Sexualização precoce de crianças e a professora universitária feminista

Padrão

Sempre nos mostramos contra a adultização e sexualização de crianças, seja com relação a maquiagem, a dança, a roupa e atitudes. Achamos que criança é criança e adulto é adulto. Não acho legal uma menininha pintar as unhas, passar batom, usar salto alto e ser precoce com estas coisas. Não acho legal uma menininha rebolar até o chão ou querer imitar danças nojentas como o tal funk. Não acho legal usar roupas insinuantes, parecidas com as da mãe. Ou um garotinho ser metido a adulto também pois todos fazem. Deveria existir algo que nos guiasse. Nem “tudo é permitido” como as feministas afirmam.

Na nossa mente feminina e hoje taxada pelas feministas de “mente antiquada-Amélias”, a pedofilia é um crime cruel e o criminoso ao molestar uma criança deveria ser preso por muito tempo entre outras penas duras.Na nossa mente feminina,criança deveria estar estudando e brincando mas hoje cada vez mais cedo estão usando maquiagem, salto, tem mães idiotas que fazem permanente no cabelo das crianças! Absurdo! Na nossa mente antiquada segundo as feministas,existe o certo e o errado e fazer apologia a sexualização das crianças é MUITO ERRADO.  Achamos totalmente PERTURBADA tal atitude pois criança é criança, tem mais é que brincar, se sujar,estudar e se divertir pois infância  se tem uma vez na vida.

Na nossa mente “antiquada”, sexualização e adultização das crianças geram um ambiente muito favorável a pedofilia quer seja de modo direto e indireto. Simples assim.

Para a nossa surpresa deputados e professores universitários feministas pensam um pouco diferente. E como os seus defensores e defensoras, sempre citam ou os estudos de universidades que deveriam educar e talvez pesquisar tecnologia que falte ao Brasil ou citam a famosa “hipocrisia” E o que afirmam muitas vezes:

-“Sexo todo mundo faz! “.Claro, por isso devemos discutir a nossa vida sexual com qualquer um rsrrs.

-“Não falar disso é hipocrisia!”.Claro,bom mesmo é ditar de modo pseudo-carinhoso a outras pessoas através do papo que o “feminismo liberta”a falar sobre sexo com todo o mundo. Principalmente se forem crianças pois estas tem até “direitos sexuais” como já vimos feministas defenderem.

-“Falar de sexo com as crianças é como falar de culinária e de brinquedos”. Frase de uma feminista dita no nosso grupo no facebook (procurem nos post iniciais). Forçou a barra,né?

-“As crianças  possuem uma sexualidade e sensualidade.” Verdade, mas tais atributos presente nas pessoas é despertado mais quando nos tornamos adolescentes. Isto a natureza sempre demonstrou e hoje cada vez surge mais cedo porque o meio ajuda nesta precocidade. O problema é deixar tudo isso por baixo e na  sociedade brasileira já em um caos social assistencialista, pregar como normal a sexualidade infantil pois isto é”evolução feminista”. Problemas que isso gera?Gravidez na adolescência >pais precoces>adultos infelizes>aumento de abortos>traumas psicológicas>caos social>pobreza>criminalidade,etc. Isto para não falar em pedofilia pois tais culpados criminosos doentes sempre irão procurar um motivo para atacar nas suas mentes nojentas, entre outras coisas. O sexo possui uma energia muito poderosa e é uma coisa boa, mas a estimulação de tal força DEVE ter o seu tempo.

O que nos surprendeu foi ver professores universitários afirmaram que:

“As ‘brincadeiras infantis’ também podem envolver outros: meninos buscando conhecer o corpo de outros meninos e meninas buscando conhecer os próprios corpos e de outras meninas e meninos. Então, quando meninos e meninas brincam sexualmente com seus corpos, com outros meninos e meninas, eles não estão sendo gays ou lésbicas, quando fazem isso com pares do mesmo sexo. Não é disso que se trata. QUE DEIXEM AS CRIANÇAS BRINCAREM EM PAZ, ISTO A TORNARÃO ADOLESCENTES E ADULTOS MAIS INTELIGENTES E POTENCIALMENTE MAIS PERSPICAZES no enfrentamento e na transformação do mundo que lhe deixamos como herança”.

Fico imaginano um lugar sem leis, em caos social como o Brasil,aonde pais tem que trabalhar e as crianças ficam muito tempo sozinhas podendo”brincar” como sugere a professora universitária Tatiana Lionço que forma outras pessoas. Fico imaginando neste lugar que falar de modo um pouco mais severo ( mas nunca violento) com uma criança nos tornam “mães e pais abusivos” e aonde grande parte dos adolescentes hoje parecem ser cada vez mais mimados e violentos (post anterior). Fico imaginando neste lugar que deveria ter tantas outras prioridades mas  alguns professoros universitários insisitem em procurar pelo em ovo ou apoiarem marchas sobre drogas, feministas que mente nos representar e nos taxam de vadias,etc.

E ficamos imaginando como um movimento que defende coisas como funkeiras e funkeiros e outras coisas absurdas leva essa mentalidade de modo “amiguinho e inocente” para crianças como faz o feminismo. Talvez as brincadeiras sexuais que a professora prega possam ser dançar funks e axés”inocentes” como estes da revoltante foto de abertura. Digitem no Google funk e crianças. Em que mundo estamos vivendo?

Pode-se tirar a conclusão das idéias a partir de atos destas pessoas que hoje ensinam os nossos filhos, totalmente incompatível com a dignidade de um verdadeiro professor que deveria ser imparcial. Declarando publicamente, em inglês, que poderia ser uma atriz pornô e com fotos na internet bem estranhas. Entretanto, esta mesma pessoa está em Brasília, falando de “direitos humanos” e determinando os destinos da educação pública no país pois isto é ser”moderna e evoluir”. Tem espaço e leciona em universidades. Tem até o status respeitoso de “doutora”.

Neste lugar rico ainda falta algo. Ainda carente de tecnologia, valores, pesquisa de verdade,objetividade e tantas outras coisas que realmente o tornaria o país do futuro, nos falta um senso comum do bem. O relativismo cultural pregado por pessoas que formam opinião em um feminismo também cultural e que mente nos libertar ainda luta por causas bem estranhas. E o que ainda nos causa surpresa é estes grupos que lutam tais causas sempre criando desculpas subjetivas. Bem, isto é o feminismo.

Aqui nem iremos entrar na questão do homossexualismo que DEVE ser respeitado. Ninguém muda a opção sexual do outro/a gritando, batendo, torturando,etc. Mas colocar crianças no meio deste assunto de modo parcial pela doutrina do”tudo pode pois é evoluir, pois é feminismo” nos parece ser um golpe baixo. Como lidar com isto?Complicado e também não podemos fingir que isso não existe. Mas não podemos também dizer que o modo como vem sendo tratado tal assunto é  bom quando pessoas por interesses ou amargura queiram ditar que devemos engulir ist pois é certo. Ainda mais quando apoiam funks,funkeiras e outras coisas absurdas em um caos social como o Brasil.

Atenção: nosso blog não possui ligação com grupos religiosos ,nem grupos extremistas políticos e é extremamente contra a pefofilia e a sexualização precoce de crianças.

Leia mais:

http://www.midiasemmascara.org/artigos/governo-do-pt/13360-que-deus-salve-as-criancas-do-terrorismo-gay.html

http://blogueirasfeministas.com/2012/08/transviada-contra-a-ordem-sexual-ma-fe-e-vergonha/

http://br.mulher.yahoo.com/blogs/mae-salto-alto/crian%C3%A7a-com-roupa-adulto-143717264.html

http://gentetransviada.wordpress.com/2012/08/23/transviada-contra-a-ordem-sexual-ma-fe-e-vergonha/

»

  1. Pois é, eu nunca precisei de aula de sexo para saber o que é sexo. Eu aprendi as coisas naturalmente, com a idade. Acho que faz parte do crescimento a gente ir descobrindo o próprio corpo, mas sozinho. Quando eu tinha 10, 11, 12 anos só queria saber de brincar mesmo. Depois, ao poucos, a gente vai descobrindo o que é o sexo. Não que devamos ser sexualizados com essa idade, mas pelo menos vamos entendendo o que é, e que existe.

    Ter aula de sexo na escola beira o ridículo.Deveriam gastar esse tempo ensinando português ou matemática para as crianças, pois é muito mais útil para seu futuro, e isso ninguém aprende sozinho. Mas parece haver uma ação deliberada para substituir a educação tradicional e formal por coisas babacas, como educação sexual. Depois não se sabe por que o ensino público no Brasil anda parecendo mais com o Titanic. Depois não se sabe por que os alunos brasileiros estão entre os piores do mundo em matemática, física ou biologia.

    Entendam, não acho que o desenvolvimento da sexualidade deva ser reprimido, pois isso traz sofrimento futuro, mas também não deve ser de nenhuma forma estimulado. Cada um tem seu tempo. E sinceramente, eu poderia trocar toda minha experiência sexual para ter minha infância de volta. Brincar de polícia e ladrão ou jogar futebol com os amigos a tarde toda é bem melhor que sexo. Espero que meus futuros filhos saibam disso, brinquem bastante e só descubram o sexo quando tiverem maturidade o bastante para entender o que ele é, e o que ele representa.

    Por fim, nunca me precisaram dizer o que era homossexualismo para eu respeitar os homossexuais. Meus pais me ensinaram apenas para eu respeitar todas as pessoas. Graças a Deus eu não tive que ver sacanagem na ESCOLA para respeitar outros seres humanos.

    • Respeito com as pessoas os pais ensinam.Mas sem os pais,sem bons exemplos, sem saber aceitar as diferenças,sem tudo isso e sem uma base é muito complicado. Ficar falando de sexo,liberdade hoje existente e dizer que isso vai salvar o mundo é fantasia e ideologia mentirosa. Pior é isto chegar nas universidades.

  2. A respeito do tópico nesta página, vejam a imagem da menina e o que está escrito nela, no link: http://movimentocontestacao.blogspot.com.br/2012/05/se-ser-livre-e-ser-vadia-entao-somos.html

    De lambuja, recomendo que vcs assistam os vídeos abaixo. Estão relacionados ao que vcs têm pesquisado. Garanto que vcs vão QUERER assistir isso.

    1- http://www.youtube.com/watch?v=ELfiypqOSeQ
    2- http://www.youtube.com/view_play_list?p=66245842658CE1AF (lista de reprodução)
    3- http://www.youtube.com/view_play_list?p=A6C3EE7F4E9EFB07 (lista de reprodução)

      • “[…]feminista agora mira as crianças.”
        Crianças (por enquanto ainda existe infância e por isso posso aplicar esse termo) sempre foram o alvo de socialistas, como descrito no capítulo 2 do manifesto comunista. E o que dizer de Foucault, que assinou um manifesto pedindo a abolição da idade do consentimento sexual?
        Pela velocidade da resposta a meu comentário, acredito que não tenha(m) assistido aos vídeos que recomendei. Mas quando assistirem, entenderão.

  3. Quanto absurdo! Indescritível tamanho absurdo!

    Não dá pra acreditar nestas coisas, estão querendo mesmo empurrar as crianças pro sexo!!

    É visível a intenção por traz das atitudes, é inserir deliberadamente o sexo no comportamento infantil .

  4. É com profunda tristeza que vejo essa ideologia feminista se alastrando em todos os setores da sociedade e por isso devemos reagir de modo enérgico. O que sobrará para nossos filhos quando eles se tornarem adultos? A dita modernidade é um mundo sem regras, sem família, sem moral? O feminismo radical está colocando na lona o pilar da civilização que sempre foi a família. A ironia é que as feministas ficam horrorizadas quando os homens tratam as mulheres como se fossem um pedaço de carne mas ao mesmo tempo elas batem palmas para dançarinas peladas e cantoras de funk. A verdade é que as feministas odeiam a família, as mulheres de bem e os homens em geral. Essas desculpas esfarrapadas nada mais são do que a tentativa de esconder o propósito maquiavélico por trás de sua doutrina de poder e de destruição dos gêneros

  5. Texto simplesmente perfeito. Acredito que um grande problema desse feminismo atual é justamente a falta de visão das militantes mais “ingenuas” (ou “burrinhas” mesmo), que acham tudo muito bonito e não conseguem visualisar onde esse “excesso de liberdade” pode chegar. Simplesmente engolem sem pensar muito qualquer coisa que os “gurus” dizem, não formam opiniões próprias (lógico que nunca vão admitir isso), e muitas não percebem o tipo de coisa que estão apoiando.

    “Liberdade feminina! Liberdade pra todos! “…sim sim, muito legal na teoria, mas na prática, as pessoas ainda não estão preparadas para serem livres e ao mesmo tempo respeitar a liberdade dos outros. O feminismo é a maior prova disso. Um exemplo? As feministas querem direito de ser “vadia”, direito de ser gorda, direito de não se depilar, direito de não se casar, direito de ser mãe solteira, etc etc…acontece que elas já tem esses direitos, ninguém proibe elas de fazerem essas coisas! Elas não vão presas por isso! O grande lance delas é que elas querem OBRIGAR a todo mundo a achar tudo isso legal. Se você não aplaudir, é machismo, é crime. Para elas não existe “gosto pessoal”. Se você não concorda com um ponto de vista ou atitude delas, seu pensamento é “fruto do machismo, é preconceito”. Será que elas não percebem que assim elas estão desrespeitando a nossa liberdade de pensarmos o que quisermos? Elas não respeitam nossa individualidade, essa que não precisa tomar partido de machismo ou feminismo, apenas é o que é.

    E é dessa forma, impondo a sua liberdade (aka “seus interesses”) como sendo a “liberdade de todos” (absurdo), que começam a doutrinar as cabeças e criminalizar os que pensam diferente…e cada vez mais isso está afetando as crianças.

    Daqui uns anos capaz de ouvirmos um papo de “repressão a sexualidade infantil é machismo!”.

    Nascemos com nossa sexualidade, porém criança é pra ser criança, é pra brincar, é pra machucar joelho, é pra imaginar, fantasiar, é a única fase da vida em que somos realmente livres, e todas crianças tem esse direito. Querer enfiar assuntos de cunho sexual durante a infancia é de uma violencia e falta de respeito sem igual! É como querer obrigar crianças a trabalhar, ou dar severos castigos a pequenos deslizes comuns entre crianças, como sujar as roupas.

    Se há crianças que gostam de brincar de “se pegar”, isso não é fruto da simples curiosidade delas, mas sim de mães que deixam a TV ligada em novelas ou acham bonitinho dançarinas de funk e estimulam as crianças com essas merdas. Crianças são assim, copiam tudo que vêem, e se agem sensualmente, é culpa dos pais que não querem assumir qualquer tipo de responsabilidade na educação da criança, querem ter filhos mas não querem deixar de trepar em cima do sofá quando der na telha, ou mães solteiras trazendo vários homens pra dentro de casa, deixam os filhos com babá pra ir no forró rala-coxa…e ainda depois querem que a escola resolva os problemas, ou dá-lhe levar a criança para psicologo e dar remédios para “hiperatividade”.
    Educar? Se dedicar a seus filhos? Que nada, isso é coisa de Amélia!

    Tenho dó dessa geração de crianças, pois está sendo a mais abandonada de todas.

    • Alice,muito inteligente o seu comentário.
      E o pior,a tal dita professora defensora de tal tese absurda é formadora de opinião em universidades e ganha dinheiro do governo para pesquisar.Pode?Enquanto isso muito professor universitário de primeira reclama da falta de verba 😦

      Isso sem falarmos no seu perfl antagônico ao de professora universitária aonde se declara como uma quase atriz pornô e da sua foto com um ator pornô.

      Fim do mundo 😦

    • vc falou tudo esse povo coloca filho no mundo e não quer saber de cuidar pq tá muito ocupado com trabalho socam a criança o dia inteiro em escola ou creche e depois choram qdo crescem e se tornam um rapaz marginal ou mãe solteira que só vive de por filho no mundo.

  6. alguém viu a matéria desses dias de uma escola que mandou como lição de casa perguntas sobre sexo, tipo:sexo anal dói,transar etc…..

    Qdo eu era criança eu não me preocupava com esse tipo de assunto, eu corria brincava me machucava etc…
    A que ponto nós chegamos.

  7. Pingback: Carnaval e o trabalhador que falou tudo sobre o Brasil. O que podemos aprender com eles? « Mulheres contra o feminismo

  8. O feminismo, alem de dar total liberdade das mulheres de se vestirem o que quiser como aquelas que promoveram aquela ridícula MARCHA DAS VADIAS, e a Secretaria de Políticas Para as Mulheres apoiar essa tamanha PORCARIA, deu o que deu. A sexualização precoce das crianças está relacionada às roupas curtas, coladas ao corpo, cavadas, lascadas, transparentes, até biquinis quando vão à praia ou à piscina. Isso faz com que muitos estupradores, pedófilos, abusadores e tarados, que têm sua mente afetada pela erotização infantil e adolescente, entrem em ação e façam sexo com crianças ou adolescentes. Isso é fato comprovado, não há o que negar. Não estou ofendendo ninguém, nem inventando histórias. É a mais pura verdade. Está escrito nos meus olhos e escrito nos meus olhos, eu falo tudo o que eu vejo, e com toda a verdade do mundo. Antigamente, as roupas eram mais comportadas, não colavam ao corpo como agora. Até shorts elas estão usando. Esse FEMINISMO SATÂNICO destruiu o respeito em relação às mulheres, meninas e adolescentes, por isso, é que eu sou a favor da pornografia, tanto infantil (ou infanto-juvenil) quanto adulta (totalmente hétero: homem-mulher, menino-menina, homem-menina e mulher-menino), pedofilia, abuso sexual, estupro, violência contra a mulher (há MULHERES COVARDES que agridem homens até com TAPA NA CARA em qualquer situação e NÃO SÃO PRESAS como deveriam após cometerem esses crimes), turismo sexual, livros e revistas com conteúdo explícito para menores, enfim, TUDO ISSO por causa desse FEMINISMO MALDITO! E se a professora universitária feminista quer isso, então, que protagonize cenas de sexo explicito para ver se é GOSTOSO para ela. Se não fossem tudo isso, até seria contra, mas com a MODA MUNDANA, descumprindo o artigo do Deuteronômio, da Bíblia, é lamentável, lastimável uma coisa dessas. Então, é LIBERALISMO SEXUAL. Como diz, criança é tempo de ESTUDAR e BRINCAR, não para TRANSAR. Mas para isso, NÃO PODEM USAR ESSAS ROUPAS COLADAS que por isso, esperem o PIOR! As ROUPAS COLANTES, que EXPÕEM as PARTES ÍNTIMAS DO CORPO, são as PRINCIPAIS RESPONSÁVEIS pelos ESTUPROS, ABUSOS SEXUAIS que envolvem MENORES. Eu, Dausther Lorencini, faço questão de protestar o que é certo e o errado. É triste ver as coisas assim. O mundo está TOTALMENTE PERDIDO, e a INFÂNCIA VAI PARA O ESPAÇO! E eu sou TOTALMENTE CONTRA esse mal que é o FEMINISMO, essa LEI MARIA DA PENHA (Lei N. 11.340/2006), LEI que CRIMINALIZA quem chamar alguém de NEGRO ou NEGRA (Lei N. 7.716/1989, se não me engano), se esse indivíduo (homem ou mulher) é de verdade, conforme a cor de sua pele, LEI que CRIMINALIZA o ESTUPRO e ABUSOS SEXUAIS (Lei N. 12.015/2009) e até quem AGREDIR HOMOSSEXUAIS, como HOMOFOBIA (PLC 122), pois TUDO ISSO DESTRÓI a nossa chamada DEMOCRACIA, que a GINECOLÂNDIA (ex-Brasil), país da capital GINECÓPOLIS (ex-Brasília) se encontra e onde nós vivemos, incluindo EU, que sou de Vila Velha, no Espírito Santo. Fico envergonhado, indignado, aborrecido com tudo isso. Está na hora dessas MULHERES/MENINAS mudarem de atitude, ou aceitem ASSÉDIO SEXUAL, sem reclamar, achar ruim nem denunciar, ou se fazendo de SANTINHAS INOCENTES, terão um CASTIGO de Deus. FEMINISMO é próprio do ESQUERDISMO, pertencente ao SATANÁS!!! CHEGA DE FEMINSMO POR AQUI!!! QUE ÓDIO!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s