A derrota para a Alemanha, o estereótipo brasileiro de andar de jegue e o nacionalismo socialista contemporâneo

Padrão

Depois da derrota para a Alemanha percebemos que muitas brasileiras e brasileiros torceram contra a seleção brasileira na derrota de 7 x 1 para a Alemanha. Tais pessoas não possuem síndrome do vira-lata, não são deslumbradas ou odeiam o Brasil, os atletas ou o nosso povo. Sabemos que o Brasil possui coisas lindas, tops de linha e nem tudo é defeito por aqui. Mas defeitos existem  e para melhorarmos o caminho é pensar com Autocrítica.

Mas porque algumas pessoas torcem contra?

A resposta é  muito simples.Estas pessoas não querem que  o governo marxista-feminista use de um ufanismo  nacionalismo socialista  para vencer as eleições. Tais pessoas sabem que depois dessa derrotas nossos governantes não poderão usar “a Copa das Copas” como arma de guerra política. Sabemos que grande parte do povo ainda vai no embalo da maioria e fica cego pelo futebol em relação a assuntos mais importantes. Com esta derrota talvez uma parcela do povo venha a pensar sobre o que é realmente importante para todas as pessoas que vivem no Brasil.

Por isso esta derrota foi importante. Provavelmente estas pessoas sofrem perseguição por enxergarem algumas coisas além dos demais.  Os marxistas-socialistas usam sempre de nacionalismo socialista contemporâneo cego com estereótipos vergonhosos sobre o que é ser brasileira/o como uma forma de censura, perseguição e patrulhamento.

Um exemplo pode ser visto aqui no blog do Luciano Ayan. Segundo o site do PCO (Partido da Causa Operária), a seleção brasileira pode dormir tranquila depois dos vergonhosos 7 gols tomados da Alemanha. O texto “Eles conseguiram… e agora?” diz que toda a culpa da derrota é da direita e seus aliados.Vejam mais aqui. Este é o mesmo tipo de gente como a “defensora dos direitos humanos” que queria a morte do zagueiro colombiano negro, estupro da sua mulher, etc por este ter feito a falta em Neymar. Esquerdista é psicopata mesmo e usa deste nacionalismo socialista para enganar a massa.

temculpaeu

Infelizmente a grande maioria do povo cai nesta conversa. Para eles se alguém não gostar de futebol, samba, carnaval, festa, calor e não ser uma pessoa desgraçada e sem condições mas “feliz” não é sinonimo de ser brasileira/o. Estas são as mesmas pessoas que ficam bravas quando o Brasil não anda pra frente ou tem um presidente que ao invés de ter autocritica e fazer melhorar a nação em todos os setores diz que devemos andar de jegue ou que o SUS é top de linha quando ele anda de avião e se trata nos melhores hospitais do Brasil.

Apoiamos que ainda tem atitude de questionar o que é certo nesta terra. Nunca iremos apoiar este ufanismo nacionalismo socialista ou estereótipos do Brasil (dentre os quais muita brasileira é vitima mas apoia). Com o povo desiludido com a copa, talvez comecemos a questionar os gastos absurdos, a cegueira coletiva em assuntos importantes como no caso do viaduto que caiu e tantas outras coisas.

Sobre a partida em si queremos desejar parabéns aos jogadores do Brasil como Davis Luiz e tantos outros. Muitos foram exemplos dentro e fora do campo. Queremos parabenizar aos jogadores da Alemanha pela vitória. Futebol é só um esporte. Essa derrota não vai mudar nossas vidas. Ficamos com mais penas das crianças que irão chorar e choraram muito ao ver os seus heróis derrotados. Mas este é o esporte imitando a vida. Lutar para vencer sempre mas sabendo perder.

Vale lembra que  os alemães vieram ao Brasil e mostraram como se constrói um complexo esportivo na Bahia em 6 meses, mostraram como se faz uma festa sadia e sem brigas entre torcidas (sabemos que existem brigas em outras lugares do planeta, ok?), mostraram como se respeita um pais seu hino e o povo que os acolhe, e hoje nos ensinaram como se joga futebol. Os alemães também possuem problemas na própria terra com certeza mas superam muitos lugares na Europa em muitos quesitos importante assim como superam o Brasil.  O Brasil deveria  esquecer este nacionalismo socialista idiota do que ser brasileiro de verdade pensa só em futebol,  carnaval e samba  e pregar mudanças culturais  para tentar enxergar as  nossas verdadeiras prioridades.  E fazer como os alemães fizeram. Tudo isto com simplicidade, sem arrogância, sem coitadismo e sem choro. Talvez esse seja o maior legado da copa.

O Brasil passa por um momento tenso quase se encaminhando para o regime cubano. Pessoas andam morrendo, sem acesso a muitas coisas enquanto os revoluças apoiado por grupos que defendem a agenda marxista (como feministas) vivem no meio do luxo e conforto. Aprender a questionar estes valores errôneos  que colocamos na nossa cultura e eliminar o ufanista nacionalismo socialista esterotipado com autocrítica é o maior presente que esta derrota nos trouxe.

»

    • Verdade. Hora de encarar a realidade, produzir e viver a vida de verdade. Nada contra o esporte, atletas e tudo o mais. Mas passou da hora de acordarmos desta cegueira coletiva que esquerdistas querem usar como “ser brasileira de verdade” com carnaval, bundas, samba, turismo sexual, etc e teimam em negar que o Brasil sempre foi mais que isso.

      Bom dia, Marta.

      • Senhoras do MULHERES CONTRA O FEMINISMO, quero avisá-las que faleceu às 15h00min de ontem (8 deste mês), dia da partida entre a Alemanha e o Brasil, o deputado pessolista Plínio de Arruda Sampaio, de câncer ósseo, no Hospital Sírio-Libanês. A mesma coincidência ocorreu na final da Copa do Mundo de 2002 (seu dia 30 de junho), em que o Brasil conquistou seu pentacampeonato, quando, por volta das suas 19h30min, faleceu o médium Chico Xavier. Então, coincidências acontecem, como a morte de Ayrton Senna às 13h40min (de Brasília) de 1 de maio de 1994, num trágico acidente com sua Williams na Tamburello, no Grande Prêmio da Itália de Fórmula Um e outras. Agradeço-lhes de todo o meu coração! Desejo-lhes Prósperos Copa do Mundo de 2014 e Dia da Revolução Constitucionalista de 1932 dele! Obrigado!

  1. Torci contra a copa como um todo, não apenas contra a seleção brasileira, e vou usar apenas um exemplo para isso: Minha mãe tem hérnia de disco, angina entre outros problemas de saúde. Contribuinte da previdência social, após receber laudo médico de incapacidade e que devia permanecer em repouso absoluto, ela entrou com um pedido de auxilio doença. Resultado: negado.
    Então a previdência nega auxílios a uma trabalhadora doente, mas o governo paga bilhões para fazer uma festa para ricos.
    Esse é apenas UM DOS exemplos que tenho para odiar essa “festa popular”. A derrota de ontem lavou minha alma.

  2. Eu torci para a Seleção Brasileira, em 2002 o Brasil ganhou a Copa e o Lula, que era canditado da oposição venceu a eleição ainda assim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s