Adolescentes feministas tendo chilique sobre uniforme escolar do colégio Anchieta ($$$) em Porto Alegre

Padrão

12799001_1003179439775425_3451939968696578023_n

Em uma nação com tantos problemas poderíamos haver muitas prioridades e jovens poderiam se dedicar a coisas importantes. Infelizmente não é caso do Brasil e não é o caso da cidade de Porto Alegre.

Um grupo de meninas do RS, estudantes do colégio Anchieta (pelo que pesquisamos um colégio de elite e que custa 3.000,00 reais MENSALMENTE) reclama do “machismo, opressão, capitalismo” e todo aquele mimimi todo que sabemos. Motivo de tudo isso? As menina se indignaram que a escola tenha proibido elas de andar de shorts curto, aquele tipo de ir pra praia. Detalhe que bermudas são permitidas para meninas e meninos.  Agora querem causar com gritos de ordem (muito estranho isso) e se dizem “oprimidas pelo sistema”. Engraçado, meninas oprimidas que estudam em um dos melhores colégios da cidade e cujos pais ralam para pagar.

Perguntas:

-Mobilização por estudar ninguém quer?
-As meninas assim como os meninos podem usar bermuda. O que é proibido é shorts curto. Nada mais;
-E só no Brasil que estes fatos acontecem . Prova que além da crise econômica política também tem a crise intelectual e moral;
-Tal texto foi escrito por meninas que tem entre 13 e 17 anos, com reivindicações tão estranhas para a idade (professores que doutrinam????). Escola é lugar de estudar ou desfilar??? Onde estão os pais dessas meninas??? Lendo sobre a Luciana Genro??
-Na escola devem existir regras e etiquete de base e disciplina. Escola nunca foi praia;
-“As alunas dizem que a instituição não permite o uso de shorts nas dependências da escola. “Eles falam que não é lugar de usar shortinho. Mas essa é a nossa roupa. A gente tem o direito de usar a roupa que a gente quiser”, observa Marina Stein, 14 anos.”

Sai da escola, querida! Você não precisa fazer uma revolução dentro de uma escola particular que tem um conceito de valore e regras. Isto existe em qualquer lugar. Imagine quando tiver que ir trabalhar….
-Que tal falar de alguns homens e mulheres que tem que trabalhar cheio de roupa no calor africano brasileiro ?

Enquanto isso Brasil afora, a realidade de muitas crianças é esta abaixo. Neste caso um menino “opressor”:

Pobre anjo.

Podemos ver também jornalistas feministas esquerdistas usando das suas artimanhas para defender um grupo de patricinhas de um colégio rico criadas a Neston pelo pai. As adolescentes são as famosas idiotas úteis e em certo caso, manipuladas. O problema são pessoas como estas jornalistas e outros que querem bagunça, falta de regras e disciplina em um terra aonde o povo reclama exatamente do oba-oba que o Brasil virou. Mas todas aqui sabemos que esta é a agenda de pessoas do naipe desta jornalista. Sem regras, bagunça, aonde o caos impera. Estudar que é bom ninguém quer nesta zona chamada Brasil que adora carnaval, baixaria, valores invertidos e tudo o mais. Lembrem, funk é cultura e Valesca virou tese de mestrado. Tudo isso pregado por jornalistas deste tipo que querem doutrinar adolescentes.

Menos mimimi de adolescente mimada criada pelo papai e mais estudo e quem sabe uma enxada e terreno para limpar. E este tipo de jornalista deve ser desmascarada. Este é o tipo de pessoa que cria teorias loucas para defender o indefensável.

»

  1. Como todos nós sabemos, escolas não são lugares de roupas impudorosas, nem de afetividades, nem de brincadeiras ou gracejos, mas de Ciências, Educações Artísticas, Educações Físicas, Filosofias, Geografias, Gramáticas, Histórias, Idiomas Estrangeiros, Literaturas e Matemáticas. Antigamente, nas escolas não havia recuperação, pois ou passava o ano ou o repetia, mas havia caroços de milho e palmatórias para os indisciplinados. Também antigamente, puelas e vidunos não se vestiam impudorosamente. Também antigamente existiam de 1927 a 1990 os Juizados de Menores. Então aviso estas puelas que elas estão agindo com impudor, pois este seu protesto é ilógico, infundamentado.

  2. Ora, mulheres contra o feminismo, se elas não andarem com pouca roupa como poderão inventar que são vistas como objetos sexuais e sofrem de assédio dos meninos depois, que vivem as estuprando com seus perversos olhos? Se feminismo for matéria naquela escola elas já tiraram 10.

  3. é…esta nova geracao de meninas anda bem piriguete….existem uma pequena parte de meninas descentes,,mas o discipulo paulo fala sobre as mulheres dos fim dos tempos….e judas tambem disse que no fim dos tempos os seres seriam sensuais e sem espirito,ta escrito no livro de judas na biblia,isso pra mim nao é novidade…..cedo ou tarde

  4. Quando eu tinha 12 anos no distante ano de 1985, o uniforme da escola onde eu estudava era camisa polo azul clara, calça jeans e tênis para ambos os sexos e as meninas de algumas igrejas evangélicas usavam camisa polo azul claro e saia jeans. Eis que um dia uma menina quis bancar a “diferentona” e chegou na escola de top e short um numero abaixo do tamanho dela, na hora da formação da fila ela foi avistada pela diretora e convidada a se retirar da escola só voltando no dia seguinte devidamente uniformizada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s