Professora universitária feminista do RS ameaça de morte outras pessoas no Facebook.

Padrão

A esquerda pelo jeito tudo pode quando trata de defender o partido ou a ideologia assassina do esquerdismo que matou milhares ao passar dos anos. Inclusivem ameaçam de morte e querem censurar alunos que questionam o esquerdismo. O famoso “Ódio do bem” da seita esquerdista que quer promover o ato violento que for para justifcar o fantasioso mundo paz e amor.

A professora Rejane Jardim, da UFPEL (Universidade Federal de Pelotas) foi denunciada por estudantes à ouvidoria da instituição por incitação ao ódio. No Facebook dela algumas mensagens surpreendem pelo grau de agressividade. Coisas do tipo “…fascistas tem de morrer um a um…” e “To de saco cheio de pacifismo e bom comportamento… morte aos fascistas”.

Imaginem uma pessoa normal escrever isso no Facebook.

A professora feminista demonstra ser uma total ignorante sobre o que ela chama de fascimo por sinal.

O fascismo tem como base o socialismo e o TOTAL controle do Estado sobre a liberdade individual. Nem mais, nem menos.  A professora esquerdista feminista faz o que a esquerda sempre faz: cria gritos de guerra sem sentido (machista, eletricista, nutriocinista, esteticista, qualquer ISTA) como uma pessoa chorona faz para fugir de debates/ fatos  ao se deparar com problemas. A esquerda por sinal defende mais poder ao Estado seja com impostos, bolsas esmola e tudo o mais vindo do governo. A esquerda quer o povo dependendo do governo. Logo: esquerdistas são os verdadeiros fascistas. 

Liberais e conservadores querem na verdade menos governo afetando a nossa vida e realmente lutam contra o fascismo.

Em uma breve passada por seu Facebook fica claro que ela é petista/psolista e defende com unhas e dentes o ex-presidente Lula, condenado a 12 anos e um mês por corrupção e já cumprindo pena em Curitiba.

“Recomendo em fascistas só avoadora na cara, nos peitos, nas bolas, na alma… fascistas tem de morrer um a um… e me inscrevo para essa missão. To de saco cheio de pacifismo e bom comportamento… morte aos fascistas” escreveu ela em um dos posts.

A reitoria da UFPEL lançou uma nota, que mais parece defender a professora odiosa do que qualquer outra coisa. “Toda conduta que, no âmbito da Universidade, porventura viole o pleno exercício das liberdades de expressão e de cátedra ou restrinja o direito ao livre pensar, será apurada de forma serena e responsável pelos órgãos competentes da Universidade Federal de Pelotas, que não se deixarão pautar por pressões políticas de quem quer que seja”.

A direção da instituição diz ainda que “a liberdade de expressão é um direito fundamental, garantido pela Constituição Federal, sendo um dos pilares das sociedades democráticas. No âmbito universitário, a liberdade de cátedra é imprescindível para que a Universidade cumpra seu papel social, desde que respeitada a pluralidade de ideias. Portanto, a discussão de temas sensíveis, especialmente àqueles referentes à dinâmica política da nação, é não somente permitida, mas também desejável”.

Diante das denúncias e da indignação de boa parte dos alunos, o Ministério Público Federal entrou no caso e pediu explicações, enviando ofícios ao Instituto de Ciências Humanas e à Reitoria da UFPel para que “se manifestem sobre o mencionado comportamento”.

Além da anuência da Reitoria da UFPEL, no próprio Facebook a professora está recebendo solidariedade de outros petistas e psolistas.

Deixamos o alerta no nosso Facebook aos pais e estudantes:

PROFESSORES DESTE TIPO NUNCA QUISERAM ENSINAR E SIM DOUTRINAR.
A quantidade de professores e intelectuais do Brasil defendendo Lula por puro ego e cegueira politicamente correta explica o caos educacional atual que se alastra e piora dia-a-dia por mais de 50 anos no Brasil. Muitos destes defendem o feminismo e toda a agenda socialista. Muitos inclusive vivem de bolsas do MEC para escrever artigos sem nada produzir de fato , defendem o totalitarismo de regimes socialistas e mais poder ao Estado direta ou indiretamente.pior disso é que doutrinam jovens e defendem coisas sem fundamento visto que se consideram acima do povo e senso comum. Uns moram fora em terras liberais economicamente e aonde as leis funcionam mas ainda assim pregam o socialismo e relativismo moral. Engraçado é que na época do Lula e Dilma, mesmo ganhando bem menos, os “professores” da rede pública ficaram de bico fechado visto serem zumbis mandados de sindicatos. Sem falar nos Doutores das universidades federais, que tiveram seus salários triplicados. E pagamos isso com nossos impostos sem nada receber de volta. 
Alunos e alunas, rebelem-se contra estes tumores do MEC que pregam o maior gerador de pobreza da humanidade, o esquerdismo. Raciocine, pense e nunca seja doutrinado. #EscolaSemPartido, AGORA.


#mulherescontraofeminismo

Uma resposta »

  1. Enquanto isso, penso, cá com meus botões, o que essa reitoria cúmplice de ódio, responderia, caso o acusado fosse um professor conservador ou liberal de direita.

    Esquerdismo é sinônimo de hipocrisia, além de ignorância, estupidez e ódio a tudo que é verdadeiramente humano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s