Arquivo mensal: novembro 2015

O que acontece com o teatro, cultura e artistas brasileiros? Louvam a selvageria.

Padrão

"Macaquinhos" é uma intervenção artística criada em São Paulo.

Faz um tempo que queríamos escrever sobre este assunto.

Para quem não sabe uma peça de teatro vem causando muito nas redes. A peça “Macaquinhos” tem toda uma teoria muito louca para pessoas “intelectuais rebuscadas” mas é na realidade um grupo de atores e atrizes correndo em círculos enquanto colocam o dedo no ânus uns dos outros.

Esta peça retrata no que é retratado como “alta cultura” pelos nossos “artistas” por mais de décadas.

Isto não é nada novo. Os artistas bazucas são na sua maioria esquerdistas e seguem sem saber ou não as teorias de Herbert Marcuse. Marcuse prega com suas teorias doentias o sexo primitivo como reposta para tudo. Nossos artistas na sua maioria (assim como alguns artistas estrangeiros) usam e abusam da sexualidade primata, selvagem e nudismo para qualquer motivo como forma de chocar a sociedade. Nada por acaso muitos destes artistas são feministas. Aquelas que passam o sangue menstrual na boca e outras coisas nojentas.

Vale adicionar que nossos artistas usam esta “arte” como uma forma de enfrentar a arte clássica (com formas, fundamento e objetivos reais) e relativizam a beleza e a cultura. Nesta teoria, funk carioca vira obra musical, sair enfiando o o dedo no ânus é liberdade. Incentivar o sexo entre irmãos e pais é o máximo dos nossos artistas. Tudo virou arte. E se você não gostar ou achar nojento e doentio, prepare-se. Irão taxar você de ignorante.

Estamos observando isso faz tempo. Estes artistas em geral possuem forte apoio do governo (Lei Rouanet). Veja casos aqui (http://spotniks.com/os-12-projetos-mais-bizarros-aprovados-pela-lei-rouanet/). São esquerdistas e nosso governo esquerdista os apoia com nosso dinheiro. Muitos deste artistas usam tal teoria bizarra e doentia para enfrentar o “conservadorismo” da sociedade tradicional (que eles adoram visualizar como os EUA e Europa) misturando um antiamericanismo juvenil e doentio com a raiva da base da nossa cultura (Civilização Ocidental) em nome de um nacionalismo socialista brasileiro selvagem e do mau gosto.

Existe isso em outros lugares mas também existe resistência. Aqui estes artistas dominam. E pessoas para se fingirem progressistas na maioria das vezes apoiam este bando de artista idiota que aparece na Globo (que eles fingem ser uma rede conservadora), ganha dinheiro e quer pagar de geniozinho desconhecido anticapitalismo.

Fazer obra de qualidade não é para esta gente. Passam muito tempo pensando em coisas nojentas e vivendo no mundo da fantasia com o apoio do governo por terem falta de talento.

Olhem um exemplo aqui embaixo.

Feministas e justiceiros sociais justicam os atentados de Paris com antiamericanismo e raiva do Ocidente

Padrão

Faz poucos dias que o mundo civilizado sofreu um dos maiores ataques terroristas que deixaram inocentes mortos e o que acontece? Nas redes sociais feministas, estudantes zumbis, professores marxistas e justiceiros sociais justificam os atentados culpando a Europa, o Ocidente e demonstram todo o antiamericanismo juvenil teclando com computadores e I-phone.

Como sempre este grupo de imbecis envergonha os seres humanos e preferem o fanatismo a realidade que bate a porta. Mas esperar o que de um povo cuja presidente que finge ser progressista, paz- amor e vive na utopia decide querer conversar com terroristas que queimam pessoas vivas, cortam partes do corpo de seres humanos e estupram mulheres?

Nas redes sociais feministas, estudantes zumbis, professores marxistas e justiceiros sociais acham que o Ocidente deve combater os terroristas sem usar de ataques violentos pois toda “cultura virou uma coisa relativa”. Os reais culpados, os terroristas e seus simpatizantes que se camuflam de “bonzinhos revolussaum”,  são aliviados por estes imbecis metidos a hippies que beiram a hipocrisia e dizem defender as mulheres e liberdade.

As pessoas que dizem não culpar as vitimas em casos de estupro culpam o Ocidente para inocentar os selvagens que compartilham a mesma agenda anti-Ocidental.

Feminista justiceira social se dispondo a liberar a pepeka geral para refugiados. Via #womenagainstfeminismuk

Mais uma vez vamos aqui desmascarar esta gente que suporta selvagens.

Deixamos aqui algumas perguntas  afirmativas para este povo ( muitas vezes esquerda caviar):

  1. Todo mundo quer paz, amor e harmonia mas, feministas, estudantes zumbis, professores marxistas e justiceiros sociais, como vamos conversar com quem quer destruir o Ocidente? Como conversar com terroristas que queimam pessoas vivas, cortam partes do corpo de seres humanos e estupram mulheres? Nos expliquem, feministas, estudantes zumbis, professores marxistas e justiceiros sociais ? Tocando viola nos DCES e fumando maconha? Mostrando os peitos? Cantando funks?
  2. Este povo (terroristas e afins) declarou guerra ao Ocidente faz tempo. Estes selvagens detestam os nossos valores por mais teorias absurdas que “estudiosos do MEC” tentem criar. Vamos acordar.  Quando dois lados guerreiam, vira guerra. Quando um lado guerreia e outro morre, isto passa a ser morte anunciada.
  3. Terroristas atacam pessoas inocentes em solo africano igualmente. Logo, esta desculpa esquerdista de “Europa opressora norte- americana” cai por terra. Terroristas atacam inocentes. Acordem.
  4. Voce que defende estes animais com teorias malucas de “mundo sem fronteiras” deveria hospeda-los na sua casa.
  5.  Feministas, estudantes zumbis, professores marxistas e justiceiros sociais tentaram colocar a culpa no socialista Aécio Neves. Ou seja esquerdistas malucos culpam um esquerdista bunda mole que eles mentem ser conservador/ liberal por algo que acontece em Paris e cuja autoria foi clamada por selvagens. Que uso de drogas foi este, jovens??
  6. A falta de sensibilidade de algumas pessoas que usam a internet é absurda. Isto acontece  nos EUA, Europa ou no Brasil. Tais pessoas loucas e chatas comparam tragédias para se sentirem superiores como isso desqualificasse um caso do outro. Levantam os mortos da boate de Santa Maria. Menosprezam o caso de Paris (cujo atentado revelam terrorismo mas estas pessoas comparam com criminalidade). Usam um nacionalismo doentio para comprar o caos que acontece no mundo com aquele nacionalismo que a esquerda adora. Não mostram um mínimo de civilidade e empatia. Usam o caso de MG para ganhar likes no Facebook e usam aquele chavão imbecil “Falei”. Estes sociopatas criam conflitos entre tragédias por algum motivo doentio. Guerra entre classes e outros truques são usados. O que vocês ganham com isso? Sentimos por quem sofre seja em Paris, Brasil ou qualquer outro lugar. Paris parece ser mais popular (turismo mundial) por isso as pessoas falam mais. Não importa qual tragédia é maior ou pior. Isto não é uma competição.

Passou da hora do Ocidente reagir e eliminar este selvagens em todos os setores.

Feministas da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e de SP: o que aprender com elas?

Padrão

Mulher feminista é uma mulher doente, psicopata, revoltada e criminosa. Feministas podem apelar para aquelas mentiras da boca para fora de “igualdade”,”olhem o feminismo no dicionário” e tudo o mais. Mas desavisadas podem entrar nesta furada, pessoas inteligentes não.

Feministas da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) se superaram (foto acima). Esperar o que de um governo que prega o relativismo moral, lava o cérebro de estudantes e tudo o mais para defender uma agenda doentia?  Em uma performance de arte (hoje tudo virou arte, até funk carioca) foi possível presenciar de tudo: mulheres urinando e se masturbando publicamente, depredação de patrimônio, nudez total e os peitos de fora (como sempre) que ninguém aguenta mais ver. Tudo isso bancado com dinheiro dos pagadores de impostos (nosso dinheiro) e ocupando vagas de quem quer estudar. É com essas atitudes que as feministas (ou feminazi) querem pedir que  sejamos respeitadas.

Mais ao Norte, em SP as feministas atacaram novamente. Picharam uma Catedral na luta contra o “Ocidente Capitalista Opressor”. Elas, que se dizem tolerantes e educadas.  Mulheres contra o feminismo logo em seguida foram limpar a catedral.

Fica a pergunta: Feministas? Porque não tentaram uma mesquita? Não havia nenhuma por perto? Porque não tentaram atacar um regime assim opressor como o regime ateu (e comunista) cubano? Picham uma catedral, no exato local onde um machista morreu pra salvar a vida de uma mulher.

Ou seja, o feminismo é um movimento doentio. Daí aparece uma idiotinha feminista falando pra não generalizar pois esses atos não representam o feminismo “de verdade”. Legal. Mostre a sua revolta e lute contra estas feministas de mentira antes de vir causar aqui. Mas sabemos que vocês tem a mesma agenda e se apoiam sempre, ok? Sabemos que vocês são um movimento coletivo que ataca em bando e usando da mesma arma de sempre: vitimismo, mentiras, fanatismo e seios murchos.

Informação é tudo, pessoal. Devemos parar de fingir que feministas devem ter argumentos educados. Elas devem ser expostas. Nunca iremos acreditar no feminismo, um movimento que vive de mentiras de dicionário e só prega ódio, aborto, libertinagem e irresponsabilidade. Feminismo é insanidade.

Somos  orgulhosamente mulheres antifeminismo e esse movimento não nos representa.