Arquivo da tag: fanatismo

Bate papo entre mulheres:O que nos escreveram ou achamos na net sobre outras mulheres contra o feminismo?

Padrão

Desde que abrimos  a nossa página no Facebook e nossos blogs no wordpress e blogspot estamos recebendo mensagens e e-mails de muitas mulheres contra o feminismo.Sim,outras como nós existem e também acham o feminismo uma piada.E quem sabe, o feminismo moderno seja a piada mais engraçada de todas,comentando com amigas sobre esse movimento e o seu fanatismo que diz lutar pela”nossa liberdade”.Mas o que pensam e comentam essas mulheres sobre temas comuns do feminismo e o seu modo de tratar  nós mulheres como crianças,sendo sempre vítimas ou como se fizessemos algo por sempre culpa de alguém?Será que somos tolas e sem capacidade de iniciativa a pensar ou agir como as feministas pensam?

O que falaram outras mulheres contra o feminismo e que tiveram a paciência testada por feministas e o seu fanatismo-ditadura fantasiado de liberdade e democracia?Leiam abaixo:

“Porque feministas detestam ser contrariadas? Que fanatismo absurdo.E muitas ainda questionam crenças religiosas quando o fanatismo feminista é absurdamente maior e questionado por fortes argumentos.Tanta revolta nessas garotas.Que tal achar alguém legal e namorar um pouco?Tentem viver um pouco e aprendam saber conviver com o diferente, garotas feministas 🙂 “

“Não vejo como ridicularizar locais de culto e simbolos religiosos contribui para a igualdade que as “vadias” dizem querer. Lamentável.”(Sobre feministas que invadiram igrejas na sua marcha).

“Não abortei (porque não fui descuidada a ponto de esquecer a pílula), não fui idiota a ponto de escolher como parceiro um cara que me bata, meu emprego paga salários iguais para homens, mulheres, travestis e o que quer que você consiga imaginar em termos de gênero. Nunca ganhei menos que alguém por ser mulher. A diferença salarial reside principalmente no grau de especialização do profissional. Não quer ganhar menos? ESTUDE. Me recuso a ver o mundo da forma como vêem as feministas. As pessoas são diferentes e essas diferenças são determinadas por muitas coisas, incluindo o gênero. Estou feliz assim. Posso? Na cabeça das feministas, não.”

“Para que direitos iguais 100% e a todo custo se somos diferentes?Odeio o feminismo pois praticamente afirma que nós mulheres devemos ser iguais aos homens e ao mesmo tempo deixa a enteder que nós somos os anjos e eles os demônios.E basta ligar a TV para ver que isso é mentira.A favor da diversidade e CONTRA o feminismo”.

“Vocês queimaram sutiãs em praça pública. Agora mostram os peitos na mesma praça. Agradeço o esforço (como se tirar a roupa fosse muito nobre e difícil), mas não me sinto representada pelo movimento. Não quero servir o exército, não quero jogar futebol e nem trabalhar em obra. Não quero ser igual ao gênero masculino, não quero romper com o padrão de beleza que diz q eles tem músculos e eu tenho ossos. Não acho que um mundo de pessoas iguais seja divertido. Agora vão lá, me chamem de sexista.”

“Viva a diversidade.A mulher é companheira do homem e este é companheiro dela embora possuam diferenças naturais.Isso chama-se respeito e saber viver em paz.”

“Acreditamos que crenças religiosas deveriam ser postas de lado nesse debate para evitar desentendimentos ou fanatismos.Respeitamos a Deus, a Buda e outros credos,embora concordemos que o feminismo e suas seguidoras talvez pensem ser acima de tudo por terem o ego muito grande.”

” A face negra do feminismo que preferem continuar a tapar, eu estou com vocês, tal como muitas mulheres, outras continuaram sem querer saber o que de facto é o feminismo. Aliás, se o machismo é uma coisa ruim, porque é que o feminismo há-de ser algo bom?”

” E os seus exemplos concretos “não votar nas eleições, não dar sua opinião em casa ou fora da tua casa, não vestir jeans ou saia no joelho ou acima, não beijar alguém que tu ache interessante, não escolher com quem casar, não trabalhar, não viajar quando quiser fazê-lo,etc.” acontecem ainda em muitos países, e não apenas contra mulheres, chamam-se ditaduras!”

” Se antigamente as mulheres não podiam casar-se com quem queriam, acha que os homens eram livres de escolher com quem casavam? Os casamentos eram na sua maioria arranjados pelos pais de ambos, eram contratos, era errado? Era, mas era errado para ambas as partes.”

“Eu acho que as muçulmanas que escolhem usar véu (nem estou falando da burca, mas existem as que escolhem isso também) e qualquer outra mulher que escolha se vestir e se portar com um mínimo de respeito para com o seu corpo e os outros que não precisam ser expostos à sua sexualidade (até porque isso não é do interesse de ninguém) estão fazendo mais ativismo que qualquer “vadia”. Essas sim estão indo contra a ordem social numa cultura onde expor o corpo é moda, negócio e até desculpa esfarrapada.”

“Magreza é imposição machista, moda é feita por homens para oprimir as mulheres, depilação é imposição do patriarcado, o exército reconhecer que a mulher é mais frágil e não obriga-la a prestar serviço militar é sexismo, alisar o cabelo é fruto da segregação ….AH, VÃO TREPAR SUAS GORDAS CABELUDAS!”
 
“Gente! Elas estão ficando piores. Depois de dizer que lutariam por mim, pobre, sexista e indefesa, elas agora me perguntam se eu gosto de me depilar e alisar o cabelo. SIM, EU AMO! Porque faço tudo isso de graça! Beijos pra sociedade feminista, proletária e de perna cabeluda.”
 
“Eu tenho ouvido isso dessas pseudo feministas que não tem mais sutiã pra queimar e vão pra rua se intitular vadias e mostrar as tetas pra reivindicar seus direitos (e vadia tem direito a alguma coisa?). Essas meninas são tão engraçadinhas…”
 
“Eu não preciso de um namorado. Só sexo casual.(ironia).Porque o namoro é uma imposição do patriarcado machista. Pelo menos na cabeça dessa mulherada que não se depila por ativismo”
 
“Machismo? Por acaso é aquele negócio que faz a mulher parar de se depilar para parecer um macho?”
 
Sobre feministas quererem imitarem homens:”Um cara vai numa festa pega todas, e é taxada de gostosão/pegador, já uma mulher, com igual conduta, de vadia/puta) merecem respeito e que SIM Deus/Jesus ama essas mulheres TAMBÉM.” (por que as pessoas insistem em colocar Jesus em seus desejos pelo que é errado?)
Pode ATÉ haver vida inteligente e pensante em meio a estas denominadas feministas, mas que suas ideias comprovam o contrário, é fato!
Sem a menor definição do que é a mulher, do que esta quer, de o que a fará feliz e realizada dentro de sua PRÓPRIA condição e gênero, elas saem a protestar contra o comportamento dos homens com razões semelhantes as dada por Freud: inveja de quem tem um pênis.Deviam procurar tratamento: não sabem o que são nem o que querem!!”
 
“Vamos lá…eu não acredito em UMA VIRGULA do que diz a Igreja Universal. Dou risada dos programas de exorcismo que eles transmitem de madrugada e acho o Edir Macedo um grande salafrário. Mas isso não me dá o direito de me vestir do que quer que seja ridicularizar um local de culto, seja ele de que religião for. Não porque aquilo não seja sagrado para mim, mas porque é sagrado para alguém e eu tenho OBRIGAÇÃO de respeitar o direito que as pessoas tem de acreditar no que quer que seja. Acontece que não é isso o que as feministas tem feito. Hoje mesmo fui expulsa de uma comunidade feminista porque defendi o fato de que a mulher, por ter menor massa muscular e portanto, menos força física não deve prestar serviço militar. A guerra é uma instituição puramente masculina (desde o Velho Testamento, quem ia para a guerra eram os homens). Não me sinto representada pelo movimento feminista. “
 
” Esse grupo não é da minha religião,detesto a lavagem cerebral que fazem com os outros mas fora alertar isso não me da o direito de ridicularizar e desrespeitar os outros não porque aquilo é sagrado para mim, mas porque é sagrado para outras… pessoas e eu tenho dever de respeitar o direito que as pessoas possuemm de acreditar no que quer que seja.Isso é democracia. Mas o fanatismo feminista quer sempre impor com suas verdades.Isso é liberdade,democracia ou ditadura?Também fui expulsa de um debate contra feministas que não sabem respeitar idéias diferentes,mesmo de mulheres que pensam diferente delas.Sugiro a dona desse grupo de começar a pensar sobre a expulsão essas garotas acima.Em grupos feministas todos que discordamos delas,homens ou mulheres, teriamos sido expulsos no segundo post.”
 
“se querem tanto ser homens,porque nao deixam os pelos da periquita crescer,dos braços,pernas…e vao assim de bikini na rua e tentam flertar com um cara??? AHHHH ai sao super delicadas e feministas…. -_-“
 
“Machismo? é por um acaso aquela vontade doida que mulher tem q imitar o homem e ser igual a ele em tudo?? é preciso bom senso né gente? mulheres não têm o mesmo fisico que os homens,logo….não conseguem fazer o mesmo…da mesma forma que homens nao fazem o mesmo que as mulheres. Feminismo e machismo? não…apenas realidade.”
 
“…serei eu a unica mulher que acha legal sentar para fazer xixi? gente…vc senta,passa um baton,limpa sua cara,penteia seu cabelo,e ainda se fizer o nº 2 descalça os sapatos e descansa o pé, vê se a meia ta furada e tira se for necessario… eu sou muito pratica ou é muito errado ser feminina?”
 
“Mas algumas preferem tonificar os músculos na academia, levantando peso. Porque é sempre bom ser uma cavala musculosa no baile funk. De repente você pode virar até ícone feminista.”
 
” ahhh porque no funk eles podem te chamar de vadia… agora um homem nao pode nao… Ou vc mesma pode mostrar as tetas na rua, dizer que é ativismo e admitir que é uma…”
 
Mulher contra o femismo ao ser perguntada por uma feminista se Jesuse   nãoamava as vadias:  

“A pergunta somos nós quem fazemos: por que dizer que Jesus as ama? Acaso tem alguém dizendo o contrário?Agora, se vc não entende que um pai ame o filho bandido, mas não aceita o que ele faz, é aí que questiono a insistência em se colocar …Deus/Jesus em questões de safadeza comportamentais.“Deus ama a todas as suas criaturas, MAS ENTENDA, que o amor dele NÃO SIGNIFICA legitimar o pecado. Quem legitima, aplaude e instiga ao pecado, a desordem, a destruição, etc, etc, é o diabo, não Deus!!”
 Mulher contra o feminismo sobre um livro escritora feminista: “Outra ainda escreveu um livro heterossexualidade compulsória(obrigatória) que basicamente nos explica como mulheres na verdade nascem lésbicas e são obrigadas a serem héteros, a macular seu “templo sagrado”(isso mesmo) o pênis maldito”.

Sobre a funkeira feminista: “Muito me espanta as feministas condenarem a exploração sexual e apoiarem alguém que vive de pornografia (sim, porque o que ela faz é pornografia cantada).”

“Como o feminismo entristece a vida dessas mulheres.Absurdo.”

” Eu conheço o feminismo. Já tentaram me doutrinar várias vezes. Sempre o mesmo papinho de vitimismo e em nome do “bem comum feminino”.
Dizem que aborto é “problema de saúde pública”.
Só se for a “saúde pública” financeira das ONGs que são financiadas pela indústria abortista. Elas não se contentam com o dinheiro público que recebem.”

“Feministas querem copiar os homens a todo o momento.Podemos sempre notar isso que a preocupação  e fanatismo delas é se igualarem aos homens em tudo.Mas e quem disse que os homens fizeram e fazem tudo certo?”

“Feministas com essa preocupação de quererem ser iguais aos homens estão esquecendo de serem mulheres”

Mulheres antifeminismo: Como feministas querem que nós mães eduquemos nossos filhos e filhas.

Padrão

 

Como já foi dito antes, muitas de nós somos mães e possuímos filhos  e filhas. Além de outros motivos, o fato de sermos mães é o que nos levou a criar um blog de mulheres anti feminismo ou contra o feminismo que combate a agenda feminista (que prega toda uma agenda marxista socialista). Esta agenda feminista prega absurdos que beiram ao inacreditável e usa de artimanhas intelectuais aliado a truques marxistas como o politicamente correto, vitimismo, guerra entre classes, noção de minorias,  propaganda feminista, revolução cultural para mudar os valores ocidentais (no Brasil usando Paulo Freire e Gramsci), etc. Podemos notar que utilizando de técnicas marxistas e socialistas as feministas criaram a absurda ideologia de gênero.

Uma coisa parece ser fato:  pessoas inocentes, ignorantes ou desonestas apoiam o feminismo. Quem entende este movimento possui o dever moral de ser contra ele.

O feminismo usa de técnicas e táticas marxistas nos seus debates. O capitalismo é “horrível” para os socialistas e comunistas mesmo que estas e estes residam em países capitalistas. O que as feministas fizeram foi levar este conceito de conflito interno de  eles contra nós para a família e a sociedade. O capitalismo “opressor” no modelo familiar ficou representado pelo homem enquanto a mulher seria o lado “socialista oprimido”.  Leiam abaixo o que dizem as líderes feministas pensam sobre o socialismo- comunismo:

1-”O Cáucaso das mulheres sanciona o pensamento marxista-leninista. (Robin Morgan, Sisterhood is Powerful, p. 597)“
2-O feminismo, o socialismo e o comunismo são a mesma coisa, e o governo socialista/comunista é o objectivo do feminismo.(Catharine A. MacKinnon, Toward a Feminist Theory of the State (First Harvard University Press, 1989), p.10).

3-Um mundo onde o homem e a mulher seriam iguais é fácil de visualizar uma vez que foi isso que a revolução soviética prometeu. (Simone de Beauvoir, The Second Sex (New York, Random House, 1952), p.806)”

Nada por acaso estas mulheres defendem o marxismo pois o feminismo em si sempre foi marxista/ comunista/ socialista. Usando de psicologia, coletivismo, propaganda e vitimismo as feministas criaram este movimento que “quer mudar o mundo” assim como quis a revolução cubana, revolução russa (todos movimentos socialistas). Elas se autointitularam as trabalhadoras salvadoras  da humanidade (mesmo que tenham vindo da aristocracia e de famílias ricas) assim como Marx nunca tiveram que trabalhar. Aliado a isso, as feministas levaram a amargura do seu lado pessoal para o lado político-social. A também antifeminista Erin Pizzey cita isso neste vídeo aqui embaixo assim como as ameaças de morte contra ela. Tudo obra do movimento feminista. Vejam:

Nesta luta para  mudar o mundo optaram por  engrossar o movimento feminista com mais pessoas que compartilhasssem a ideologia marxista de guerra entre classes e se aliaram ao movimento  LGBTTQI ( vistos por eles mesmos  como “oprimidos” pelos heterossexuais e pelo sociedade cristã ocidental). O mais engraçado é que a mulher e os homossexuais possuem respeito e liberdade nas sociedades cristãs ocidentais enquanto que em sociedades ateístas (em geral, comunistas) e não cristãs a mulher quase não tem valor.  Como o movimento feminista e LGBTTQI  são anticristianismo eles irão sempre condenar a sociedade que mais os protege e irão sempre defender sociedades não cristãs.

Reparem que no ponto de vista delas é tudo guerra entre classes como Marx prega. As feministas e o movimento LGBTTQI  adicionaram o sexo na equação assim como prega a obra “Eros e Civilização” do pensador socialista  Herbert Marcuse (Por favor, leiam sobre marxismo cultural para entender mais). Assim surge o embrião da ideologia de gênero,  da revoluçao sexual sempre com cunho marxista e dos conceitos feministas de marcha das vadias, sou puta, sou vadia, funks feministas, etc. Um interessante vídeo sobre a ideologia de gênero pode ser visto aqui embaixo:

A ideologia de gênero é um dos pilares do feminismo assim como do movimento LGBTTQI e é uma grande fraude. Vocês podem ler mais aqui e assistir este vídeo e ler este excelente artigo clicando aqui ou aqui

http://lucianoayan.com/2013/08/13/para-levar-a-loucura-as-feministas-radicais-e-o-movimento-lgbt-como-harald-eia-abalou-a-ideologia-de-genero/

Aqui neste ponto a biologia é vista como opressora e o mundo real deve se adequar ao ideologia e não o inverso. Tudo é assim no movimento feminista. Nesta fuga da realidade feminista, mulheres nascem sem vagina (?), homens nascem sem pênis (?), uma pessoa negra nasce branca e vice-versa (?), uma pessoa baixinha é oprimida pela gravidade e não se transforma em alguém de 1,95. Para elas é tudo somos o que queremos. O ponto é:  Isto funciona na realidade para tudo? Devemos ser todas/os iguais porque as feministas querem por acreditaram na mentira marxista da igualdade e que devemos ser todas/os iguais?  E o respeito pela própria individualidade? Isso nunca é considerado pelo movimento feminista que dita a igualdade como regra por ser um movimento marxista coletivista. Muitas mulheres que lutam contra o feminismo sofrem ameaças por não se deixarem ser levadas pela onda coletivista deste movimento que ameaça quem luta contra ele e seus absurdos.

 

Muitas pesquisadoras e pesquisadores possuem um passado marxista e assim defendem o feminismo. Lembram do caso da Tatiana Lionço que se declara feminista, defende a pornografia e direitos sexuais de menores de idade? Leiam mais aqui. Tais manipuladores e manipuladoras criam obras de pura engenharia social e comportamental para justificar atos que condenam a infelicidade menores de idade. Jean Wyllys, Tatiana Lionço, Lola e tantos outros DOUTRINAM jovens e menores desde a mais tenra idade como pregado por Gramsci e outros pensadores marxistas culturais. As artes, as universidades brasileiras e de outros lugares foram tomadas por estas/es psicopatas. A guerra se tornou cultural. Pouco importa se absurdos como pregar o incesto, a pedofilia, se mutilam menores de idade, etc. Pela “causa” estes grupos atacam tudo e quem lutar contra.

Já vimos casos de feministas que estimulavam seus filhos a agirem como meninas, transformando a pobre criança em algo completamente contrária a sua natureza, tudo em prol do fanatismo feminista cujas mães pregavam hábitos afeminados por moda ou modernismo e mutilando a mente e o corpos de filhos meninos. Já presenciamos feministas tentarem nos coagir para educar nossos filhos como meninas e dizendo isso ser igualdade e respeito, sem respeitar a diversidade de gêneros e a natureza humana. Nossa reação obviamente como mãe e mulher de verdade foi igual de uma leoa quando algum animal tenta atacar o seu filhote. Somos orgulhosas de sermos mulheres, com todas nossas qualidades e defeitos. Tentamos mostrar a verdade para as feministas sem sucesso pois elas são fanáticas demais e pregam tanto ódio que sua cegueira as deixa incapazes de diferenciar a verdade da mentira. Assim como qualquer grupo marxista, elas querem adequar a realidade a fantasia e nunca o inverso. Claro,  sabemos também que homens possuem qualidades e defeitos. Isso não nos torna escrava ou que odiamos homens. Simplesmente sabemos respeitar os outros e outras, algo que as feministas abominam pois pregam a raiva até contra mulheres que discordam deste movimento terrorista marxista que prega a guerra entre classes. Leiam mais aqui. Os homens  sofrem mais ainda com elas (leiam aqui). Igualdade? Nada, isto sempre foi pura propaganda.

As meninas e sua educação tampouco escaparam de serem atingidas por essa visão unipolar e fanática. Feministas como já citamos antes, odeiam serem mulheres na verdade e querem ser vistas como homens de saias.  Elas  conseguem odiar as mulheres e os homens ao mesmo tempo. A fala marxista sobre igualdade sempre foi propaganda, nada mais. Qualidades como sensibilidade, intuição, empatia, caridade, perseverança entre outras são vistas como defeitos nas mulheres pelas feministas pois “devemos ser iguais aos homens”.. Então elas tentam modificar a mentalidade de mães e meninas através do espírito coletivo e afirmam que tais características são fraquezas. As garotas crescem e muitas negam suas qualidade naturais e acabam agindo como homens. Como resultado podemos ver hoje adultos homens que agem como mulheres e mulheres que agem como homens. E o pior, infelizes e sem saber de onde nasce essa infelicidade. Nesta luta marxista por igualdade sem fim, lutamos contra a biologia e afastamos homens e mulheres ocidentais uns dos outros gerando uma baixa taxa de natalidade no Ocidente. Ao mesmo tempo as feministas pregam o multiculturalismo e podemos pegar como exemplo os muçulmanos que possuem uma alta taxa de natalidade. Quem lucra com isso? Escreveremos sobre isso no futuro.

Algumas de nós já foram feministas e acordaram para a falsa mentira da igualdade, da cultura ao ódio ao diferente que o feminismo prega, da igualdade forçada entre meninos e meninas sem respeitar os seus corpos e a biologia e da luta para transformar o menino em uma menina e a menina em um menino. Tudo isso é pregado com a mentira deslavada que o feminismo é para defender a mulher. Isso é uma mentira pois as feministas condenam as qualidades da mulher, o dom da maternidade, fazem apologia ao aborto, vivem em um mundo que criam a violência contra meninos e hoje já podemos ver garotas e mulheres complexadas, infelizes que caíram nessa conversa mentirosa em prol de meia dúzia de mulheres que dizem pregar a liberdade mas na verdade pregam o ódio ao diferente e a diversidade. Detalhe: muitas  gurus feministas são lésbicas e NUNCA TIVERAM FILHOS. Estas mulheres criam teorias sem fundamento e deixamos elas nos dizerem como devemos educar os nossos filhos.

Muitas de nós em sua grande maioria possui uma profissão, muitas tem mestrado, outras escolheram ser donas de casa mas isso não quer dizer que somos idiotas, ignorantes ou que quem priorizou a vida profissional seja superior a quem escolhe a vida do lar. A maternidade nunca foi vista como uma doença como feministas pregam e a promiscuidade nunca foi algo nobre bastando um aborto para dormir bem novamente. Respeitamos as mulheres de bem e homens de bem, cada um com a sua verdade, o seu caminho e é por essa diversidade que lutamos. Nunca seremos iguais. Isso parece ser fato. Somos na verdade diferentes e complementares.