Casos de estupro e a juiza: Como o feminismo está destruindo o senso comum e o sistema de justiça.

Padrão

A juiza Mary Jane Mowat (mulher), 66 anos, que trabalhou em Oxford Crown Court até o início deste mês, disse que era difícil conseguir convicçõe em casos de estupro quando as mulheres não podima ter certeza do que tinha acontecido, porque tinha bebido demais. E as feministas entraram em desespero e vomitaram absurdos contra a juiza.

O senso comum, certo? Ela disse que os jurados foram confrontados com uma tarefa impossível quando um caso veio a palavra de uma pessoa contra a outra.

Suas palavras:
“É inevitável quando é a palavra de uma pessoa contra outra, e o ônus da prova é que você tem que ter certeza antes de condenar.

“Eu não estou dizendo que é certo estuprar uma mulher bêbada e eu não estou dizendo nem por um momento que é permitido tirar proveito de uma mulher bêbada.

“Mas os jurados estão em uma posição onde eles têm uma mulher que diz:” Eu estava absolutamente fora de minha cabeça, eu não consigo me lembrar o que eu estava fazendo, eu não me lembro o que eu disse, eu não me lembro se fiz sexo consentido ou não “.

Mas as feministas discordam. Eles adoram um Estado-babá e são incapazes de assumir a responsabilidade por qualquer coisa. Além disso, as feministas odeiam a lógica e o senso comum.

Fonte: Facebook Britain Politically Incorrect

_______________________________________________________________________________

MCF: Feministas mais uma vez negando o senso comum e a realidade. Preferem viver no mundo feminista marxista de fantasia e utopia. 

Não defendemos estupradores ou justificamos estupros pois como TODO MUNDO SABE ESTUPRO SEMPRE FOI CRIME. Postamos sobre isso no passado. O ponto aqui é: EVITE DE EXPOR A própria vida em casos de RISCO.

Se as pessoas gostam de ir a festas famosas por casos de estupros ou ambientes perigosos, estarão sujeitas a passar por esse tipo de coisa, principalmente se beberem demais como bem afirmou a juiza. Nada justifica o estupro e qualquer outro tipo de violência, mas é melhor prevenir do que remediar. Use de responsabilidade e evite de se expor em lugares ou ambientes deste tipo. Estupro é como qualquer outro crime: se a vítima facilitar o crime acontece mesmo e ideologia marxista nenhuma depois vai ajudar a vítima a superar os traumas de um estupor ou qualquer outro crime. Não deixe de viver mas previna-se. O mundo real muito difere do mundo feminista fantasioso. 

Podemos ir mais longe.  Não são as feministas que defendem o relativismo moral e afirmam que nada é certo ou errado? Crimes logo podem serem vistos como uma coisa “normal”? Certo, feministas?

Não são as feministas que defendem que homens devem ser acusados injustamente de estupro?

Não são as feministas que defendem a agenda esquerdista como o BBB Jean Wyllys faz e apoiam os “movimentos sociais e direitos humanos zzzzzz” que SEMPRE INOCENTAM O/A MARGINAL  se ele pertencer a um grupo visto marxistamente como “minoria social oprimida”?

Não são as feministas que querem destruir o modelo familiar? Antigamente, as mães e pais aconselhavam as filhas e filhos sobre isso e como evitar comportamentos de risco. Hoje, não se preocupam mais porque aconselhar e dar limites aos filhos virou “opressasummmm”.

Meditem.

 

»

  1. Senhoras do MULHERES CONTRA O FEMINISMO, eu quero-as avisar que todas e quaisquer formas de estupros são crimes. Exemplos deles: assédios, importunações, pedofilias e outros. Estes crimes envolvem não somente sexos, mas também afetividades, como afagos, amplexos, cócegas, euquímanos, ósculos e outras. Também as quero avisar que os extremos chamados “feminismos” ou “machismos” são tão sórdidos como os absolutismos e os relativismos, as anarquias e os totalitarismos, os ascetismos e os hedonismos, as bioquices e as licenciosidades, cafonices e as vaidades, os comunismos e os nazismos, os sacrilégios e as santimônias e assim sucessivamente. Nenhuns sexos devem estar acima de outros, assim como nenhumas raças acimas de outras, e assim sucessivamente, nem os seus contrários. Neste dia 20 deste mês, comemoramos os 319 anos da morte de Zumbi dos Palmares, ocorrida em 1695. Ontem se completaram 125 anos da Proclamação da República Federativa do Brasil de 1889. Agradeço-lhes de todo o meu coração! Obrigado!

    • Assédio é estupro? BEIJO (ósculo) e AFAGOS SÃO ESTUPRO?? Só na distopia feminista que é nos imposta.
      É por isso que precisamos de sites como o Mulheres Contra o Feminismo e o A Voice for Men, pra acabar com essa desonestidade feminista/marxista/politicamente correta que maldosamente distorce o senso comum pra propagar a histeria do estupro.
      Abusam da repulsa que causa na população o sexo forçado e violento (que bem como lembrou esse artigo, SEMPRE FOI CRIME) para esconder pro trás uma agenda obscena que transforma qualquer coisa em estupro.
      O feminismo é tão desonesto e desigual que ao relativizar o estupro cabe muito facilmente condenar as mulheres pelo mesmo crime, mas isso não vai acontecer. Elas odeiam homens e responsabilidades. Nessa hora esquecem o relativismo e o estupro volta a ser somente a penetração forçada de pênis na vagina e por isso homens não podem ser estuprados, muito menos por mulheres.
      Muito conveniente.

      • Senhor MFA, eu quero-o avisar que jamais defendi molestamentos nenhuns e jamais os defenderei. O problema é que não existem somente sexos forçados, mas também afetividades forçadas, como assédios, que não se resumem só a isso, mas também a elogios abusivos ou forçados, artes importunantes e assim sucessivamente. Assédios morais e sexuais não ocorrem somente em ambientes laborais, mas também fora deles, da mesma forma que não somente vitimam mulheres, mas também homens, sendo que os assediadores podem ser de ambos os sexos. Quem os pratica tem de ser rigorosamente punido por isso, conforme diz o Artigo 216 do Código Penal de 1940. Também o quero avisar que jamais defendi os extremos citados no meu comentário anterior e jamais os defenderei. Pelo contrário, pois assédios, bullyings, discriminações e preconceitos de quaisquer tipos geraram até mesmo a sangrentíssima 2GM. Por isso, zelemos pela nossa CRFB de 1988, pois ela garante um pouco de nossa Ordem Pública arrasada pela corrupção que domina o nosso Brasil. Agradeço-lhe de todo o meu coração! Obrigado!

      • O problema Sr. Leonardo, é que o Sr. confunde assédio com estupro ao ponto de citar o primeiro como exemplo do segundo.Nessa histeria do estupro que você ajuda a propagar, um pedreiro assobiando para uma mulher passando na rua é a mesma coisa se ele a levasse para o sítio de construção e a forçasse a ter relações com ele. Talvez pro senhor um roubo de galinha é a mesma coisa de um desvio de milhões de reais também, já que você adora um extremismo inescrupuloso e de alguma forma ainda diz zelar pela CF/88. Aliás, devia, já que gosta tanto do CP/40 e de direito, se lembrar do princípio da proporcionalidade das penas. Obrigado.

    • Leonardo Melanino, nos responda:

      1- Um homem chegando para conversar com uma mulher é assédio?

      2- Qual a diferença entre assédio e chegar para conversar com uma mulher?

      3- Um homem puxando assunto e elogiando uma mulher de linda sem tocar fisicamente na mesma é assédio? Se ela aprovar a atitude do cara, é assédio? Se ela reprovar a atitude do cara e o mesmo se afastar dela, é assédio?

      4- Para que existem seguranças nas baladas? Para estuprar as mulheres ou para proteger as mulheres do abuso de alguns homens?

      5- Como o Estado deve obrigar os homens a chegarem para conversar com as mulheres? O Estado deve obrigar o que devem falar? O Estado deve obrigar sobre o que devem falar? O Estado deve obrigar quais elogios devem falar?

      6- Para que existem seguranças nas baladas? Para estuprar as mulheres ou para proteger as mulheres do abuso de alguns homens?

      7- O que é assédio?

      Responda todas essas perguntas na ordem, de forma coesa, extensa, com justificava e separada em tópicos igual eu fiz as perguntas.

      Agradeço-lhe de todo o meu coração! Obrigado!

      • Senhor Wolf, quero avisá-lo que jamais defenderei os crimes citados no meu primeiro comentário. Citar-lhe-ei exemplos de assédios: “assobiar para alguém em virtude de suas partes atrativas de seu corpo”, “elogios exagerados, como, por exemplo: ‘este pessoa tem uma nádega gostosa, quando alguém lhe diz'”, “artes importunantes, como, por exemplo: ‘músicas ou poemas imorais ou impróprios cantados ou recitados a alguém'”, “bilhetes, convites ou outros escritos abusivos ou impróprios” e assim sucessivamente. Por isso, não pense que eu fico defendendo estas gentalhas, sejam homens, sejam mulheres. Agradeço-lhe de todo o meu coração! Obrigado!

    • Feministas pensam em estupros 24 horas por dia! Mas isso é até compreensível. Mulheres que rejeitam o contato natural com o homem, tendem a chegar em um estado patológico de carência afetiva tão grande, ao ponto de se tornarem neuróticas! Ao invés do governo ficar gastando dinheiro com estádios de futebol, deveria investir mais em saúde mental, pois é a maior necessidade em nosso país atualmente.

  2. Senhor Leonardo, nada disso que o senhor citou são crimes. São dinâmicas da relação humana entre homens e mulheres.
    Crime é quando uma mulher demonstrou abertamente que não gostou da atitude do cara e o mesmo insiste. Ou quando a mulher não quer contatos físicos e o homem insiste em contatos físicos.
    Se acha que homens não podem chegar para conversar com mulheres ou elogiar as mulheres com a possibilidade das mesmas gostarem, conversarem e se relacionarem com ele, é mais totalitário e forçador dos seus gostos pessoais para os outros do que você pensa.

    • Senhor Wolf, nunca falei de bons elogios como assédios sexuais, mas somente dos maus, também chamados de “bajulações” ou “lisonjas”. Não elogio qualquer um, muito menos exageradamente ou impropriamente. Nem todos gostam de quaisquer elogios, pois se sentem constrangidos por isso. Vá bajular alguém para ver o que é bom para a tosse. Estas práticas geram processos, condenações e indenizações até mesmo milionárias. Pergunta para Vossa Senhoria: Vossa Senhoria gosta de elogios exagerados ou impróprios? Eu odeio isto, pois me sinto constrangido. Agradeço-lhe de todo o meu coração! Obrigado!

      • Você está forçando o que você gosta para todos, você é totalitária.

        Conheci minha namorada chegando para conversar e a elogiei. Isso se chama relações humanas entre homens e mulheres. Não obrigue o que homens devem ou não devem falar para mulheres.
        Se as mulheres não gostarem elas continuarão a fazer o que sempre fizeram, irão dar um “fora” no cara. Crimes ocorrem quando mesmo elas derem um “fora” no cara, o mesmo insistir.

        Se eu não gostar de alguém me bajulando, irei falar para a pessoa parar de me bajular.
        Se ela continuar, irei chamar um segurança/guarda do local para tirá-la de perto de mim.
        Mulheres já fazem isso, mas feministas pegam algum exemplo excepcional que aconteceu e usam esse exemplo para usar uma histeria artificial e quererem dali para frente que o Estado obrigue o que homens devem ou não devem dizer para as mulheres.

        Pare de escrever idiotices fora da realidade, vá conhecer homens pelo mundo e volte para o site da Lola. Agradeço-lhe de todo o meu coração! Obrigado!

  3. Senhor Wolf, quem escreve idiotices é Vossa Senhoria, pois não quer reconhecer os extremos ou os dois lados das moedas (as caras e as coroas). Além disso, eu não sou totalitário, nem sou seguidor desta Lola. Ao contrário, sou rigorosamente constitucionalista, pois prezo pelas legislações brasileiras, além da CRFB de 1988, como o ECA de 1990, por exemplo. Eu sou homem, nascido em Cubatão, às quatro e dez da tarde (no HBV) do sábado, 26 de dezembro de 1987. Isso significa que sou contrário a qualquer extremo, como feminismos e machismos, por exemplo. Defendamos os verdadeiros direitos humanos, como Abastecimentos, Agriculturas, Ambientalismos, Assistências, Cidadanias, Ciências, Culturas, Desenvolvimentos, Educações, Esportes, Fazendas, Internacionalidades, Justiças, Labores, Pecuárias, Patriotismos, Seguranças, Tecnologias, Transportes, Urbanismos e assim sucessivamente. Combatamos radicalmente as anarquias, os ascetismos, as bajulações, os bullyings, as calúnias, os comunismos, as concussões, as corrupções, os desabamentos, os desmoronamentos, as difamações, as discriminações, as epidemias, os estupros, os feminismos, os genocídios, as gulas, os hedonismos, as hipocrisias, os homicídios, os incêndios, as injúrias, os insultos, as inundações, as invejas, os iscariotismos, os machismos, os nazismos, as pedofilias, os pedolabores, os perjúrios, os preconceitos, os racismos, as sabotagens, os sacrilégios, as santimônias, os sexismos, os terrorismos, os totalitarismos, os tráficos, os vandalismos e assim sucessivamente. Isso significa que nenhum ser humano, seja homem, seja mulher, tem direitos de cometer crimes ou violar direitos humanos. Agradeço-lhe de todo o meu coração! Obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s