Violência doméstica: O mito da violência contra a mulher feita por meninos e homens

Padrão

Em uma campanha anti-violência contra a mulher, um jornalista pede que garotos de seis a onze anos deem um tapa em uma menina. Todos os garotos se negam a fazer isso e rasgam muitos elogios a garota. Para muitas pessoas isso é algo comum. Mas para as feministas e idiotas úteis é uma amostra de que o mundo é opressor contra a mulher e que o dito jornalista criador da campanha é um machista estuprador em potencial que fez nada mais que o seu dever. Interessante notar que o jornalista apesar de  querer passar uma mensagem bonita acaba alimentando ainda mais o mito da violência doméstica que enxerga os homens como “maus, opressores” e as mulheres como “coitadas, oprimidas”em mais um exemplo de guerra entre classes via filosofia do tio das feminazi Karl Marx.

Mas qual é o mito desta campanha? Vamos desmascarar todos.

1/Homem bater em mulher é algo normal desde cedo?  O primeiro mito é que bater em mulher é algo comum e normal .Mentira. Assim como os meninos não quiseram bater na mulher muito homem igualmente não quer. Se fosse comum nós iríamos apanhar com hora marcada por “direito do homem em nos bater”. Meninos iriam bater em meninas por instinto. A propagnda em si desmistifica este ponto. Os meninos são fofos e super educados com a garota. Podemos ir mais longe. Isso acontece faz muito tempo.  Existem inclusives ditados bem antigos que afirma que “Em mulher não se bate nem com uma flor” e outros mais.

2/ Os homens são violentos opressores machistas capitalistas que oprimem a mulher?

Mentira. Erin Pizzey comprovou que a violência doméstica é igualmente praticada por homens e mulheres. Homens violentos atraem mulheres violentas e vice-versa.

3/ Os homens são mais fortes fisicamente e logo batem mais nas mulheres que são mais fracas ?

Aqui as feministas caem do cavalo mais uma vez. Argumento a) Se somos todas e todos iguais e a biologia “opressora” é mera construção social como que agora para favorecer as mentiras feministas o homem é mais forte?? Decidam-se, feminazi. O fato real é que homens e mulheres NUNCA serão iguais e que a maioria dos homens é mais forte mas NEM TODOS são mais fortes.

Argumento b) Nem sempre o mais forte é o agressor e a pessoa mais fraca é a agredida. E em casos aonde existem objetos, arma de fogo ou facas que viram armas e pouco adianta ser forte? E quando usa-se de manipulação emocional para contratar terceiros para bater em outra pessoa? E o terrorismo e a violência psicológica aonde mulheres sempre superam os homens e usam os filhos muitas vezes? Erin Pizzey também achou nas suas pesquisas que mulheres são mais violentas com idosos e menores de idade.

Obviamente as feministas nunca falam sobre o assunto pois elas usam do jogo marxista da guerra entre classes para atrair mais seguidoras. A culpa é do homem, dos meninos, do masculino. Por isso elas atacam mulheres como o nosso grupo, Erin Pizzey, Simone Alvim e tantas outras que lutam contra as mentiras do feminismo.

Vejam uma especialista sobre o assunto, Simone Alvim, a Erin Pizzey brasileira que desmascara as mentiras marxistas das feministas.

 

»

  1. Senhor DAUSTHER LORENCINI, quero avisá-lo que Vossa Mercê está agindo contra a CRFB de 1988, além de agir contra as Leis Brasileiras, pois está apologizando o crime (Artigo 287 do CPB de 1940), pois violência doméstica é crime, seja contra quem for. Por isso, peço para que Vossa Mercê modere seus comentários, pois precisa agir como Cidadão de Bem, não como Extremista ou Radicalista. Agradeço-lhe de todo o meu coração! Obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s