Hipocrisia da rede Globo feminista: quando mulheres adoravam o José Mayer pegador e assediam homens

Padrão

Por estes dias José Mayer, ator brasileiro de 67 anos conhecido por inúmeros papéis de homens pegadores foi acusado de assedio pela figurinista da TV Globo Suesllen Tonani – mais conhecida por Su Tonani. O ator interpretava um personagem, Tião Bezerra, na novela das nove em exibição na Globo “A Lei do Amor”. Uma iniciativa de funcionárias da Globo, incluindo atrizes como Camila Pitanga, Leandra Leal, Taís Araújo, Cléo Pires e outras, causou impacto: surgiram com camisas a dizer “Mexeu Com Uma, Mexeu Com Todas, Chega de Assédio”.

Vamos pensar com calma sobre este caso…..

Não adianta as atrizes culparem a tal da “cultura machista”. Até porque, se assim o fizerem, vão ter que encarar a realidade, ou seja, a de que a própria emissora na qual trabalham – a Globo, embora ela não esteja sozinha nisso – promove a vulgarização da mulher em programas de auditórios – levando “artistas” de funk, por exemplo -, em novelas e minisséries – cada uma mais imoral do que a outra -, em propagandas.

É curioso não haver NENHUMA revolta quanto a isso.

A suposta vitima, Suesllen Tonani, acusou o ator usando palavras como coisa de “homem rico e branco”. Sendo a moça vitima ou não, esta conversa politizada é muito estranha. Cantada é assedio? Para feministas, cantada e assédio é estupro. Casamento para elas é estupro.E ai? Como fica?

Claro, as feministas estão em extase com suas axilas peludas e falta de banho. Até parece elas até anseiam por essas situações. Lembram do caso daquela moça que sofreu estupro coletivo no Rio? Quando surgiu o fato da moça ter consentido com aquilo, muitas se mostraram decepcionadas.

José Mayer no auge da fama das telenovelas era o sonho de consumo destas mulheres que assistem novelas e seguem cegamente a rede bobo e estas malditas obras de engenharia social chamadas novelas. Mayer interpretou muitos papéis aonde literalmente era grosso, estúpido, mal educado, viril e tudo o mais. Era sempre visto como o machão. Muitas matérias foram feitas com ele em revistas femininas e as atrizes (bem pagas) aceitavam o papel com ele. Mulheres e mulheres queriam a fantasia do homem viril que “pegava de jeito as mulheres.”

Agora perto dos 67 anos e longe do auge da fama, as mesmas mulheres que antes vibravam pelo machão global o atacam como o “homem das cavernas.” E ao invés de focalizarem no ator José Mayer como culpado, agora chamam todos os homens de estupradores (isso na verdade já acontece faz um bom tempo). Feminismo é igualdade? Mentira. NUNCA FOI.

A Globo com suas novelas imbecis e BBBs sempre moldou o comportamento do brasileiro. De pessoas ricas a pessoas pobres, todo mundo é afetado por este rede imbecil que tem muitas estrelas que pregam o esquerdismo como Jean Wyllys, Camila Pitanga e tantos outros mas vivem na riqueza.

A mesma Globo emprega José de Abreu, o ator que cuspiu em uma mulher e as feministas ficaram caladas. José de Abreu é um ator feminista e esquerdista. A mesma Globo que emprega muitas artistas feministas.

A mesma Globo promove os funks e tenta moldar o resto do Brasil nos modelos cariocas mostrando somente o pior do Rio de Janeiro ou futilidades. Os tais funks cariocas enxergam a mulher como um objeto mas a Globo incentiva isso como símbolo do nosso “Brasil”.

A mesma Globo nas suas novelas prega a traição, aborto e tantas outras coisas.

E nem iremos citar aqui os muitos casos de mulheres tidas como fortes e poderosas que assediam homens na internet ou ao vivo mas depois ficam revoltadas quando o inverso ocorre. Isso é algo típico de uma mulher simpatizante do feminismo. Hipocrisia. O mesmo tipo de mulher que pede homem com pegada, macho e que chega junto mas faz textão quando um destes chega junto. Dizem que falta homem no mercado depois.

Estas mesmas mulheres que se comportam como cadelas no cio, renegam o certo e o errado, correm atrás de traficantes, bandidos e fantasiam com aquele tipo de homem que não presta e acham um cara legal chato e careta. Estas mesmas que consomem estas revistas escritas por jornalistas feministas que adoram causar tensão em um relacionamento.

Pois bem, o que elas tanto queriam aconteceu e a conta chegou.

Os jornalistas que tanto odeiam a Globo e os artistas que o assim o dizem mas vivem do emprego fornecido por esta emissora parecem se contradizer como sempre faz a esquerdas e movimentos similares como as feministas.

Deixamos o alerta: boicotem a Globo, desliguem a TV e achem outras modos de se informar e se divertir. O “mexeu com uma, mexeu com todas”é um outro mantra criado por feministas que criam o problema, apoiam e depois ficam culpando as estrelas.

Este é um dos tantos exemplos que mostra a hipocrisia dos meios de comunicação e jornalistas- mídia em geral.

»

  1. Os maiores países machistas do Mundo são os islâmicos. Eles, em suas Xarias, possuem suas culturas extremamente machistas. Eles são os países mais feminicidas e misogínicos do Mundo.

  2. Acredito que nada que vou escrever aqui e agora, vai ser levado em consideração, por pessoas hipócritas que só querem “ter razão”. Estamos vivendo os últimos anos de uma era em que maioria das pessoas, não sendo felizes, não deixam, outras pessoas serem, inventando ideologias que, para nada servem, à não ser aumentar a assimetria já existente, entre os seres “humanos”. Simone de Beauvoir – a criadora do feminismo – era misantropa, pedofila e racista – e seu casamento com Jean Paul Sartre era só um disfarce. Não existe nenhum “ismo” que não venha para deteriorar, ainda mais, a relação humano-humano, o machismo, o feminismo, o islamismo, o judaismo, e etc. Qualquer um pode perceber que, todos os que defendem alguma ideologia, se acham superiores e/ou injustiçados mediante à um tipo de sociedade preexistente, colocando a culpa sempre (como justificativa) em outrem ou outros, como queiram entender, quando na verdade, todos – sem exceção – contribuíram para o caos relevante desse mundo hodierno. O feminismo como o islamismo, por exemplo, não querem direitos e deveres iguais, querem “revanchismo”, como forma de retaliação, por anos de “ostracismo”.

    • Senhor MARCIO, posso não concordar com Vossa Senhoria em tudo que diz, mas tem razão em muita coisa que diz. Não o obrigo a concordar comigo em tudo que digo, mas tenho razão em muita coisa que digo. Aviso-o que sou contra qualquer tipo de ideologia maligna, de revanchismo e assim sucessivamente, mas defendo a Cidadania, os Direitos Humanos, a Educação, a Justiça, a Saúde, os Transportes e assim sucessivamente.

  3. Senhor MARCIO, desculpe-me pelo meu lapso de esquecer o meu agradecimento terminal a Vossa Senhoria no meu comentário acima. Obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s