Érica Paes, lutadora global feminista promove vitimismo e falácias sobre violência doméstica/ feminicídio

Padrão

Muitos pais e mães querem que filhos pratiquem artes marciais. Uns escolhem o judo ou jiu jitsu. Outros preferem capoeira, boxe, krav maga ou caratê . Parece que artes marciais ensinam disciplina, educam e passam uma certa etiqueta de conduta. Mas sabemos que existem bandidos no meio como foi o caso do professor de jiu jitsu que estuprou um menino.

No Facebook das #mulherescontraofeminismo surgiu um texto sobre violência doméstica recomendado por uma leitora de uma tal lutadora global Érica Paes que fala em auto-defesa. Tudo estava indo bem quanto notamos que a lutadora iniciou com postagens completamente feministas.  Postamos um texto bem antigo sobre como feministas se infiltram nos meios masculinos e depois demonizam os homens que as acolheram e este parece ser mais um caso. Ao investigarmos o Facebook da “lutadora” fica clara a ideologia feminista aonde mulheres são anjo e homens são o diabo.

Mais uma vez na maior hipocrisia, a feminista fala mal de homens sendo que quem criou as artes que ela luta foram homens lutadores, os lutadores da família Gracie, apoiadores de #JairBolsonaro. As feministas defensoras do socialismo hoje se apoiam nas artes marciais criadas por homens para ganhar dinheiro com as mulheres e vendem para o mundo que qualquer coisa se torna abuso e estupro.

Sim, sabemos de casos violentos de estupro, abuso e assassinato que podem envolver homens e mulheres (fatos que as feministas negam).

No Brasil (em si um lugar violento aonde feministas defendem bandidos) existe o crime de homicídio (assassinato) aonde engloba-se homens, mulheres, gays, heteros, brancos, negros. Ou seja, qualquer pessoa. A culpa é do bandido e nunca da vítima. Ambos podem ser  homens, mulheres, gays, heteros, brancos, negros. Ou seja, qualquer pessoa.

Mas o que fazem as feministas e o resto da esquerda. Criam a tal mentira do feminicídio. Ao entrarmos no Facebook da “lutadora da Globo” notamos que ela faz politicagem e se envolve com outras feministas que fazem parte do governo. Ocupando espaços como sempre faz a esquerda para depois impor leis e regras.

Fica o alerta: tem muita mulher que pensamos ser conservadora ou que apoia o correto por andar em um ambiente que em teoria possui certa honra e respeito. Mas esta mesma mulher pode ser feminista infiltrada. E os homens que apoiam este tipo de mulher tendem a levar uma bela punhalada pelas costas.

Por fim, deixamos a aula do mito do feminicídio com a #mulhercontraofeminismo Thais Azevedo

Thais Azevedo destrói a mentira do feminicídio. Assitam abaixo.

E sobre violência doméstica…

Você já ouviu falar em Erin Pizzey?

Preocupada com violência doméstica, ela foi a criadora do primeiro abrigo para mulheres vítimas dessa situação na Inglaterra no início dos anos 70.
No início era uma feminista engajada, até que percebeu que entre as 100 primeiras mulheres que recebeu no abrigo, mais de 70% delas era tão ou mais violentas do que os parceiros que estavam pretendendo fugir.
E que a violência doméstica possui índices similares tanto para homens quanto para mulheres e não apenas o homem era o agressor como divulgam até hoje.
Ela começou a divulgar este fato que foi reprovado pelo movimento feminista pois ameaçava a sua agenda de dominação ideológica e podia interferir na arrecadação de dinheiro.
O resultado: Erin e seus familiares foram ameaçados de morte, seu abrigo foi tomado pelo movimento e até mesmo teve sua correspondência desviada pelo esquadrão antibombas. Um dia, seu cachorro foi encontrado morto na propriedade da família. Temendo por todos, ela teve que fugir do país com toda a família. Mas continua a dar palestras e entrevistas
desmascarando e revelando as táticas sujas da agenda feminista.
Separe três minutos e meio do seu tempo para ver o vídeo em que ela conta brevemente a história.
Erin não é mais feminista.
PENSE: Feminismo não é um movimento por direitos iguais.
#mulherescontraofeminismo

Outro entrevista bem interessante sobre o tema no Brasil. Se as feministas refletissem com sinceridade essa questão de que não importa o gênero, violência é inaceitável, elas deixariam seu movimento. Só que é necessário haver a maldita luta de classes e alimentar o marxismo-cultural. Assim, cria-se os “movimentos sociais para minorias”, gastando o dinheiro público para dar privilégios à grupos que deviam ser vistos como iguais perante a Lei.

 

 

 

Feminista do RS comunista Manuela D´Ávila tenta entrar em tradicional clube de Porto Alegre: Sócios rejeitam a família da feminazi

Padrão

Acima Manuela D´Ávila com o marido Duca Leindecker (ambos comunistas ricos) durante uma viagem para os Estados Unidos. Manuela muito pior que o marido ainda mama das tetas do governo e tem gastos absurdos mensalmente como deputada.


Manuela D´Ávila, aquela patricinha do RS filha de ricos que defende o comunismo, tentou se associar a um clube tradicional ($$$$) de Porto Alegre, o clube Veleiros do Sul.

Quem ruim este capitalismo, hein, Manuela? Frequentar um clube da elite , hein?

Mas os sócios do Veleiros do Sul se mobilizaram para que a solicitação de associação da família de Manuela fosse rejeitada.

Segundo informações do jornal Zero Hora, o fato da candidata ser comunista pesou para que solicitação fosse negada. “Cada um no seu quadrado. Cada um que procure o grupo que melhor se enquadre nos seus valores. Ou alguém pensa que eu seria bem recebido no Partido Comunista?”, teria dito um dos sócios, que preferiu não se identificar.

Quem havia convidado Duca para se juntar ao clube teria sido o próprio presidente da agremiação, Eduardo Ribas, logo após um show do cantor, vocalista da banda Cidadão Quem, no Veleiros do Sul.

“Ele é velejador, então nada mais normal do que eu convidá-lo. Assim que ele aceitou, sua ficha de admissão ficou exposta por 15 dias no quadro de avisos, como manda o estatuto do clube”, relembra.

Cantor comunista velejador? Esporte de rico? E comunista? Hipocrisia, caro Duca Leindecker. 

Duca e a família passaram a frequentar o clube normalmente, até que em julho, outros sócios pediram a retirada dos Leindecker do quadro de associados, ameaçando inclusive entrar na justiça.


Mulherescontraofeminismo: Esta mulher feminista que apoia o comunismo junto com o marido fedem a hipocrisia. Comunismo para o povo comum, capitalismo para a nossa família rica. 

Um pouco de ciência no dia dos pais: Pais retirados do seio familiar aumentam a chance de filhos/as virarem criminosos/as

Padrão

7b170633ef934dfcf88c13598cc789e2

Antes de tudo feliz dia dos pais aos homens que optaram por esta nobre escolha.

E embora as feminazi queiram acabar com o dia dos pais ou tudo ligado ao masculino e celebrem a maternidade solteira no Facebook (o que por sinal dobra o trabalho delas, ao mesmo tempo que reclamam da falta de homem ou tentam achar qualquer um no Tinder para ajudar a cuida dos filhos delas) a ciência confirma que filhos sentem mais falta dos pais ao longo da vida e esta falta se relaciona a crimes cometidos.

A especialista em  Erin Pizzey sempre citou dados sobre este assunto e outras pesquisadoras seguem com dados novos sobre o assunto. Durante o governo Obama (do partido democrata, um PT dos Estados Unidos) milhares de homens negros foram condenados sem um julgamento justo pois Obama defende a agenda feminista. Os dados de  menores e adolescentes x atos violentos cresceram.

Podemos ver aqui alguns dos muitos dados sobre o assunto. 

Claramente uma unidade familiar mais fraca sofre. E este sempre foi o objetivo de feministas e globalistas.

Pais canalhas ausentes (igualmente existem mulheres canalhas) ou pais que são retirados da vida dos filhos por mulheres que usam filhos como mercadoria e/ou abusam da lei que protege as mulheres sem verificar os fatos (que igualdade, hein, feministas?) na verdade fazem os filhos sofrerem e pagarem o pato. E no futuro estes filhos tem grande probabilidade de se tornarem adultos disfuncionais.

 

Feminista do PSOL -São Paulo Isa Penna gasta em um mês do que a grande maioria dos outros vereadores gastaram no semestre todo.

Padrão

Em post no facebook a feminista do PSOL de São Paulo Isa Penna confirma o que sempre sabemos: Esquerdista gosta de ser um parasita e pregar socialismo ao mesmo tempo que vivem de luxo com o dinheiro pago dos nossos impostos. Por isso defendem um Estado gordo e demonizam empresas ao mesmo tempo que querem mais impostos.

Por isso os esquerdistas odeiam tanto conservadores como Bolsonaro e liberais pois estes querem diminuir o Estado e impostos.

A tal feminazi mesmo respondeu no Facebook um internauta que questionava os gastos exagerados dela: “Dinheiro público tá ai pra ser gasto com o povo babaca”.

Ou seja mama nas tetas do governo e chama o povo de babacas.

Primeiro,não existe dinheiro público, é dinheiro dos pagadores de impostos. Segundo, isso não seria quebra de decoro e incentivo a corruptos e abusadores do sistema? E mesmo assim depois a esquerda quer falar de “respeito e ser tolerante”?

Mas como sabemos a esquerda se acha acima das leis e por pensarem monopolizar a virtude podem pregar o roubo, roubar o nosso dinheiro, pregar a morte e estupro, serem racistas que nada acontece. Estas são as representantes das feministas no nosso governo. Uma esquerda nojenta, irresponsável e leviana.

O PSOL é uma versão moderna e piorada do PT. Cada vez mais malucos de Norte a Sul do Brasil. Podem falar de paz e amor mas são mais do mesmo.

A tal feminazi foi desmascarada ao vivo no Pânico da Jovem Pan. Reparem como a feminista não deixa os outros falarem e fica com aquele mimimi de oprimida de sempre.

Jornalistas da mídia esquerdista: Jornalistas feministas afirmam que fome agrava obesidade entre mulheres brasileiras. Mas hein??????

Padrão

38195869_651413555242585_810960868538843136_n

Depois de descobrir o “infarto causado por machismo” (nosso post anterior), a UOL trouxe na capa, nesta manhã, outra “grande descoberta da medicina”: fome agrava obesidade. Isso logo depois dos jornalistas parciais do Roda Viva passar vergonha ao entrevistar Jair Bolsonaro.

Olhem o nível dos jornais brasileiros!! 😂 Que lástima! Esse UOL então nem se fala. São inúmeras reportagens sem pé nem cabeça.  Começamos a achar que o roda viva desencadeou algum tipo de notícias explícitas nos jornalistas ou algum distúrbio mental de noticiar só coisas absurdas. Na verdade sabemos que estes jornalistas tem uma agenda e estas jornalistas feminazi tem problemas ao pensar.

 

Jornalistas da mídia esquerdista: Jornalistas feministas afirmam que o infarto é causado por “machismo”

Padrão

Depois da vergonhosa tentativa de entrevistar Jair Bolsonaro aonde os jornalistas do imparcial Roda Viva ficaram mais preocupados em achar pelo em ovo com aqueles eternos mimimis da esquerda agora foi a vez da UOL mostrar a sua agenda esquerdista (no caso ligado ao movimento feminista).

Fica cada vez mais clara para as pessoas desavisadas que os veículos que querem ser “alternativos”  assim como os grandes da mídia  são todos na quase sua maioria, rigorosamente de esquerda. Tudo isso se deve a lavagem cerebral executada por anos por professores militantes adeptos de qualquer coisa ligada a esquerda.

Pois bem, em um texto UOL jornalistas feministas afirmam que o infarto é causado por “machismo”.

Ora, juravamos que infartos se dessem por estresse, estilo de vida sedentária,má alimentação, tabagismo,predisposição genetica para problemas cardìacos e hipertensão. Mas segundo as feminazi o  patriarcado que com sua mão maligna oprime tanto que faz uma mulher infartar. Lembram muito aquela presidente de esquerda de algum lugar aqui perto que disse que somente rico tem diabetes.

Psicopatas do pior tipo que mentem sem pensar nos seus atos.

Sinceramente, feministas tem problemas mentas e incapazes de raciocinar culpam qualquer um por quaquer coisa. O jornalismo doentio da  esquerda praticado abundantemente no Brasil mostrou a sua cara finalmente e hoje virou chacota na boca do povo. Quem acredita neste tipo de jornalista? Somente zumbi cego da esquerda ou intelectual esquerda caviar que acha tudo da esquerda uma coisa linda. Ambos atacam fatos e mentes racionais.  Mesmo que você prove o contrário esse pessoal está tão doutrinado que não vai aceitar fatos reais.

Fonte: Caneta desesquerdizadora

Novo ou velho?Partido Novo defendendo o velho feminismo, ataque a escola sem partido e em defesa da agenda globalista

Padrão

Postamos no Facebook das #mulherescontraofeminismo sobre aquele tipo de pessoa “neutra” que diz ser contra a esquerda e direita por serem “iguais”. Este tipo de pessoa se comporta de maneira desonesta pois existe um abismo que separa a direita e a esquerda.

Muitos destes “neutros” dizem apoiar o Partido Novo. Este partido tem como proposta romper a velha politicagem e diz apoiar pessoas com novos pensamentos. Tem como principal lema o livre mercado, baixos impostos e uma abertura na economia. Bem, conservadores querem a mesma coisa na economia em muitos aspectos.

Pois bem, parece que o tal Novo “neutro e racional” anda seguindo a velha esquerda do Foro de SP que domina o Brasil faz anos em muitos aspectos. E ISTO PARECE SER BEM ESTRANHO para quem diz querer mudar as coisas.

Primeiro, apoiam o feminismo, Ideologia de Gênero e o candidato a presidente do Novo aceita os termos usados pela esquerda. O tal candidato do Novo por sinal ataca Bolsonaro mas fica quieto ao falar da Manuela , Marina e outros. O pessoal do Novo pode saber de economia mas desconhece o aspecto cultural na luta contra a esquerda como podemos ver nos vlogs abaixo.

Segundo, tem candidatas que se dizem contra a #Escola sem partido que negam a CLARA lavagem cerebral que existem nas nossas escolas e universidades.

Terceiro, apoiam a agenda globalista da ONU por completo que tem o patrocinio de George Soros.

Ora, que tipo de partido que se diz liberal (mais a direita em muitos aspectos) apoia tantos movimentos ligados a esquerda?

Bem, pelo visto o NOVO parece o velho PSDB maquiado com um liberalismo fake.