Não precisamos de cotas para mulheres, negros ou outras falaciosas “minorias” no governo: Precisamos de qualquer pessoa, desde que competente.

Padrão

mulheres no governo negros no governo gente competente

Mal o governo do nosso novo Presidente começou (pelo menos ele fala português melhor que aquela drogada  terrorista da Dilma) e a mídia esquerdista começou a apelar para o vitimismo e guerra entre classes (táticas manjadas esquerdistas). Agora a pauta esquerdista para desqualificar o governo em menos de uma semana é que ” não existem mulheres ou negros (que eles taxam como minorias. Minorias? Aonde?) no governo”.

Claro, mais uma vez para a esquerda a culpa é de quem é branco e do sexo masculino. E do “machismo, capitalismo, racismo, mimismo, financiado pela CIA que quer acabar com o samba”. Este é o raciocínio esquerdista quando os fatos mostram que o Brasil piorou na economia, segurança, saúde e tantas outras coisas. Mas isto pouco importa para eles.

Pouco importa que uma presidente terrorista como a Dilma (mulher) comandava outras mulheres e afundou o Brasil e nos fazia passar vergonha no exterior. Ela era pior que as funkeiras e prostitutas brasileiras no exterior neste sentido pois era uma chefe de Estado. E vamos lembrar. Dilma caiu por ser uma incompetente e não por ser mulher ou por culpa do “machismo”, esta fantasia que a esquerda criou.

Para a esquerda pouco importa que a própria esquerda chamou Joaquim Barbosa de macaco por ele querer o fim do PT. Pouco importa que Jean Wyllys ofendeu e ofende negros que são contra o esquerdismo.

O fato é esse: O Brasil quebrou. Está falido. Temos 11 milhões de desempregados, uma inflação perto de 10% ao ano ainda, e uma queda da atividade que pode chegar a 8% em dois anos somados. As contas públicas estão destruídas, a dívida da União Federal e dos estados parece impagável. A violência campeia e ceifa a vida de 60 mil todo ano, assim como os acidentes matam outros 50 mil. Os valores morais foram destroçados, a educação é de péssimo nível e a saúde pública, um caos. E com a Dilma levando o Brasil rumo a Cuba, seria muito pior. Temer não é perfeito (foi vice da terrorista), mas parece ser a opção menor pior e seu partido não parece ser filiando ao Foro de SP.

Que a pessoa que assuma o governo de qualquer grupo, cor, gênero ou origem, sejam competente e faça um trabalho bem feito. Ponto.

Mas é não assim que a esquerda pensa. Chamam a atenção para qualquer coisa futil e sempre tiram o foco do óbvio e dos fatos. Preferem a futilidade, a picuinha, preferem a fantasia do que a realidade. Querem fazer justiça social na internet, defendendo um regime assassino como o esquerdismo que usa mulheres, negros ou qualquer outro grupo como massa de manobra. E para isso irão tirar o foco com textos de jornalistas mal intencionados que por sinal muitas vezes dinheiro da Globo.

Para finalizar, caras Feministas e esquerdistas: Como não tem mulher e negro? No Brasil cor é autodeclarada e a ideologia de gênero diz que qualquer ministro ai pode ser uma mulher apesar de terem pênis. Então qualquer ministro pode ser uma mulher negra. Cada um pode ser o que quiser como vocês dizem, não?

Uma resposta »

  1. O Marco Civil da Internet, Lei Federal Número 12.965 (Doze Mil Novecentos e Sessenta e Cinco), foi sancionado por Dilma Rousseff na quarta-feira, 23 (vinte e três) de abril de 2014 (dois mil e catorze). Ele também foi regulamentado pelo Decreto Federal Número 8.771 (Oito Mil Setecentos e Setenta e Um), assinado por ela nesta quarta-feira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s