Arquivo da categoria: Uncategorized

Feministas, prostitutas da esquerda: depois de atacarem o filme Mulher Maravilha agora mentem sobre desigualdade salarial entre homens e mulheres.

Padrão

As prostitutas da esquerda chamada feministas (leiam mais aqui)  se superam a cada dia.

Feministas solitárias esquerda caviar agora andam tendo ataque usando o filme Mulher Maravilha como desculpa.

O que aconteceu com aquele tempo aonde as pessoas somente curtiam um filme e se divertiam? Pelo visto estas feministas chatas e mal amada desconhecem o que é diversão, alegria e amor.

Infelizmente o filme Mulher Maravilha desde o começo foi atacado e usado por feministas que querem pregar a maligna agenda feminista.

Inicialmente, Gal Gadot, a atriz que interpreta a amazona foi atacada por feministas assim como os produtores e produtoras. O motivo? Ela era muito bonita, em forma, depilava as axilas e não é transgênero, negra e de outro tido grupo como minorias. Feministas enlouqueceram.

Bipolares, logo depois as feministas também tentaram afirmar que o filme Mulher Maravilha é um avanço na luta contra o patriarcado e contra os homens (mas o feminismo não é igualdade, justiça e amor???). Pois bem, a Mulher Maravilha foi criada por um……. homem que por sinal admirava as mulheres.

As revistas em quadrinhos surgiram na década de 30, criadas por Maxwell Gaines, fundador da editora All-American Comics. Rapidamente se tornaram uma febre, com vendas mensais ultrapassando a casa das 10 milhões de cópias. Mas as feministas ainda acham que todo mundo conspira contra as mulheres.

Durante a estréia do filme as feministas que ocupam altos postos em Hollywood e que “lutam por igualdade” não deixaram homens assistir a estréia do filme. Claro, feminismo é igualdade, né? Ops, na verdade nunca foi.

Imaginem se homens impedissem as mulheres de ver a estréia de um filme o mimimi que as feministas fariam.

Pois bem, o filme fez sucesso. E antes a odiada atriz que é judia, casada, mãe e foi militar nas forças armadas de Israel para horror das feministas desarmamentistas e das minorias agora é mais uma vez usada pelo movimento feminista.

Segundo jornalistas justiceiras sociais ligadas ao feminismo a atriz é oprimida porque ganha menos que o ator que interpretou o Super Homem.

Perguntas para as feministas:

1-Se as mulheres ganham menos porque os empregadores (que querem lucro) ainda contratam homens? Que lógica é essa? Seriam os empregadores malucos?

2-Se falarmos de igualdade salarial outra pergunta deve ser feita. Entre um grupo de mulheres do mesmo campo profissional todas ganham a mesma coisa?

Provavelmente não e ninguém vai ver feminista tendo ataque por isso. Ué, que igualdade é essa?

3-Se as feministas tanto querem igualdade no trabalho porque alguns tipos de trabalho como pedreiro, mineiro e muitos outros trabalhos perigosos que exigem força física ainda na sua maioria são feito por homens e ninguém nunca viu feministas lutando e fazendo fila para pegar estes empregos? Não somos todas/os iguais e o gênero é uma construção social? Provavelmente ninguém vai ver feminista tendo ataque por isso porque elas querem “igualdade” quando é conveniente e criam esta conversa para gerar conflito na sociedade, algo típico de todo esquerdista.

O fato é: salários são baseados em acordos e lei de oferta e procura. Simples economia.

Gadot na verdade escolheu o acordo com ganhos em torno do filme. Na verdade, ela foi muito inteligente. Ela estará pronta para viver até o fim da vida apenas a partir desse filme sozinho. Lembram quando Sigourney Weaver recebeu US $ 1 milhão por ter feito Alien há mais de 30 anos? Este é mais um caso.

Imaginem quem em 2017 ainda existem pessoas lutando para sobreviver e trabalhando duro mas as feministas mais se preocupam com uma atriz de primeiro mundo que já é rica e faz parte da elite de Hollywood porque ela ainda não é rica o bastante. Qualquer homem ou mulher normal viveria até o final da vida com o que esta atriz já ganhou e ainda vai ganhar.

Esta não é uma questão de gênero e nunca foi. A estrela mais grande, mais conhecida, exige um salário maior. É entre você, seu agente e o estúdio. Este é um simples caso de capitalismo. Ela será bem paga se gerar lucro e podendo negociar o seu contrato melhor de modo perspicaz, vai ganhar ainda mais. Se o filme tiver sequencias de sucesso como o filmes da Liga da Justiça ela vai ganhar mais dinheiro ainda. Isso não é diferença de remuneração entre homens e mulheres e simplesmente lei de mercado: oferta, procura . Você é compensado com base no valor que gera. A lutadora de MMA Ronda Jean Rousey desmascarou uma feminista que veio com esta conversa  mentirosa de desigualdade salarial neste vídeo aqui

 

Se as leitores e leitores quiserem se aprofundar mais neste mentira feminista da desigualdade salarial entre homens e mulheres sugerimos ler este  excelente artigo de economia do site Spotniks

Outra pesquisadora (sim, mulher) é odiada pelas feministas. A doutora em Filosofia Christine Huff Sommers indica erros nas perspectivas o feminismo, a falácia em que a questão salarial é envolvida e como o movimento pode ser reformado para retornar a proteger os direitos individuais e a autonomia feminina.

Christine Sommers tem feito um trabalho maravilhoso. Vale acompanhá-lo!

 

 

Modelos plus size e o coitadismo mimimi feminista a favor da obesidade

Padrão

Desde a década de 70 as feministas tentam mudar o padrão comportamental sobre como os homens acham a mulher bonita. Infelizmente, tem homem frouxo – emasculado e mulher que acha ser obesa algo “lindo” que para tentar agradar as feministas começa a achar a obesidade algo empoderador. Mas isso nunca foi novo embora hoje seja mais aparente devido ao politicamente correto, algo muito utilizado pela feministas e outros grupos de esquerda.

Um antigo livro feminista chamado Gordura é uma questão  feminista tenta doutrinar cérebros e  comandar os olhos e gostos alheios. Este livro é a base do que hoje as feministas pregam relativizando a beleza e culpando o José da padaria e o seu sanduíche cheio de maionese por serem gordas. O padrão comportamental é sempre o mesmo: as feminista sempre culpam uma pessoa e nunca assumem responsabilidade (neste caso, fazer exercícios, dieta e vida saudável).

Hoje em dia podemos ver isso em frases como “toda mulher é bonita”, “empoderamento das mulheres” e outras. Frases vazias de feministas militantes, mulheres tristes e solitárias que se aliam ao vitimismo ao invés de tomarem conta da própria vida.

Resta a pergunta: se toda mulher, homem, arte ou qualquer coisa que seja são bonitos como é que ficamos sabendo o que é beleza? O que é feio?

Esta conversa de “todo mundo é lindo e perfeito/ parem de julgar” é mais uma forma de censura do politicamente correto que para variar é muito usado por feministas. E tudo aliado a muito relativismo.

Este povo ignorante acha que um funk é igualmente lindo a uma obra de Leonardo da Vinci. Roger  Scruton fez um documentário muito interessante sobre o assunto e que lembra uma clássica frase de Vinicius de Moraes: beleza é fundamental.

O que é belo somente pode ser decidido se for julgado. Isso vale para a arte como vale para pessoas.

Mas a questão da beleza se relaciona com obesidade vai além disso. Pessoas devido a falta de exercícios, sedentarismo e pobres escolhas hoje esperaram cair do céu (ou do governo) uma resposta mágica para os seus problemas. Este bando de preguiçosos começa a criar palavras sem sentido para justificar serem obesos.

Quem foi gordo sabe: dificuldade para se locomover, possuir falta de ar e tantas outras coisas passa longe de ser saudável e empoderador.

Ao mesmo tempo as feministas e feministos culpam a indústria da moda culpa do capitalismo e do homem hetero.

Bem…..a indústria da moda simplesmente se ajusta ao gosto do mercado: mais mulheres querem ver mulheres magras, mais mulheres magras serão vistas em capas e desfiles. O mercado é amoral e segue o que o povo quer, o que o povo acha bonito. Agencias de publicidade trabalham com o mesmo principio depois de fazer pesquisas de mercado.

Sem nenhuma surpresa quem trabalha nas indústria da moda geralmente em 90% dos casos? Mulheres feministas que se acham empoderadas e gays. E agora como fica, feministas?

Para finalizar, um outra coisa muito comum. As mesmas empoderadas que se acham vitimas do sistema por serem preguiças e acham beleza relativa, querem um rapaz alto e sarado com namorado para postar no Facebook e fazerem invejas para as amigas.

Este é um dos mais inúmeros exemplos da hipocrisia das mulheres simpatizantes do feminismo.

Miss EUA 2017 é mulher, negra, cientista nuclear e bonita. Mas não quer ser chamada de feminista. E feministas piram

Padrão

Uma das coisas mais legais de hoje é ver uma pessoa vencer batalhas sem fazer vitimismo. E num mundo com feministas e justiceiros sociais esquerdistas chorões  isso é um feito raro.

Felizmente existem grupos como Negros contra o movimento negro, gays contra o movimento gay como Milo Yiannopoulos e grupos similares ao nosso #mulherescontraofeminismo que seguem fatos e lógica sem cair na propaganda esquerdista.

Vejam este caso da Miss USA 2017

Na noite do último domingo (14), a Miss Columbia #KaraMcCullough foi coroada a nova Miss Estados Unidos 2017 e entrou para a história.

Descrita pelos jurados do concurso como “uma das competidoras mais inteligentes da memória recente”, a cientista de 25 anos venceu a Miss New Jersey Chhavi Verg na disputa pela coroa.

McCullough nasceu em Veneza, na Itália, e cresceu em Virginia Beach, estado americano.

 Ela se formou na Universidade Estadual da Carolina do Sul em química e trabalha para a Comissão Reguladora Nuclear dos EUA.
 Ou seja: mulher (desculpem, travestis), negra, nascida na Europa e cientista nuclear. E para a raiva das feministas: bonita.

Antes de ganhar a coroa, McCullough precisou responder algumas perguntas sobre o cenário político do país. Questionada se um sistema de saúde pública nos EUA seria um direito ou um privilégio dos cidadãos, ela respondeu que “definitivamente era um privilégio”.

Kara conhece de economia e sabe que Não existe almoço grátis” (Milton Friedman)

Depois, ela foi questionada se ela se considerava uma feminista.

“Eu realmente não quero me considerar feminista – tente não me considerar como alguém intransigente, você sabe, ‘Oh, eu realmente não me importo com os homens’. Mas uma coisa que eu vou dizer, porém, é: Mulheres, somos tão iguais quanto os homens quando se trata de oportunidade no mercado de trabalho”, afirmou.

As respostas da nova Miss EUA 2017 geraram controvérsias no Twitter. E ela foi obviamente atacada pelas feministas sem piedade.

Se é cientista é inteligente, se é inteligente não é feminista.

Professor acusado injustamente de estupro. O que acontece com a aluna que o acusou? NADA

Padrão

Lembram do projeto de lei que quer dar um basta nas falsas acusações de estupro? Escrevemos sobre isso neste post aqui. O estupro é um crime cruel e bárbaro mas igualmente cruel e bárbaro é acusar uma pessoa de estupro injustamente. E isso vem sendo estimulado pelo movimento feminista por mais de 25 anos. Postamos sobe o que as gurus feministas pensam aqui.

“Homens que são acusados injustamente de estupro podem às vezes ganhar com a experiência” Catherine Comins, Universidade Vassar assistente de reitor da Student Life in Time, Junho 3, 1991, p. 52.

Esta é a “igualdade feminista”.

Vejam este caso na Inglaterra.

Um professor, considerado inocente da acusação de estuprar uma aluna de 14 anos, disse que nenhum homem “em sã consciência” deveria se tornar professor.

Kato Harris, de 38 anos, foi acusado de violar e sodomizar uma aluna de uma escola particular para garotas, no outono de 2013.

A garota alegou que o estupro aconteceu quando o senhor Harris a convidou para se juntar a ele numa sala de aula durante o intervalo.

O Sr. Harris, que era chefe do departamento da escola em Londres, foi inocentado de uma acusação de estupro feita por uma garota de 16 anos, após 26 minutos de deliberação no júri ano passado.

Falando para a TalkRadio hoje, em sua primeira entrevista após ter seu nome limpo, o Sr. Harris disse que passou a se questionar por que qualquer homem com bom senso seguiria uma carreira no ensino.

O Sr. Harris disse no TalkRadio: “Depois da provação que passei, será que eu tomaria a decisão de lecionar de novo? A resposta é não, e certamente as pessoas compreenderão isso”.

“Tentei explicar por que meu caso possui uma mensagem muito forte para homens que estão pensando em se tornar professores. Vocês deveriam desistir. Não façam isso”.

“Hoje em dia, há um discurso nas escolas (e em outros lugares) onde há homens como funcionários, que diz que cada um deles pode ser um pervertido em potencial. Eles enxergam cada professor como um estuprador em potencial”.

Ele completou dizendo que se tornar um professor é como “comprar um bilhete de loteria”, explicando: “O menor “prêmio” seria uma falsa alegação de que você xingou ou tratou mal um aluno em sala de aula. O maior seria uma falsa acusação de estupro, baseado em uma aluna que esbarrou em você no corredor, e diz que você é quem a tocou de forma inapropriada”.

“Ou, pior ainda, você pode ganhar o “grande prêmio” e ser acusado, em três ocasiões diferentes, de sodomizar uma aluna na frente de toda a escola. Independente das opções, você desejaria uma delas? Qualquer homem que deseje ser professor tem uma chance, em cinco, de ser “premiado” dessa forma por sua escolha de profissão”.

“Quando você sabe o que vem pela frente, eu sinceramente não vejo a razão pela qual um homem, em sã consciência, iria querer ser professor”.

O Sr. Harris também disse que não tem sentimentos negativos com relação a acusadora, afirmando sentir uma “pena genuína” dela.

Ele deixou a escola antes das acusações serem feitas contra ele, em dezembro de 2014, e não acredita que a garota – para a qual ele nunca havia lecionado – nutrisse algum ressentimento por ele”.

Em uma entrevista dada no mês passado para o Mail on Sunday, o Sr. Harris disse: “Estou desempregado, morando numa quitinete e em breve não terei como pagar por moradia. Sou considerada uma pessoa nociva”.

Ele admitiu ao TalkRadio: “Sinto tristeza por tudo que perdi, mas isso é contrabalanceado pelo que ganhei, que foi liberdade e a capacidade de tomar decisões sobre o meu futuro”.

Ele acrescentou: “O que nós não podemos de forma alguma fazer é criar uma situação onde aceitamos quaisquer acusações de abuso sexual, sem investigá-las cuidadosamente, antes de levá-las a sério”.

As únicas soluções disponíveis para professores é “ensinar apenas alunos do sexo masculino, ou desistir da profissão”, disse ele.


Mulheres contra o feminismo: É triste isso, mulheres conseguem arruinar a vida de um homem ao inventar uma acusação de estupro, e provar a inocência é difícil. E como sempre as feministas as apoiam simplesmente por serem mulheres. Isso é um assunto batido mas que ninguém fala no movimento feminista. O problema é que em uma acusação desta gravidade, principalmente se o acusado for homem, as pessoas já enxergam o cara como culpado sem antes investigar. Muitas adolescentes, para esconder alguma coisa ou prejudicar alguém, mentem descaradamente e ainda tem o apoio da lei.

Além disso tudo, prejudica reais vitimas de estupro, banalizando casos assim e gerando gasto de dinheiro publico.

Esta garota que acusou o professor deveria ser presa e os pais delas igualmente punidos.

Hora de falar sobre falsas acusações de estupro e assédio: ASSINE o projeto de lei AGORA.

Padrão

Como sempre repetimos aqui, o estupro é um crime cruel e bárbaro praticado desde sociedades modernas até as tribos mais selvagens. E sempre defendemos punição severa para um estuprador. Mas devemos falar sobre o outro lado da moeda: falsas acusações de estupro e assédio.

Feministas adoram criar  falsas acusações que passam a receber campanhas de apoio de mulheres feministas vingativas, amarguradas, emotivas e mal intencionadas numa escala alarmante contra homens e estabelecimentos. Isto  gera semanas de histeria e ódio coletivo para mais tarde, ser MAIS UMA VEZ, desmascaradas por quem estuda e analisa o assunto com calma e frieza.

Na verdade isso sempre foi sendo estimulado pelo movimento feminista de antigamente como já postamos aqui. Sim, AS GURUS FEMINISTAS ACHAM LEGAL ACUSAR UM HOMEM DE ESTUPRO INJUSTAMENTE. Cliquem aqui.

Isso sem contar que feministas acham um oi, bom dia ou um olhar um ato de estupro. Como sempre falamos, mulher feminista deveria ser internada.

Recentemente, foi criado um projeto de lei que torna a falsa acusação de estupro um crime hediondo (algo justíssimo). E este projeto agora esta na votação popular. As paginas feministas estão em massa pedindo pra votar contra. Quem não pretende fazer falsa acusação de estupro não se preocupa em ser enquadrada nessa lei. Uma porcentagem significativa de acusações são falsas, os motivos são os mais variados, mas entre os principais estão a vingança da mulher contra o homem, alienação parental, conseguir mais bens no divórcio, ganhar guarda dos filhos, etc.

O link da votação pode ser visto aqui em baixo. VOTEM! CURTAM E COMPARTILHEM.

Votem aqui: https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria…

Fale sobre este assunto com o político da sua cidade. Questione as feministas e esse ato criminoso de acusar alguém muitas vezes sem provas.

Uma falsa acusação dessa pode acabar com a vida de um homem inocente em minutos. Pode afetar uma família, filhos. Falsas acusações prejudicam verdadeiros casos de estupro e tira o credito das que realmente são vítimas desse crime.

Fica a dica aos homens leitores de blogs como Testosterona e outros que acham que virilidade é usar a cabeça de baixo sem usar a cabeça de cima. Fica a dica mulheres que correm o risco de perder um pai, tio, amigo, namorado ou familiar para uma mulher simpatizante do feminismo.

Casos de estupro devem SEMPRE SER BEM INVESTIGADOS. Desconfiem de mulheres que fazem textão e procuram a mídia pra acusar fulano de assédio e etc, do que ir na delegacia fazer B.O.

No estupro a culpa nunca é da vitima mas uma mulher que acusa um homem injustamente de estupro deve pagar do mesmo jeito que um estuprador.

Desmascarando feministas: Sim, a roupa deixa a entender o que você pensa ou representa ser.

Padrão

Eis uma explicação desenhada para que não restem dúvidas. Vale lembrar que existem mulheres que realmente são prostitutas se vestem muito melhor do que qualquer patricinha que se inspira em novelas, funks e BBBs pra se vestir.

Mas vamos aos fatos…..

O homem desta imagem está usando um uniforme de bombeiro. A mulher está usando um uniforme de prostituta.

Feministas alegam que não podemos deduzir que uma mulher é uma puta só pela roupa que ela veste na rua ou em ambientes sociais. E as feministas têm razão. Ainda que raro, é possível uma mulher que se vista de prostituta não ser uma puta.

Não podemos, de maneira similar, deduzir que o rapaz da imagem é um bombeiro de fato se o vermos na rua. Ele poderia, por exemplo, ser alguém que estaria indo a uma festa a fantasia. Poderia ser um ator que esteja fazendo uma pegadinha na rua. Poderia ser um assaltante tentando se passar por um bombeiro para invadir um estabelecimento privado. Enfim, há inúmeras possibilidades.

Porém, não seria nada surpreendente, e nem irracional, se alguém chegasse correndo em direção ao homem vestido de bombeiro na rua e falasse “Me ajude, bombeiro! Minha casa está pegando fogo ali na esquina!! Venha!”.

É perfeitamente compreensível que pessoas achem que um homem uniformizado de bombeiro seja um bombeiro. E a probabilidade desse homem ser um bombeiro de fato é enorme. O mesmo vale para um homem vestido de policial.

Analogamente, é compreensível que pessoas achem que mulheres com roupas indecentes sejam putas. E a probabilidade de que essas mulheres sejam mesmo putas ou vadias é enorme, afinal, não há muitas razões para uma mulher que não é vadia se vestir como uma.

Assim como um homem vestido de bombeiro na rua pode atrair pessoas que necessitam e buscam serviços de bombeiros, mulheres vestidas de putas atrairão homens que buscam por prostitutas.

E esses homens não buscam por nada mais além de sexo fácil. Viu, meninas (principalmente as imbecis que moram no exterior e se comportam com prostitutas arruinando a nossa imagem)??

Então não faz sentido algum quando uma mulher vestida de maneira vulgar reclama que os homens a tratam como mero objeto sexual. Afinal, a imagem que ela está passando é de que ela é uma mera prostituta que está pronta para ser consumida como um objeto sexual.

E a desculpa do calor? Feminista praieira acha ofensivo e “machismo” colocar uma saia com 3 dedos a mais como se isso fosse escravidão e fosse oprimida a chibatadas. Bem, homens que trabalham em escritórios em regiões do litoral passam um calor e ficam sem desculpinha. Em lugar de trabalho existe uma etiqueta (ou deveria existir neste Brasil que infelizmente é informal demais). Trabalho nunca vai ser férias. Além disso o Brasil é enorme e obviamente uma pessoa que reside em outro local vai ser julgada notada quando viajar ou for morar em um lugar novo com temperaturas diferentes. E isso nunca vai ser machismo. Isso chama-se sociedade aonde as diferenças serão notadas e as pessoas julgadas.

Dica: informe-se como os nativos se vestem. Pessoas que morar fora sempre fazem isso não somente pra se proteger do frio ou do calor mas também para não passarem por um Peixe Fora D’água.

Feministas que se vestem como prostitutas reclamam que a sociedade é machista, que as julga pela roupa que usam, e que homens são todos iguais, cafajestes e que tratam mulheres como lixo.

Não, feminista periguete. Os homens não são todos iguais. É você que está atraindo sempre o mesmo tipo de homem. Homens decentes não se interessam por você. Eles preferem mulheres inteligentes. E, sejamos sinceros, se você se veste como uma prostituta e não quer ser confundida com uma, então inteligência não é exatamente o seu forte….

Fonte da imagem e grande parte do texto: https://www.facebook.com/resistencia.anti.feminismo.marxista/

O que Lula pensa sobre o feminismo? Ele humilha as feministas mais uma vez

Padrão

Todas sabemos que o feminismo é um movimento de esquerda. Podemos notar isso desde as alianças de partidos políticos esquerdistas e feministas (PSOL; PC do B, PT) até as estratégias usadas pelas feministas que usam e abusam de guerra entre classes, o mito da divida historia e raiva contra o capitalismo e propriedade privada. Mesmo que usem I-phone e outras coisas criadas por empresas capitalistas.

Lembram quando Lula as chamou de grelo duro? Feministas ficaram caladas. Lembram quando Lula traiu a mulher com uma amante? Feministas permaneceram quietinhas. E quando Lula afirmou que fez sexo com animais? Defensores dos animais esquerdistas e feministas simplesmente…..sumiram.

Lula é um esquerdista psicopata de 9 dedos que finge adorar a pobreza mas adora ser rico. Que liderou um dos maiores ataques aos cofres do governo brasileiro roubando o nosso dinheiro. Os impostos que pagamos foram usados por ele a a sua corja para financiar o Foro de SP e luxos deles, de seus aliados e familiares.

E mais uma vez, Lula humilhou as feministas (esta imagem é bem antiga) e elas até hoje defendem este bandido. Feministas sempre defendem o chefe Lula.

Qual seria o motivo? Porque movimentos que tem a mesma agenda se apoiam e nenhuma feminista iria apoiar um candidato liberal ou conservador pois estes sabem que o movimento feminista é esquerdista.