Hora de falar sobre falsas acusações de estupro e assédio: ASSINE o projeto de lei AGORA.

Padrão

Como sempre repetimos aqui, o estupro é um crime cruel e bárbaro praticado desde sociedades modernas até as tribos mais selvagens. E sempre defendemos punição severa para um estuprador. Mas devemos falar sobre o outro lado da moeda: falsas acusações de estupro e assédio.

Feministas adoram criar  falsas acusações que passam a receber campanhas de apoio de mulheres feministas vingativas, amarguradas, emotivas e mal intencionadas numa escala alarmante contra homens e estabelecimentos. Isto  gera semanas de histeria e ódio coletivo para mais tarde, ser MAIS UMA VEZ, desmascaradas por quem estuda e analisa o assunto com calma e frieza.

Na verdade isso sempre foi sendo estimulado pelo movimento feminista de antigamente como já postamos aqui. Sim, AS GURUS FEMINISTAS ACHAM LEGAL ACUSAR UM HOMEM DE ESTUPRO INJUSTAMENTE. Cliquem aqui.

Isso sem contar que feministas acham um oi, bom dia ou um olhar um ato de estupro. Como sempre falamos, mulher feminista deveria ser internada.

Recentemente, foi criado um projeto de lei que torna a falsa acusação de estupro um crime hediondo (algo justíssimo). E este projeto agora esta na votação popular. As paginas feministas estão em massa pedindo pra votar contra. Quem não pretende fazer falsa acusação de estupro não se preocupa em ser enquadrada nessa lei. Uma porcentagem significativa de acusações são falsas, os motivos são os mais variados, mas entre os principais estão a vingança da mulher contra o homem, alienação parental, conseguir mais bens no divórcio, ganhar guarda dos filhos, etc.

O link da votação pode ser visto aqui em baixo. VOTEM! CURTAM E COMPARTILHEM.

Votem aqui: https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria…

Fale sobre este assunto com o político da sua cidade. Questione as feministas e esse ato criminoso de acusar alguém muitas vezes sem provas.

Uma falsa acusação dessa pode acabar com a vida de um homem inocente em minutos. Pode afetar uma família, filhos. Falsas acusações prejudicam verdadeiros casos de estupro e tira o credito das que realmente são vítimas desse crime.

Fica a dica aos homens leitores de blogs como Testosterona e outros que acham que virilidade é usar a cabeça de baixo sem usar a cabeça de cima. Fica a dica mulheres que correm o risco de perder um pai, tio, amigo, namorado ou familiar para uma mulher simpatizante do feminismo.

Casos de estupro devem SEMPRE SER BEM INVESTIGADOS. Desconfiem de mulheres que fazem textão e procuram a mídia pra acusar fulano de assédio e etc, do que ir na delegacia fazer B.O.

No estupro a culpa nunca é da vitima mas uma mulher que acusa um homem injustamente de estupro deve pagar do mesmo jeito que um estuprador.

Desmascarando feministas: Sim, a roupa deixa a entender o que você pensa ou representa ser.

Padrão

Eis uma explicação desenhada para que não restem dúvidas. Vale lembrar que existem mulheres que realmente são prostitutas se vestem muito melhor do que qualquer patricinha que se inspira em novelas, funks e BBBs pra se vestir.

Mas vamos aos fatos…..

O homem desta imagem está usando um uniforme de bombeiro. A mulher está usando um uniforme de prostituta.

Feministas alegam que não podemos deduzir que uma mulher é uma puta só pela roupa que ela veste na rua ou em ambientes sociais. E as feministas têm razão. Ainda que raro, é possível uma mulher que se vista de prostituta não ser uma puta.

Não podemos, de maneira similar, deduzir que o rapaz da imagem é um bombeiro de fato se o vermos na rua. Ele poderia, por exemplo, ser alguém que estaria indo a uma festa a fantasia. Poderia ser um ator que esteja fazendo uma pegadinha na rua. Poderia ser um assaltante tentando se passar por um bombeiro para invadir um estabelecimento privado. Enfim, há inúmeras possibilidades.

Porém, não seria nada surpreendente, e nem irracional, se alguém chegasse correndo em direção ao homem vestido de bombeiro na rua e falasse “Me ajude, bombeiro! Minha casa está pegando fogo ali na esquina!! Venha!”.

É perfeitamente compreensível que pessoas achem que um homem uniformizado de bombeiro seja um bombeiro. E a probabilidade desse homem ser um bombeiro de fato é enorme. O mesmo vale para um homem vestido de policial.

Analogamente, é compreensível que pessoas achem que mulheres com roupas indecentes sejam putas. E a probabilidade de que essas mulheres sejam mesmo putas ou vadias é enorme, afinal, não há muitas razões para uma mulher que não é vadia se vestir como uma.

Assim como um homem vestido de bombeiro na rua pode atrair pessoas que necessitam e buscam serviços de bombeiros, mulheres vestidas de putas atrairão homens que buscam por prostitutas.

E esses homens não buscam por nada mais além de sexo fácil. Viu, meninas (principalmente as imbecis que moram no exterior e se comportam com prostitutas arruinando a nossa imagem)??

Então não faz sentido algum quando uma mulher vestida de maneira vulgar reclama que os homens a tratam como mero objeto sexual. Afinal, a imagem que ela está passando é de que ela é uma mera prostituta que está pronta para ser consumida como um objeto sexual.

E a desculpa do calor? Feminista praieira acha ofensivo e “machismo” colocar uma saia com 3 dedos a mais como se isso fosse escravidão e fosse oprimida a chibatadas. Bem, homens que trabalham em escritórios em regiões do litoral passam um calor e ficam sem desculpinha. Em lugar de trabalho existe uma etiqueta (ou deveria existir neste Brasil que infelizmente é informal demais). Trabalho nunca vai ser férias. Além disso o Brasil é enorme e obviamente uma pessoa que reside em outro local vai ser julgada notada quando viajar ou for morar em um lugar novo com temperaturas diferentes. E isso nunca vai ser machismo. Isso chama-se sociedade aonde as diferenças serão notadas e as pessoas julgadas.

Dica: informe-se como os nativos se vestem. Pessoas que morar fora sempre fazem isso não somente pra se proteger do frio ou do calor mas também para não passarem por um Peixe Fora D’água.

Feministas que se vestem como prostitutas reclamam que a sociedade é machista, que as julga pela roupa que usam, e que homens são todos iguais, cafajestes e que tratam mulheres como lixo.

Não, feminista periguete. Os homens não são todos iguais. É você que está atraindo sempre o mesmo tipo de homem. Homens decentes não se interessam por você. Eles preferem mulheres inteligentes. E, sejamos sinceros, se você se veste como uma prostituta e não quer ser confundida com uma, então inteligência não é exatamente o seu forte….

Fonte da imagem e grande parte do texto: https://www.facebook.com/resistencia.anti.feminismo.marxista/

O que Lula pensa sobre o feminismo? Ele humilha as feministas mais uma vez

Padrão

Todas sabemos que o feminismo é um movimento de esquerda. Podemos notar isso desde as alianças de partidos políticos esquerdistas e feministas (PSOL; PC do B, PT) até as estratégias usadas pelas feministas que usam e abusam de guerra entre classes, o mito da divida historia e raiva contra o capitalismo e propriedade privada. Mesmo que usem I-phone e outras coisas criadas por empresas capitalistas.

Lembram quando Lula as chamou de grelo duro? Feministas ficaram caladas. Lembram quando Lula traiu a mulher com uma amante? Feministas permaneceram quietinhas. E quando Lula afirmou que fez sexo com animais? Defensores dos animais esquerdistas e feministas simplesmente…..sumiram.

Lula é um esquerdista psicopata de 9 dedos que finge adorar a pobreza mas adora ser rico. Que liderou um dos maiores ataques aos cofres do governo brasileiro roubando o nosso dinheiro. Os impostos que pagamos foram usados por ele a a sua corja para financiar o Foro de SP e luxos deles, de seus aliados e familiares.

E mais uma vez, Lula humilhou as feministas (esta imagem é bem antiga) e elas até hoje defendem este bandido. Feministas sempre defendem o chefe Lula.

Qual seria o motivo? Porque movimentos que tem a mesma agenda se apoiam e nenhuma feminista iria apoiar um candidato liberal ou conservador pois estes sabem que o movimento feminista é esquerdista.

Anorexia não é beleza, obesidade não é beleza: um recado para as feministas e simpatizantes

Padrão

Feministas como sempre negam fatos e a ciência.

Faz um bom tempo que ser obesa e acima do peso é algo visto como “ser contra o sistema opressor” para as feministas.  O problema é que isso faz com que muitas mulheres que caem nesta besteira chamada feminismo sofrerem.

Que fique bem claro: Anorexia não é beleza, obesidade não é beleza. Simples assim.

Essas sociedade em um mundo paralelo criada por guerreiros da justiça social e feministas é retardada. Quer a todo custo forçar as pessoas a aceitarem como lindas pessoas doentes.  Obesidade virou normal. E culpam a anorexia, que é propagada justamente por OUTRAS MULHERES OU GAYS que trabalham com moda.

E culpam quem? O fantasia do machismo (que nem existe)..

Algumas obesas dizem que são saudáveis, pois seus exames estão ótimos.

Mas o fato é que pessoas obesas não precisam fazer exame de saúde algum para saber que estão com uma enfermidade. A obesidade é por si só o problema de saúde. Ela não é ruim porque traz problemas, ela é ruim porque ela É O PROBLEMA.  FALE COM QUALQUER PROFISSIONAL DA MEDICINA. Ela afeta sua estrutura óssea, sua postura, agilidade, o seu pulmão tem maior dificuldade de se movimentar ao respirar, pois precisa movimentar um peso maior ao seu redor, entre outras mil coisas. Tudo isso porque o seu corpo carrega um peso que não deveria estar suportando.

Do restante, você pode ter em geral bons exames de saúde e não ter OUTRAS doenças que são frequentemente correlacionadas com a obesidade. Mas a obesidade, ainda assim, é uma doença por si só.

E tentar se enganar sobre isso só é pior para você mesma. Isso vale para homem ou mulher. Faça exercícios e tenha uma dieta equilibrada. Procure ajuda profissional sem cair em fanatismos. Discursos feministas da internet não irão salvar a sua vida depois que uma destas doenças vir a afetar a sua vida.

Preparem-se, funkeiras e piriguetes. O governo vai abrir as fronteiras para muçulmanos com o apoio das feministas.

Padrão

O Brasil anda sempre na contra mão do planeta. E reza a lenda que as pessoas que moram no exterior e aquelas mais viajadas e estudadas trazem para o Brasil somente aquilo que não presta.  No exemplo acima podermos ver a esquerda caviar e feminista Fátima Bernardes vestindo véu muçulmano. Postamos sobre um blog de blogueiros esquerdistas que as mulheres brasileiras socialistas que defendiam a burca e os muçulmanos mas se casavam com europeus (talvez turistas sexuais) bem de vida. Aquela hipocrisia de sempre.

Pelo jeito isso é verdade e os nossos políticos também fazem parte desta corja.

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (18) o projeto de lei que institui o novo Estatuto de Migração.

Olhem o começo da coisa: O projeto prevê que os princípios da política migratória brasileira serão pautados pelos “….direitos humanos, repúdio à xenofobia, ao racismo e à não criminalização da imigração…..”

Lembra muito aquela conversa das feministas e da Europa (que hoje anda sendo dominada pelos muçulmanos), não? Postamos sobre o caso da Itália e a hipocrisia da esquerda que faz mimimi sobre o Cristianismo mas fica calada quando muçulmanos jogam gays de prédios e espancam mulheres.

Que fique claro uma coisa: O Brasil faz parte de um dos novos continentes, América do Sul e é um país formado por imigrantes. Mas não é antagônico querer que nossas fronteiras sejam protegidas nos tempos de hoje com tantos perigos. Na verdade, o imigrante legal que for visitar qualquer país vai ter oportunidade. Porém, bandido e ilegal tem que ser banido, seja no Brasil, Europa ou Estados Unidos.

Mas qual seria o problema afinal desta nova medida?

O problema é que cada lei que promete tudo e é criada com palavras como “direitos humanos, repúdio à xenofobia, ao racismo” nasce da esquerda (no caso da lei do Brasil veio do PSDB). Este povo que como o Obama abrem a porta para ilegais e possíveis criminosos.

E sabemos que tipo de imigrante sempre vem nessa onda: os muçulmanos. Uma coisa é virem aqui pra aceitar nossa cultura por qualquer defeito que tenha como muitos fazem. Outra é querer implantar a Sharia, como eles tem feito na Europa.

Os intelectuais brasileiros por sinal adoram tirar fotos na Europa mas para negar a origem européia do Brasil adoram querer trazer pessoas do Brasil de lugares menos desenvolvidos. Tudo pela “justiça social”.

Na verdade nossa cultura tem muito disso desde. O Brasil sempre quer negar tudo o que é civilizado para mostrar a sua “brasilidade selvagem”: do carnaval ao funk. Tudo o que for mais bestial aqui gera frutos. Nada a toa gringos aqui fazem suruba, turismo sexual é algo condenados mas muitas mulheres adoram pegar um gringo para contar para outras feministas empoderadas. Mas depois ficam de mimimi quando aquela imagem nos persegue.

Agora ficamos a imaginar as feministas e simpatizantes: funkeiras, piriguetes que rebolam até o chão e adoram copiar as feministas da Europa (aborto, poucos filhos, mulheres promíscuas que fazem prostitutas passar vergonha) e adoram falar mal do homem “machista branco opressor capitalista” mas que apoiam os muçulmanos.

Preparem-se para usar burca, queridas.

Ao mesmo tempo é impossível comparar os imigrantes de antigamente como nossos bisavôs que vieram aqui  para o Brasil em um outro momento aonde faltava mão de obra com o momento de hoje aonde existem filas cada vez maiores de desempregados.

Andamos notando muita gente ligada a esquerda comemorando o acontecimento e dizendo para quem for contra imigrantes devolver a terra aos índios e culpando o homem branco. Que argumento idiota. Primeiro, quem estou historia sabe que existem aquelas pessoas que conquistam e conquistados. Da Europa até a Oceania é assim. Segundo, que os índios guerreavam entre si assim como os africanos. O maior traficante de escravos do planeta foi um NEGRO BRASILEIRO. Ficar nesta conversa de divida histórica tipicamente esquerdista é de uma desonestidade sem fim. Tem muito mestiço metido a africano aqui no Brasil que é mais branco que um fantasma.

Como vai sempre acontecer, muita feminista “poderosa, lutadora e moderna” querendo na hora do aperto que homens as defendam. Porém, aqui como acontece na Europa cresce a quantidade de MGTOW – men going their own way (homens que seguem o seu próprio caminho) que depois de tanto serem julgados pelas feministas, acabaram lavando as mãos e ignorando os pedidos de ajuda da sociedade (principalmente das mulheres).

Este é um possível cenário para o Brasil a médio e longo prazo. Basta observar a Europa.

No campo econômico o país não esta tendo emprego para os brasileiros o nosso povo esta passando necessidade, nossos hospitais parecem um caos e falta muita coisa para os brasileiros que nem mesmo querendo chegam perto de um primeiro mundo. Ao invés de nosso governo abrir empresas estimulam concursos públicos. Falta emprego de verdade, que gere riqueza. Mas os nossos governantes querem mais imigrantes. Seria isso solução?

Garotas estudantes de medicina sem calça é brincadeirinha, garotos estudantes de medicina sem calça é estupro.

Padrão

A internet é um terreno fértil para as feministas frustradas. Rancor, raiva e tristeza de mulheres que se unem para falar besteira. E se juntarmos a pouca ética do povo brasileiro e dos nosso futuros profissionais (hoje jovens) a coisa realmente fica feia. Mas claro que as feministas sempre abusarão de hipocrisia e vitimismo barato.

Vejamos o casos dos estudantes de medicina que postaram fotos sem calça.

As feministas foram ao delírio culpando todos os homens do planeta pelo acontecimento. Afinal para elas tudo é estupro.

Porém, quando garotas estudantes de medicina fizeram a MESMA COISA as feministas fingiram que nem viram.

Mais uma amostra de hipocrisia feminista.

Mas e a objetificação da mulher como fica diriam as feministas?

Lembro de quando estava nos primeiros semestres de administração (na minha turma 40% era mulheres e o resto homens).  O nosso prédio ficava perto do das humanas e da saúde. Eu ficava a esperar o meu namorado (hoje marido) e via as garotas afetadas pelo feminismo:

-Traindo namorado,

-Saindo com professores mais velhos para ganhar nota;

-Criando grupos como o CASMA (caçe o seu médico agora);

-Dançando funks e outras coisas,

-Pulando de cama em cama, carro em carro e pinto e pinto.

Hoje umas destas andam pra cima dos 30-40 falando que contra a objetificação da mulher….

OI?

Ou das mulheres que pediram para serem estupradas na internet?

Os estudantes de ambos os gêneros ERRARAM FEIO. Brincadeiras a parte foi algo de muito mau gosto. Todos e todas deveriam ser punidos. Esta idéia de fazer brincadeira com algo sério e se queimar profissionalmente em busca de likes nas redes sociais é um dos perigos desta geração que acha que a vida real nunca vai cobrar atos do mundo virtual.

Esta informalidade de profissionais e estudantes que agem como tudo fosse brincadeira é um caos no Brasil desde os nossos políticos até profissionais. Aqui fala-se oi demais e pouco bom dia e boa tarde no ambiente profissional. Quando a coisa sai fora do controle acontecem estas brincadeiras.

Ter sendo de humor e brincar é uma excelente coisa. Ser chato e ranzinza faz mal inclusive.

MAS TEM HORA PRA TUDO, VIU, ESTUDANTES?

Estratégias feministas: Quando mulheres objetificam-se a si mesmas mas culpam os homens

Padrão

                                                         (Revista de jiujitsu Gracie Magazine)

AVISO: conteúdo para maiores de 18 anos.

Sites de #fakenews (Globo, yahoo, MSN, BBC e tantos outros) postam toda semana um artigo ou news de como mulheres sofrem com a exibição do corpo feminino visto como objeto de consumo masculino deste coisa que feministas falam, o suposto “machismo”.

Feministas repetem este mantra toda a hora em escolas e universidades.  Feministas frustradas fazem a mesma coisa nas redes sociais. O meio jornalístico é tomado por jornalistas feministas que deixaram de expor fatos faz anos. Poucos jornalistas sérios existem hoje. A grande maioria foi um estudante doutrinado que hoje é um profissional doutrinado que escreve propagandas.

Vejamos: Estamos em 2017 e na internet abundam mulheres que se dizem “fortes, poderosas e donas dos seus corpos”. Como que o tal machismo ainda assim existe e faz estas super mulheres poderosas e inteligentes serem vitimas? Seriam os homens X-men com super poderes malignos?

Óbvio que não

A resposta é simples:

  1. machismo nunca existiu
  2. feministas usam terrorismo psicológico e pregam mentiras usando de muita propaganda
  3. O MAIS IMPORTANTE: muitas mulheres simpatizantes do feminismo objetificam-se a si mesmas mas culpam os homens para fugir da responsabilidade dos seus próprios atos

Existem homens de péssimo caráter com certeza. Mas podemos dizer o mesmo de mulheres.

Esta é a maior diferença de uma feminista e o nosso grupo. Uma feminista defende todas as mulheres por serem possíveis companheiras idiotas úteis da esquerda. Se a mulher for uma psicopata, pouco importa para uma feminista.

#Mulherescontraofeminismo defendem mulheres com atitudes corretas. E se algum homem for vitima, vai ser defendido também. Uma feminista nunca vai fazer isso.

Mas mulheres objetificam-se a si mesmas? CLARO. Vejam o vídeo abaixo: