nós simplesmente não entendemos a obsessão pela menstruação feita por feministas. Qual é o próximo? Por que não vamos começar a urinar em todos os lugares e transformá-lo em uma decoração?

 

7 Reino Unido/ França

A feminista residente no Reino Unido (ela é francesa) Ingrid Berthon- Moine está atualmente a concluir uma série de fotografias que caracterizam mulheres vestindo seu sangue menstrual como batom. Sim, sangue menstrual na boca.

O que nós dizemos: O sangue menstrual como batom? Este sangue na boca? Este é outro caso de feminismo ! Ninguém quer ver outra mulher vestindo seu sangue menstrual como batom. Isso é nojento para dizer o mínimo.

8- Mundo

Feministas são obcecadas por pelos nas axilas (novamente, porque os homens tem). Crescer  os pelos das axila e pintar, tornou-se uma declaração feminista contra o “aspecto silencioso ou apagados dos corpos das mulheres“. As feministas também fazem isso porque “os homens não depilam axila” e feministas querem ser iguais.

O que dizemos: Feministas são lixo e possuem nada mais nada menos que vergonha de serem mulheres e pura inveja de ter um pênis.
9- Estados Unidos

ABC Family: TV promove transexualidade para as crianças. ABC Family Tornando-se conosco é um programa de tv, com foco em um adolescente cujos pais se divorciado recentemente. Como se isso não fosse tragédia suficiente para o jovem, seu pai, Charlie, é a transição para uma mulher chamada Carly. Família perfeita, não é?

Um menino de 14 anos, Jazz Jennings, decidiu em uma idade muito jovem que era uma menina. Os pais de Jazz apoiaram essa mudança, deixando-o viver como uma menina de cinco anos de idade e dando-lhe tratamento hormonal a partir da idade de 11 para parar o seu desenvolvimento normal de um adolescente macho. (Sem palavras). O show (isso virou programa na TV) se concentra em “as experiências adolescentes típicos, incluindo namoro e ensino médio.”

Nós dizemos: agenda LGBT e feminista são agenda A MESMA COISA. Ser mulher não é suficiente. Sendo um homem não é suficiente. Porque temos que ser iguais devemos lutar biologia e a realidade para nos tornarmos uma “coisa” (Nem mulher nem homem). Essas pessoas estão alvejando crianças. Igualdade obsessão, politicamente correto e destruição da família? Definitivamente.

Animal Urges: Women and Bestiality

10- Estados Unidos.

As feministas estão glorificando Zoofilia (fixação sexual por animais).
A feminista Mish Way suporta Zoofilia em seu artigo “Mulher e bestialidade“. A feminazi como sempre segue o padrão intelectual do movimento e cria teorias das mais loucas para justificar a zoofilia entre animais e mulheres.

Nós dizemos: Isto é nojento. Mas, graças a feministas estamos testando os limites da moralidade, da lógica e da civilização. São as feministas e suas seguidoras que dizem: “Não há limites, não há nada errado, tudo é permitido, o casamento homossexual é normal, mudar o sexo de crianças é algo normal, pedofilia, incesto, múltiplos cônjuges, bestialidade, aborto.

É perturbador que todos esses comportamentos estão sendo aceitas e vistos como modernos.
Aonde vamos parar? O que as feministas querem realmente? Infelizmente, sabemos que esta lista ainda não terminou

 
Pessoal, já passou da hora de desmascarar as feministas. Devemos parar de fingir que loucura, selvageria e maluquice viraram coisas a serem admiradas. O lugar destas malucas é no hospício independentes das palavras bonitas que elas digam ou exista no dicionário.
 
Fonte traduzida e adaptada do blog Mulheres contra o feminismo do Reino Unido

 

O que acontece com o teatro, cultura e artistas brasileiros? Louvam a selvageria.

Padrão

"Macaquinhos" é uma intervenção artística criada em São Paulo.

Faz um tempo que queríamos escrever sobre este assunto.

Para quem não sabe uma peça de teatro vem causando muito nas redes. A peça “Macaquinhos” tem toda uma teoria muito louca para pessoas “intelectuais rebuscadas” mas é na realidade um grupo de atores e atrizes correndo em círculos enquanto colocam o dedo no ânus uns dos outros.

Esta peça retrata no que é retratado como “alta cultura” pelos nossos “artistas” por mais de décadas.

Isto não é nada novo. Os artistas bazucas são na sua maioria esquerdistas e seguem sem saber ou não as teorias de Herbert Marcuse. Marcuse prega com suas teorias doentias o sexo primitivo como reposta para tudo. Nossos artistas na sua maioria (assim como alguns artistas estrangeiros) usam e abusam da sexualidade primata, selvagem e nudismo para qualquer motivo como forma de chocar a sociedade. Nada por acaso muitos destes artistas são feministas. Aquelas que passam o sangue menstrual na boca e outras coisas nojentas.

Vale adicionar que nossos artistas usam esta “arte” como uma forma de enfrentar a arte clássica (com formas, fundamento e objetivos reais) e relativizam a beleza e a cultura. Nesta teoria, funk carioca vira obra musical, sair enfiando o o dedo no ânus é liberdade. Incentivar o sexo entre irmãos e pais é o máximo dos nossos artistas. Tudo virou arte. E se você não gostar ou achar nojento e doentio, prepare-se. Irão taxar você de ignorante.

Estamos observando isso faz tempo. Estes artistas em geral possuem forte apoio do governo (Lei Rouanet). Veja casos aqui (http://spotniks.com/os-12-projetos-mais-bizarros-aprovados-pela-lei-rouanet/). São esquerdistas e nosso governo esquerdista os apoia com nosso dinheiro. Muitos deste artistas usam tal teoria bizarra e doentia para enfrentar o “conservadorismo” da sociedade tradicional (que eles adoram visualizar como os EUA e Europa) misturando um antiamericanismo juvenil e doentio com a raiva da base da nossa cultura (Civilização Ocidental) em nome de um nacionalismo socialista brasileiro selvagem e do mau gosto.

Existe isso em outros lugares mas também existe resistência. Aqui estes artistas dominam. E pessoas para se fingirem progressistas na maioria das vezes apoiam este bando de artista idiota que aparece na Globo (que eles fingem ser uma rede conservadora), ganha dinheiro e quer pagar de geniozinho desconhecido anticapitalismo.

Fazer obra de qualidade não é para esta gente. Passam muito tempo pensando em coisas nojentas e vivendo no mundo da fantasia com o apoio do governo por terem falta de talento.

Olhem um exemplo aqui embaixo.

Feministas e justiceiros sociais justicam os atentados de Paris com antiamericanismo e raiva do Ocidente

Padrão

Faz poucos dias que o mundo civilizado sofreu um dos maiores ataques terroristas que deixaram inocentes mortos e o que acontece? Nas redes sociais feministas, estudantes zumbis, professores marxistas e justiceiros sociais justificam os atentados culpando a Europa, o Ocidente e demonstram todo o antiamericanismo juvenil teclando com computadores e I-phone.

Como sempre este grupo de imbecis envergonha os seres humanos e preferem o fanatismo a realidade que bate a porta. Mas esperar o que de um povo cuja presidente que finge ser progressista, paz- amor e vive na utopia decide querer conversar com terroristas que queimam pessoas vivas, cortam partes do corpo de seres humanos e estupram mulheres?

Nas redes sociais feministas, estudantes zumbis, professores marxistas e justiceiros sociais acham que o Ocidente deve combater os terroristas sem usar de ataques violentos pois toda “cultura virou uma coisa relativa”. Os reais culpados, os terroristas e seus simpatizantes que se camuflam de “bonzinhos revolussaum”,  são aliviados por estes imbecis metidos a hippies que beiram a hipocrisia e dizem defender as mulheres e liberdade.

As pessoas que dizem não culpar as vitimas em casos de estupro culpam o Ocidente para inocentar os selvagens que compartilham a mesma agenda anti-Ocidental.

Feminista justiceira social se dispondo a liberar a pepeka geral para refugiados. Via #womenagainstfeminismuk

Mais uma vez vamos aqui desmascarar esta gente que suporta selvagens.

Deixamos aqui algumas perguntas  afirmativas para este povo ( muitas vezes esquerda caviar):

  1. Todo mundo quer paz, amor e harmonia mas, feministas, estudantes zumbis, professores marxistas e justiceiros sociais, como vamos conversar com quem quer destruir o Ocidente? Como conversar com terroristas que queimam pessoas vivas, cortam partes do corpo de seres humanos e estupram mulheres? Nos expliquem, feministas, estudantes zumbis, professores marxistas e justiceiros sociais ? Tocando viola nos DCES e fumando maconha? Mostrando os peitos? Cantando funks?
  2. Este povo (terroristas e afins) declarou guerra ao Ocidente faz tempo. Estes selvagens detestam os nossos valores por mais teorias absurdas que “estudiosos do MEC” tentem criar. Vamos acordar.  Quando dois lados guerreiam, vira guerra. Quando um lado guerreia e outro morre, isto passa a ser morte anunciada.
  3. Terroristas atacam pessoas inocentes em solo africano igualmente. Logo, esta desculpa esquerdista de “Europa opressora norte- americana” cai por terra. Terroristas atacam inocentes. Acordem.
  4. Voce que defende estes animais com teorias malucas de “mundo sem fronteiras” deveria hospeda-los na sua casa.
  5.  Feministas, estudantes zumbis, professores marxistas e justiceiros sociais tentaram colocar a culpa no socialista Aécio Neves. Ou seja esquerdistas malucos culpam um esquerdista bunda mole que eles mentem ser conservador/ liberal por algo que acontece em Paris e cuja autoria foi clamada por selvagens. Que uso de drogas foi este, jovens??
  6. A falta de sensibilidade de algumas pessoas que usam a internet é absurda. Isto acontece  nos EUA, Europa ou no Brasil. Tais pessoas loucas e chatas comparam tragédias para se sentirem superiores como isso desqualificasse um caso do outro. Levantam os mortos da boate de Santa Maria. Menosprezam o caso de Paris (cujo atentado revelam terrorismo mas estas pessoas comparam com criminalidade). Usam um nacionalismo doentio para comprar o caos que acontece no mundo com aquele nacionalismo que a esquerda adora. Não mostram um mínimo de civilidade e empatia. Usam o caso de MG para ganhar likes no Facebook e usam aquele chavão imbecil “Falei”. Estes sociopatas criam conflitos entre tragédias por algum motivo doentio. Guerra entre classes e outros truques são usados. O que vocês ganham com isso? Sentimos por quem sofre seja em Paris, Brasil ou qualquer outro lugar. Paris parece ser mais popular (turismo mundial) por isso as pessoas falam mais. Não importa qual tragédia é maior ou pior. Isto não é uma competição.

Passou da hora do Ocidente reagir e eliminar este selvagens em todos os setores.