Se estas feminazi loucas do “ele não” protestam contra Bolsonaro, Bolsonaro anda pelo caminho certo

Padrão

Image may contain: one or more people

Bolsonaro nunca vai ser um deus e nunca vai ser perfeito.

Nenhum candidato vai ser independente do resultado deste domingo. Se ele vencer, esperamos que seja um bom presidente. Se errar em algo, como democracia devemos cobrar. De qualquer modo vai ter uma batalha dura pela frente  como anos de lavagem cerebral nas nossas escolas, um sistema sujo de politicagem, o Foro de SP, uma economia fraca e outras coisas para melhorar.

Entre ele e a esquerda que quebrou a Venezuela, sempre Bolsonaro.

Image may contain: 1 person, smiling, dancing and text

Mas podemos perceber uma coisa:  Depois de mulheres comandadas pelo PT e esquerda, as mandadas do “ele não” que ficam caladas quando Ciro e Lula ofendem mulheres e homossexuais, agora Ciro Gomes ataca Bolsonaro junto com a Marina e afirma que Bolsonaro “se recusa a vir ao debate”. Aquela esquerda paz e amor que tem professores que doutrinam nossos filhos em universidades “esqueceu” que Bolsonaro levou uma facada e precisa seguir recomendação médica. Atacam o candidato que nao pode se defender por nao estar presente depois de tomar uma facada a mando desta corja esquerdista.

E quem são as loucas feminiz do “ele não”? Vejam as fotos basta analizar pra ver quem TODAS feministas e afins tem problemas mentais. No passado este pessoal era tratado, hoje protestam nas ruas.

Image may contain: 3 people

Se formos analisar a hastag: #EleNão, com um olhar cético, podemos facilmente perceber que não se trata de um movimento espontâneo, sendo antes uma militância organizada e ideologicamente consciente de seus fins: usar de guerra entre classes, mulheres como massa de manobra e coletivismo feminista cego para defender o PT. Não se esperava menos das classes artísticas, as mesmas que sobrevivem e são alimentadas pelas numerosas tetas estatais. O #EleNão não é nadinha espontâneo: O #EleNão é, obviamente, uma via alternativa da esquerda para manter seu poderio político no cenário nacional, agindo como propagandista de um movimento que parece sugerir uma luta paralela ao da política eleitoreira, mas no fundo o discurso que sustenta o movimento é o que diz ser Bolsonaro a expressão do mal social em si. O #EleNão substitui a labuta digna, e verdadeiramente democrática, de investigar as fontes primevas por trás das afirmações de cada meio midiático e de formadores de opinião, por jargões, memes, vídeos e campanhas que facilitam essa investigação, encerrando-as, na maioria das vezes, em partidarismo sem nenhum compromisso com a verdade.

Image may contain: 1 person

Assim como os termos: “fascista”, “machista” e “homofóbico” se tornaram aríetes políticos, uma linguagem vazia de substância factual, servindo mais ao propósito da difamação do que de uma reta caracterização, o #EleNão serve como postulado facilitador e indutivo dos dogmas políticos que arregimenta o viés socialista; convencendo a massa influenciável, sem precisar citar o nome de Haddad — por exemplo —, que ele é melhor que Bolsonaro — “o fascista, machista, homofóbico, nazista”, etc.

Detalhe: existem gays, negros, judeus, mulheres e n grupos que apoiam Bolsonaro. Bolsonaro quer se aliar com Israel, Estados Unidos e outros lugares que possuem coisas boas a serem copiadas. O PT, PSOL  e outros esquerdistas se aliaram a Venezuela.

Image may contain: 3 people, people smiling, people standing and outdoor

Por trás do #EleNão há um #EleSim: Lula, o bandido comuna de 9 dedos que fazia sexo com animais e o seu apoio ao candidato Haddad, prefeito odiado em Sampa por ser daquela velha política que funciona através de conluios e acordos gerais entre políticos, empresários, artistas e midiáticos.

Obviamente que nem todos que utilizaram e utilizam tal hastag tinham a intenção primeva de promoção política de Haddad ou de quaisquer ideologias, e, por vezes, nem são socialistas por convicção, mas por conveniência e até mesmo por pressão grupal. Inocentes que desconhecem os truques da esquerda, desconhecem o Foro de SP e outras coisas. Muitos desses são frutos da última etapa do marketing de massa, isto é: tornaram-se militantes de causas que não conhecem; defendem pautas que sequer sabem do que se trata. Tais pessoas servem, sem perceber, às causas desses marqueteiros de causas políticas.

Image may contain: 2 people, people standing

O único candidato antissistema que há nessa eleição é o #Bolsonaro, que inclusive levou uma facada e tendo jornalistas da esquerda justificando tal ato em nome do “amor”..
Não precisa gostar do Bolsonaro para fazer tal leitura; basta analizarmos os fatos.
Se a preocupação artística, midiática e militante fosse com o machismo, racismo, e demais discursos de Bolsonaro; eles também teriam se manifestado quando José de Abreu (petista) cuspiu no rosto de uma mulher; teriam rechaçado quando Ciro Gomes chamou Fernando Holiday de “capitãozinho do mato” relacionando sua posição política à sua cor negra; se o problema fosse homofobia, quando Ciro Gomes chamou Dória de “viado cheio de areia no cu” eles rechaçariam também o Ciro; ou se revoltaria também contra os diversos discursos machistas e homofóbicos de Lula.

A questão é muito mais medular do que o hipócrita “horror aos discursos de ódio”, uma conversa vazia da esquerda que se ofende com uma piada mas fica quieta para a selvageria da esquerda. A questão é que Bolsonaro não parece defender aquilo que agrada certos setores, parece fazer de sua posição antissistema algo popular; e isso é assustador para uma casta que aprendeu que o único modo de vida é através desse sistema que o candidato quer derrubar.
#MulherescomBolsonaro #Mulherescontraofeminismo #Elesim #17

»

  1. Amanhã o Mito assume o poder de vez e vai passar o Brasil a limpo, más não se preocupem ele não vai exterminar gays, negros, e mulheres como andam bradando por aí de maneira estérica, ele só vai botar a criminalidade em seu devido lugar ou seja, a cadeia. Quem vos fala é um negro que votou sim no Mito e antes que algum “especialista” venha tentar me ensinar o que é um racista eu quero frisar que eu conheço racista melhor que muito revolucionário de apartamento chique pois eu já bati de frente com muitos racistas ao longo da minha vida e posso afirmar que Jair Messias Bolsonaro não é racista e ponto final, portanto senhores socialistas de iphone aceitem a nova realidade que se aproxima ou se mudem para coreia do norte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s