Feminismo Revolução Cultural: o feminismo prostituta de Beyoncé, Valesca e outras.

Padrão

Uma das armas do feminismo é atacar via revolução cultural. Ou seja, feministas e grupos simpatizantes a elas tentam aglomerar intelectuais, artistas, autores, atrizes, atores, diretores, etc  para a longo prazo afetarem a cultura e mudarem a sociedade. Isto no Brasil funciona a todo o vapor. Muitos artistas (em geral, esquerdistas) por outro lado simpatizam com a propaganda feminista e assim um alimenta o outro. Este é o caso de Beyoncé e Valesca  Popozuda, as feministas que pegamos como exemplo.

Reparem: ambas se auto-denominam “divas, mulheres fortes, modernas, livres, poderosas” e tudo o mais. Ambas simpatizam com o movimento feminista e “cantam” a mulher rica, poderosa, moderna Sex and the City que ao invés de dar quer distribuir. Ambas pregam o tradicional discurso feminista de mulheres injustiçada, objetos, coitadas, oprimidas, contra a pedofilia, etc. Elas se colocam como paladinas e defensoras das mulheres de um certo modo, ao menos na esfera musical do mundo pop e dizem querer igualdade. Mas tentem mostrar os podres do feminismo (muitos por sinal) e preparem-se para sofrer censura, patrulhamento e ofensas.

Tal tipo de mulher feminista simpatiza com  a vulgaridade e usa desta para causar. Tal tipo de mulher confunde vulgaridade como sensualidade e o momento certo de ser sensual. Tal tipo de mulher nega um fato: a sexualidade feminina em muito difere da masculina. Tal tipo de mulher cai no conto feminista em negar a realidade que somos diferentes. Tal tipo de mulher nega que homens e mulheres se complementam. Tal tipo de mulher enxerga homens e mulheres como mais um tijolo na parede em torno de causas que prometem o mundo. Tal tipo de mulher defende o marxismo e suas teorias “defensoras dos mais pobres”  escondidas em uma casa cara com paredes protegidas. Tal tipo de mulher usa de coletivismo, censura e psicologia barata para pregar a guerra entra homens x mulheres. Tal tipo de mulher serve como massa de manobra ou guru manipuladora das feministas.

Como o feminismo nunca foi bom em ligar a teoria com a realidade, isso também ocorre com a Beyoncé. De Valesca pouco falaremos aqui pois muito falamos dela no passado.

Voltando a Beyoncé:

-A moça quer tanto falar de mulher objeto mas praticamente depende do corpo para vender discos. Mostrar a bunda em qualquer tipo de show faz parte do seu perfil muito mais que cantar;

-A moça é casada com o rapper Jay-Z. Rappers pop em geral cantam obras estilo funkeiro MC Catra de modo a ostentar mulheres, dinheiro, etc. Fora as letras de uma vulgaridade absurda;

-A moça quer usar de uma dualidade tradicionalmente feminista. Se diz forte e poderosa mas também oprimida. Diz defender o feminismo e prega as mulheres deixarem de serem objeto mas vive mostrando a parte traseira nos seus show em trajes tamanho P;

-Uma pergunta Beyoncé faria todo este sucesso se fosse mais cheinha? Usaria estes trajes? Deixaria de cantar em playback?

No Grammy 2014 a poderosa Beyoncé foi criticada por pais e outras pessoas por ter exagerado na seu show. Talvez o ego de mulher “forte,feminista e poderosa” a tenha impedido de perceber que o seu show seria visto por crianças.

Leiam abaixo:

“Os fãs, e pais descontentes, recorreram ás redes sociais para demonstrar o seu desagrado, onde surgiram mensagens como: “Desculpa Beyoncé!!! A classe ganha SEMPRE! É um dia triste quando as nossas crianças nem podem assistir aos Grammys”; “A atuação da Beyoncé foi demasiado sexual…Tive de deitar os meus filhos mais cedo…Para poder fazer twerk com a Queen Bey”; “A atuação da Beyoncé nos Grammys foi demasiado sensual para as crianças? Tentem demasiado sensual ponto!!! ” e “Mais alguém acha que o strip da Beyoncé poderia ter sido adiado para mais tarde no evento – para depois das crianças irem para a cama?”.

Mas com Beyoncé pouco nos importamos. O foco aqui é o que ela representa e prega para os mais jovens. O que ela representa para a cultura assim como tantas outras pessoas homens e mulheres que agem de modo similar a ela. Vale o mesmo para as funkeiras, para os funkeiros ou qualquer outro artista de qualquer estilo, homem ou mulher. A liberdade e o relativismo cultural e estético do que é visto como arte hoje afetam o comportamento dos mais novos. Tais artistas muita vezes viram exemplos a serem seguidos e copiados. Eles afetam a nossa cultura e os mais jovens. Eles afetam o modo como educamos os nossos filhos.

Fica o alerta 🙂

»

  1. Senhoras do MULHERES CONTRA O FEMINISMO, se querem saber, a música erudita é a mais erótica, a mais sensual de todas, pois sua sonoridade (adágios, barcarolas, cantatas, estudos, fantasias, óperas, sonatas e assim sucessivamente), é mais elaborada nos seus arranjos. Exemplos assim: “ADÁGIO EM DÓ MENOR” (Yanni Chrysomallis), “CON TE PARTIRÒ” (Andrea Bocelli), “MARCHA NUPCIAL” (Mendelssohn), “O GUARANI” (Carlos Gomes) e outros. Por isso, analisemos todas as músicas eruditas, pois muitas dentre elas podem ser afetivas, alegres, animadas, avivadas, brilhantes, climatéricas, eróticas, espetaculares, estratosféricas, femininas, lúgubres, masculinas, menopáusicas, patrióticas, polêmicas, radiantes, românticas, sensuais, tristes e assim sucessivamente. Agradeço-lhes de todo o meu coração! Obrigado!

    • Sensual, implica em algo feito para seduzir, vinhos, velas… Diferente da música dessas artistas que remetem a algo baixo, sexual em estado bruto, como cães no cio.

      • Senhora MARTA, já ouviu falar nos cantores eruditos, como Andrea Bocelli, Anna Netrebko, Carmen Monarcha, Cesare Siepi, Edson Cordeiro, Erna Sack, Ivan Rebroff, José Carreras, Kimmy Skota, Marcello Giordani, Maria Callas, Mirusia Louwerse, Natalie Dessay, Nicolai Gedda, Pauline Viardot-García, Plácido Domingo, Salvatore Licitra, Yma Sumac e outros. Eles são mais eróticos, mais sensuais do que o resto dos outros artistas, pois seus cantos são mais coloridos, estratosféricos, líricos e assim sucessivamente do que os outros artistas. Por isso, pesquise sobre música erudita, e escute-a no Youtube, como por exemplo. Agradeço-lhe de todo o meu coração! Obrigado!

    • Eu vi isso ,muita hipocrisia,ela publica relatos anonimos de mulheres dizendo que foram estupradas sem prova alguma da veracidade do fato mas quando é um cara famoso,precisa de prova,só o relato da filha dele não basta.
      No caso do new hit,elas condenaram eles de cara mesmo sem ter provas(agora tem) ,deve ser pq não são tão famosos assim ou ela n curte as musicas deles.
      Agora elas aplaudem um video escroto de mulheres cantando funk dizendo que vão cortar a pica dos homens,tentam disfarçar a violencia dizendo para verem o contexto,é uma metáfora.
      Se fosse o contrário seria machismo.
      E como n podia faltar ,elas ficam peladas numa parte do video,é o pagu funk

  2. Selena, Victoria, e as mulheres do site, vocês são a prova de que uma mulher pode lutar por seus direitos sem se desqualificar, sem destruir a família, e principalmente, sem deixar de ser mulher e feminina, como a lologra. Estão de parabéns, são a esperança de que nem tudo está perdido.

  3. O que é isso aqui agora? Já criaram até site contra movimentos sociais? Dó. A igualdade entre os sexos é uma coisa que tem que ser conquistada, e não se faz isso na inércia. As mulheres, principalmente, tendem a chamar atenção para a causa, pois estas são as maiores beneficiadas, e isso elas fazem como quiserem fazer, sem precisar de um mediador acéfalo como você.
    É de um tamanho egoísmo ir de encontro à idéia do movimento feminista, pois por trás de toda pessoa existe, pelo menos, uma grande mulher, e o que eu mais quero, particularmente, é que minha mãe, irmã, tias e etc. sejam tratadas com o maior zelo possível.
    Ser feminista é dádiva, pois estes tem a cabeça aberta e se valem do conhecimento buscando a igualdade entre sexos. Ser anti-feminista é de tremenda acefalia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s