O feminismo de Gabi Garcia, lutadora de jiujitsu e o “apoio” as mulheres pela revista Gracie Mag. Apoio?

Padrão

Diapositiva1Conversando com uma amiga feminista esta semana ela me falou de um exemplo de mulher “forte, moderna” que “faz tudo o que um homem faz” e era “oprimida pelo sistema capitalista ” (tradicional propaganda feminista para desavisadas). A tal exemplo de mulher era a lutadora de jiu jitsu Gabriela Garcia (foto acima) que faz um discurso feminista tradicional (preconceito,  sou oprimida pelo sistema, etc e etc) e que se apoia na guerra entre classes, igualdade total, utopia para defender idéias com fundo feminista-marxista. Fui pesquisar sobre ela, sobre o que ela faz , sua “luta” pelas mulheres e como quer nos representar .

Resumindo: a moça quando era criança era maior que outras meninas e gordinha. Sofria  pois outras crianças de ambos os sexos provocavam ela. Ela cresceu com raiva e revolta por isso e achou na arte marcial um modo de soltar a sua ira. Até aqui tudo bem. O problema é ela se dizer “oprimida pela sociedade” e que hoje que quer ser um exemplo para as mulheres e repete todo aquela propaganda feminista tradicional novamente.

Comprei uma revista na banca que falava sobre ela e fui pesquisar. O que sabemos sobre a “coitada e oprimida” da Gabriela Garcia? A arte marcial que ela treina foi criada por homens e ela treina com outras mulheres em uma equipe formada por homens e aonde o seu professor é um homem. Se fosse oprimida realmente estaria trabalhado na roça sem receber nada, seria escrava de levar chicotadas ao invés de treinar e sendo aceita por homens. Enfim, nestes dias de hoje tudo virou opressão…

Podemos adicionar que depois da nossa pesquisa notamos que enquanto as outras meninas possuem características corporais bem femininas, Gabriela Garcia é fisicamente maior que as outras. Mas tudo bem, isso é genética. O ponto é o vitimismo feminista dela.

O mais engraçado é ver esta menina que mente nos representar no mundo da luta  como fazem as feministas depois vir falar de preconceito e fazer discurso feminista em uma revista  vulgar e de “esportes” como a tal revista Gracie Mag que possui fotos de mulheres nuas como estas abaixo na parte chamada Gracie Girl. Coerência? Pra que, né? Vejam as fotos:

DSC_0027

DSC_0026

Ou seja, uma lutadora feminista mentindo nos representar e “lutar por nós “usa da propaganda de uma revista cujo assunto é artes marciais mas que explora mulheres nuas. Coerência manda lembranças para a lutadora e para esta revista sem base. A revista toda alternativa moderna politicamente correta ao mesmo tempo quer agradar tanto que cheira a hipocrisia. Traz uma lutadora simpatizante do feminismo que desconhece as bizarrices  feministas (incesto, falsas acusações de estupro, pedofilia, fim do modelo familiar tradicional, ameaças de morte a homens e mulheres que discordam do feminismo) e ao mesmo traz mulheres nuas de pernas abertas rsrsrs. Que legal, né?

Gabriela Garcia desconhece que o feminismo se apoia no jogo marxista de “somos todas iguais” para defender teorias que ela repete como um papagaio idiota (mas  ela usa do seu peso e tamanho maior para vencer as iguais oponentes menores). Gabriela Garcia usa da falaciosa mentira da dívida histórica para querer vingança contra os “opressores” homens ( que treinam com ela e ensinam ela). Ela usa do mesmo argumento marxista de guerra entre classes para dizer lutar contra “o sistema opressor” masculino.

Resumindo: Gabriela Garcia é uma idiota útil (leiam mais aqui e aqui). Desconhece que feministas nascem do marxismo e comunismo (vejam mais aqui) apoiam a pedofilia, o falso testemunho perante a lei (aqui), o incesto (veja aqui), o relativismo moral, o fim do modelo familiar tradicional (aqui)  e tantos outros absurdos. E pelo que andamos pesquisando esta tal lutadora vive viajando para os EUA rsrsrs.

Pesquisando mais um pouco descobrimos que ela reclama por ter pouco reconhecimento. Depois de olhar uma outra revista, achamos que lutadores menores homens ganham MENOS que lutadores maiores homens. Ou seja, as pessoas querem ver lutar homens de maior porte e assim quem organiza os eventos paga mais para os lutadores maiores devido ao maior interesses dos espectadores (lei de mercado). Porém, para uma feminista ou marxista isto é “injusto” pois todos devem “ganhar a mesma coisa” (puro marxismo). E assim começa o vitimismo socialista e a luta pela “igualdade”.

A tal lutadora que hoje se orgulha de “ser forte e se aceitar como é ” (conversa feminista) na verdade emagreceu e possui  massa muscular. Se caso se aceitasse de verdade como prega teria se mantido gordinha pois afinal isto é o que o feminismo prega, que sejamos gordas (Vejam o nosso post antigo aqui sobre o assunto).

»

  1. É demais pedir coerencia a uma feminista,o vitimismo de sempre,tem alguns empregos que preferem mulheres e disso elas não reclamam.
    Continuam com a lenga lenga de serem contra exploração do nosso corpo mas quando uma mulher mostra a bunda na tv,em revistas,elas aplaudem.

    • Selena, não é bem assim. O feminismo defende uma revisão ampliada das noções do que é feminino e do que é masculino, incluindo papéis na sociedade, compromissos na organização do lar, predisposição a habilidades, etc. O feminismo, em si, não é contra os homens; é contra o machismo, ideal que afeta negativamente homens e mulheres. Do mesmo modo que nós, feministas, não queremos oportunidades limitadas para as mulheres, não queremos a repressão na educação dos meninos, os quais são proibidos de chorar, de sentir dor, de amar, de cuidar. Sobre esses empregos que você citou que preferem as mulheres, você já parou para refletir quais são os critérios para a seleção de mulheres como mais aptas? Você sabe quais são as condições oferecidas para essas mulheres? Sugiro que busque outras fontes sobre o feminismo, pois, certamente, as que você explorou estão distorcidas.

      • Mimimi feminista que vive de propaganda. Defendem estupradores e estupradoras que possuem a mesma ideologia (socialistas, comunistas, marxistas), apoiam governos ditatorias, ameaçam e censuram pessoas e depois vem falar de “igualdade e respeito”. Feminista Amanda, conte para outras que pouco estudaram o seu movimento. Nem vc acredita no que diz.

      • eu já li alguns blogs feministas e vocês dizem defender as mulheres,o respeito as diferenças mas é pura mentira,basta a mulher discordar da sabedoria das gurus feministas que logo é ridicularizada,começam a dizer que vc é troll e nem mulher é.
        respeitam quem concorda com tudo que vcs dizem,querem marionetes.
        e para vcs,se a mulher n é feminista,só pode ser machista e burra,então,eu dispenso o feminismo,muito obrigado.

      • O seu papel na sociedade quem define é você, e se você se esforçar vai conseguir tudo o que quiser na vida. Não é um movimento ridículo que vai te dar tudo de mão beijada. Definir papéis na sociedade? hahahahaha Você quer a polícia entre na sua casa e obrigue o seu marido a lavar a louça? Tá cheio de homem afeminado (Ex: Alexandre o Grande) e bravas mulheres (Ex: A militar brasileira Maria Quitéria) que definiram por si só seus papéis na sociedade e fizeram história, da mesma forma que existem homens bunda mole tipo os do MST e mulheres bunda mole tipo essas feministas que querem incentivos, bolsas, leis e tudo funcionando a favor de seus próprios umbigos “vitimizados pelo sistema opressor”.

      • Onde está essa defesa de estupradores e estupradoras?! Por favor, me mostre para que eu possa denunciar. Isso é completamente absurdo, eu concordo. Mas não me identifico em nenhum ponto com o que a senhora denunciou. Apoio a governos ditatoriais? Gostaria, novamente, de ver a pesquisa, o artigo científico ou a notícia (segura) de onde você retirou essa afirmação. Discuta com fatos, e não com ataques vazios e sensacionalistas. Não estou reduzindo o seu ponto de vista, apenas questionando.

  2. Ah e quando uma mulher mostra a bunda,a culpa não é dela,foi influenciada pelo machismo,não sabe o que esta fazendo mas ao mesmo tempo isso é ser empoderada kkkkk
    elas vivem em outra dimensão.

      • kkkkkkk pura verdade,já aconteceu delas ridicularizarem o próprio argumento.
        elas sempre dizem que nós mulheres sempre somos vitimas e que não temos culpa de nada por causa do sistema,só que homens também vivem em um sistema,portanto,eles também são coitadinhos,que não sabem o que fazem,não deveriam ser vistos como monstros por elas.
        se o cara mata e estupra foi influenciado coitado,se a mulher fizer alguma merda,ela também foi manipulada,é todo mundo coitado.
        falei isso para as feministas e elas ficaram revoltadas kkkkkk e ai começaram a debochar do que elas mesmas dizem ,como o vitimismo passou pro lado dos homens,o argumento não valia mais,

  3. Feministas são as que mais ridicularizam a mulher, tratam-nos como se fossemos retardadas que nunca tem responsabilidade pelos seus atos, como se não tivéssemos capacidade de pensar por conta própria.

  4. Se não fosse o feminismo, simplesmente as feministas que dizem que falta homem no mercado hoje em dia, não teriam tanto do que reclamar, já que seriam dos homens as vagas que muitas ocupam no mercado de trabalho, elas recebendo principalmente para torrar em vaidades delas e competir umas com as outras em modas e vaidades, tudo por culpa do machismo opressor que na cabecinha dela obriga elas a fazerem isso, como se homens de modo algum ficassem com uma mulher natural( como se todos invariavelmente não acordassem ao lado de uma, mais cedo ou mais tarde). Enquanto que as mulheres geralmente optam por se relacionarem com os bem empregados, ou de alguma forma quando mais jovens com os boys e malandrões que por tabela recebem dinheiro dos pais ou tiram dinheiro de quem não devem( bandidagem só ganhando espaço na sociedade), para torrar em farras com elas na juventude. Isso tudo tem mais a ver com comunismoe marxismo( luta de classes) e feminismo do que qualquer outra coisa, não da pra dizer que essa ideologia de mentiras de q faz tudo de bom para mulheres, não tem nada a ver com isso, não tem como mesmo negar esse fato é muita tolice.

  5. Muito antes do feminismo, o estudo e trabalho mesmo não sendo obrigação para as mulheres, elas podiam estudar sim e trabalhar. Porém as diversas sociedades pelo mundo viu que o trabalho árduo fora de casa( geralmente mais ingrato; perigoso e pesado) nos velhos tempos, não combinavam muito com as mulheres mais jeitosas com edificar bem uma família e filhos trabalhando no lar. Quer dizer, no fundo dizer que o trabalho do lar tem menos valor ou é menos digno do que o de fora de casa, é subestima-lo demais, é colocar as coisas na perspectiva de uma avaliação ilusória que não nos cabe induzir aos outros por padrão, os privando de suas escolhas e tendencias naturais, sem essa balela ideologia coletivista do feminismo marxista cultural.
    E pasmem as feministas desavisadas, q tudo isso aconteceu em sociedades onde o estado era muitas vezes até menos intervencionista na vida das pessoas( tempos menos burocráticos), onde a moral estava em vigor nos lares e não que era a exceção e até vista como um defeito ou no minimo algo a se envergonhar, em rodas de colegas universiotários q hj se elegeram como os porta vozes da razão e donos do conhecimento absoluto e inquestionável. Pq no fundo o que o estado faz hj não é tão diferente do que a igreja passou a fazer na idade media, aliás, chega a ser muito pior, quando tomamos conhecimento do pq dos fatos/motivações politicas e ideológicas( direitos humanos menos para humanos direitos, etc) por trás de tanta tragédia que acontece hj em dia.

  6. Como assim, mulheres criando blog, mulheres escrevendo e ensinando homens, autoras do blog, vocês precisam ficar estritamente no ambiente doméstico, mulher nasceu para o lar, criar filhos e educá-los, vocês com esse blog dão um mau testemunho, pois a tradição e conservadores pedem mulheres na cozinha, bordando, tricotando, lavando a louça e roupas e homens no ambiente externo. Além do mais mulher não tem raciocínio, age apenas levada pela emoção,. Por que vocês não transferem a coordenação do blog para seus maridos? Pois com certeza devem ser casadas, pois a mulher aos dezoito anos já deve estar bem casada, cuidando de seu marido, sendo submissa a ele e dando-lhe muitos filhos para levar o nome da família dele para frente. Pensem nisso, abandonem esse blog, e vão fazer cursos de tricô, crochê e prendas do lar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s