Replicando o post da Bruna: A nova violência contra a mulher

Padrão

Fonte: Blog garotas direitas

Um novo tipo de violência com a mulher aflorou nos últimos anos, e vem ganhando força de modo assustador no Brasil. Essa agressão não é praticada especificamente por homens ou por uma classe social, ela é praticada, infelizmente, por aqueles que se dizem defensores da causa das mulheres. É uma violência de caráter psicológico, da pior espécie imaginável: querem roubar, nada mais, nada menos, do que nossa identidade. Querem dizer para a mulher o que ela deve pensar e dizer – caso contrário, não pode se dizer mulher.

Os praticantes dessa violência alegam que uma mulher enquanto política, professora, advogada, mãe, ou qualquer que seja sua posição, só é verdadeiramente mulher se defender um aglomerado de pautas, como o aborto, as cotas para mulheres, a marcha das vadias, dentre outras. Os agressores querem transformar o sexo feminino numa massa acéfala, que vaga pelos mais diversos nichos repetindo frases decoradas. E o que acontece se você ousar discordar de alguma das pautas que eles defendem? Você é acusada de não ter consciência de gênero, de ser machista, de ser intolerante, de estar “cega pela religião”.
O debate entre pessoas que pensam de modo diferentes é saudável, independente do sexo dos debatedores. Mas daí a conceder previamente o status de párias aos que discordam, é um longo caminho sombrio. Presenciei discursos de feministas que alegam que mulheres envolvidas na política só são verdadeiramente representantes das mulheres se defenderem as pautas do movimento feminista. Essas pessoas ignoram completamente o fato de que as mulheres possuem capacidade de pensar, de raciocinar, de estudar, de discordar. Ignoram nosso bem mais precioso: nossa singularidade.

Não somos iguais aos homens, não somos iguais sequer umas às outras, e é nisso que reside nossa maior qualidade, nossa unicidade. Esquecem-se que a beleza de nossa espécie é a diversidade. Ninguém quer ser comum, todos queremos marcar, ter um diferencial… Então por que permitir tamanha violência e opressão umas com as outras, a ponto de tentar usurpar uma característica fundamental e intrínseca – ser mulher – apenas por discordâncias?

A mulher não é burra. Não precisa de uma cartilha ou pauta do que deve defender para ser mulher. Não precisa de Femen, marcha das vadias e ninguém ditando um manual do que é ser mulher. Respeito as tentativas de busca para soluções de problemas cotidianos – ainda que muitas vezes frustradas – de alguns movimentos sociais, mas não votei em nenhum líder desses movimentos e nem assinei nada que lhes desse direito de dizer que se eu não defender o que eles mandam, deixo de ser mulher. E o mesmo vale para os homens, discordar do movimento feminista em certos pontos não os torna machistas.

Esse pensamento de bloco é um mal avassalador que toma o Brasil e gera tanta segregação: se você não concorda com a massa, vai ser arrastado à força por ela. Muitos concordam por não saber discordar, ainda que lhe pareça anti-natural, acabam repetindo o mesmo discurso sem nem saber o que estão dizendo – falam de dados que nunca viram, de pesquisas que nunca leram, de casos que inventaram. É o medo de destoar, por acreditarem que o coletivo é onisciente. Mas ele não é. O coletivo é burro, assim como é qualquer um que se permite abrir mão de pensar e perde sua individualidade no meio da massa, sem sequer saber com o que está concordando.

E para qualquer um que quer defender a mulher, deixo um recado: defenda de verdade, respeite de verdade, inclusive quando ela discordar de você. “A mulher” não é um personagem pré-concebido, cada uma é de um jeito, tem suas crenças, e nem por isso ela é menos mulher, é burra ou deixa de ter consciência.

Beijinhos!
________________________________________________________________________________________________________________________
MCF: Mais uma vez a Bruna disse tudo. Ela é outra de muitas que entendeu o jogo feminista “vitimista-mulher forte” que usa sempre desta face dupla nos  argumentos feministas. Esta conversa tem origem marxista e possui forte apelo coletivista. MST, GLBT e outros movimentos similares usam a mesma conversa.
Ao mesmo tempo as feministas tentam nos patrulhar e censurar sempre com as mesmas palavras (Ex: devemos tudo ao passado, leiam mais, etc e etc). Elas querem que sejamos livres mas somente prestamos se defendemos os ideais feministas que se contradizem a cada 5 segundos pois nem as feministas realmente acreditam neles.
As gurus sabem bem o motivo desta conversa fiada que sempre foi pura propaganda. Enquanto isto as  feministas vida de gado cérebro lavado ainda acham que o feminismo é tudo aquilo que diz ser e assim defendem absurdos como estes abaixo e cuja origem também é clara. O feminismo sempre foi uma ferramenta do mais puro marxismo cultural.valesca popozuda Londres vergonha
marchas das vadias feministas marxismo culturalmarcha das vadias feminismo mulheres antifeminismo215917_562712947076430_1189381733_n

 valores invertidos feminismo marxismo cultural

»

  1. A intolerância dos “tolerantes” me assusta.Se alguém discorda dessa inversão de valores é chamado de fascista.Eu queria que essas pessoas tivessem noção do que foi o fascismo antes de papagaiar abobrinhas.
    Não sou feminista, luto pela dignidade do ser humano e sou livre.

  2. Você é burra, idiota ou só machista mesmo? Sua ANTA traidora.

    Se fossem estupradas ou espancadas pelos mascus idiotas que nos oprimem talvez o feminismo fosse de serventia, né? Mas como mulheres vagabundas, vadias e prostitutas que dormem com homens, criam um blog para falar mal do feminismo, da Lola, da Simone e tantas outras que lutam contra o capitalismo e os nossos opressores.

    Quem aqui tem moral para falar mal das feministas, quem? E do movimento GLBT que quer somente igualdade e se libertar deste mundo opressor comandado por homens e a maldita igreja que sempre nos oprimiu.

    Vá se esclarecer antes de sair postando merda, suas idiotas burras. Deveriam ser estupradas pelo Kid Bengala para dar valor ao feminismo. Burras. Parem de cuidar dos filhos, cozinhar, lavar e passar e estudem mais. Se informem.

    • Nossa o que aconteceu contigo para usar palavras tão pesadas assim? Você usa palavras ofensivas demais e deseja o mau e o pior deseja que as mulheres parem de cuidar dos filhos. Até a constituição afirma que crianças são incapazes. Crianças precisam ser cuidados pelos pais e pelas mães.
      Não desejo que absolutamente ninguém neste mundo seja estuprada e nem desejo o espancamento a ninguém, mas observo que vocês usam muito estas palavras quando se expressão, parecem estar sempre muito zangadas…muito raivosas. Tenho umas perguntas para você: Tem praia onde você mora? tem clima agradável? Tem praças com muitas árvores? Tem gente bonita? Pois é… Aqui onde eu moro tem.

    • Leiam e releiam o post dessa feminista e reparem como elas funcionam: 1. se vc discorda, eh burra. 2/ Ela ameaca quem nao concorda com elas com a possibilidade de estupro – uma tecnica de vil de intimidacao para alistar mulheres pelo medo 3/ chama de vadias as mulheres q dormem com homens, mostrando que sua mente trabalha na base da fobia aos homens e na suspeita aos homens …em suma, provas do que o post original jah havia criticado : um novo tipo de opresao. Marca de um movimento totalitario

    • Isso aí filha é frustração de não ter nascido com uma piroca!!!! kkkkkkkkkkkkk Ou de não saber o que é sexo de verdade… só deve ter transado com viado, né sapatão dos infernos!!!

  3. Vocês são ignorantes e idiotas tapadas mesmo, hein? Aprendam mais sobre feminismo antes de falarem besteira. Ou então vão fazer o jantar para o maridinho e cuidar dos filhinhos mascus que são mais fortes que as meninas e vocês ainda amamentam. A desigualdade inicia deste o nascimento pois meninos são mais fortes que meninas. E por isso nos oprimem. E vocêsmulheres machistas e opressoras alimentam estes psicopatas.

    Estudem mais. Feminismo nunca foi o oposto de machismo. Feminismo é a luta pelo direito das mulheres contra o patriarcado que nos oprime faz 100.000.000.000 de anos. Lutamos por igualdade.

    Eu, com 13 anos tenho um pai muito machista e opressor. Ele não deixa eu fazer sexo com o meu namorado. Mas eu entendo ele. Ele nasceu nesta cultura machista antiquada que oprime eu e ele também. Eu falei com a minha irmã de 10 anos sobre isso ontem. Ela também entende ele mas ela fica com muita raiva quando o nosso pai não deixa ela namorar também. Deveriamos usar burca? Olhe, vivemos em 2013. Por isso ainda lutamos pela liberdade. Estas frases resumem o feminismo pelo qual lutamos: lugar de mulher é na luta , na revolução contra os homens opressores capitalistas, a porra da BUCETA é minha e meu corpo, minhas regras. A mensagem final : liberdade para as mulheres. Nada mais.

    Tudo isso se resume na luta pela LIBERDADE E IGUALDADE. Assim como a Marcha das Vadias. E nenhuma pessoa pode julgar a liberdade. Nem o Deus que os cegos acreditam, nem Buda, nem Talebans e nem os homens e mulheres machistas.

    Enfim, percebam isso. O patriarcado atinge tudo ao nosso redor e todas as pessoas do universo. Aqui no Ibirapuera aonde moro vejo isso todo o dia da minha sacada. Vejo isso no parque principalmente aonde homens machistas passeiam de carro e ostentam este maldito capitalismo opressor contra o povo negro, humilde e sofredor. Fico triste de ver que burras e idiotas apoiam os mascus capitalistas como o meu pai. Embora eu nunca tenha passado necessidade como uma pessoa pobre eu odeio o meu pai por trabalhar, ter dinheiro e nos sustentar. Ele pensa que isso faz dele um homem honrado. Mas eu entendo que o patriarcado oprime ele assim como oprime todos os seres vivos deste planeta.

    Por favor, antes de falarem besteira eu indico uns livros para vocês se informarem sobre o feminismo: Marilyn French, Simone de Beauvoir, o blog da Lola Aronovich, Lidia Falcón O’Neill e Alice Malsenior Walker e o site lesbianismo politico que embora cause um pouco fala toda as verdades sobre a nossa luta.

    Se modernizem e se atualizem. O feminismo vai muito mais longe que senso comum machista antigo e opressor.

    • continuando… para a querida de 13 anos que odeia o pai por ele ser trabalhador. na vida a gente tem que fazer escolhas ou você vai para as ruas passar fome e ser abusada ou espera pelo tempo certo de sair de casa e por enquanto vá aceitando as chatices de seu pai.
      NA vida não é possível ter tudo.

    • Pode fazer sexo a vontade, só não vai usar o preservativo e o anticoncepcional que foi inventado por homens!
      Vai ver que não vai usufruir tanto do sexo, porque vai andar de gravidez em gravidez… pense nisso.

    • estude vc. o feminismo nasce como forma de construir os padroes de genero, sim, mas acaba caindo no mesmo erro: construindo um novo padrao de feminilidade e demonizando todos os aspectos do tradicionalismo, mesmo aqueles para os quais elas nao tem melhor alternativa. O post eh valido, mesmo para as proprias feministas se autocriticarem e olharem oq estao fazendo de errado: iso eh, escutando pouco, e escutando apenas o que elas querem ouvir

    • quem deve estudar? Em primeiro lugar, o feminismo nao eh um movimento intelectual invulneravel e dono de uma verdade imutavel. Suas teorias e narrativas esao expostas a revisao e a critica, como qualquer outra. Muitas pessoas podem ser a favor da igualdade araves de abordagens diferentes, mais sensiveis aos homens, por exemplo. Outros podem ser a favor do fim do tradicionalismo, sem apelar para o suposto patriarcado e aceitando interpretacoes historicas com menos odio aos homens. Agindo como se a unica alternativa fosse ter a mesma opiniao quevc, vc apenasse expoe ao ridiculo e se assemelha ao totalitarismo. Beauvoir, friedan, comecaram a discussao de genero focando aenas na mulher branca dona de casa. Decadas tiveram q passar antes que a experiencia de mulheres negras e trans fossem ouvidas. Mas ainda hj, querse excluir a voz e a experiencia de mulheres que nao sao radicais o bastante, e mesmo a dos homens que tb sa afetados pelo sexismo. Como um movimento q se diz a favor da emancipacao dos estereotipos opressivos pode, ao mesmo tempo, selecionar aquilo que quer ouvir e permanecer em dogmas antigos?

    • Parei de ler no “Eu, com 13 anos tenho um pai muito machista e opressor. Ele não deixa eu fazer sexo com o meu namorado.” kkkkkkkkkkkkkkk!!! Isso é brincadeira veio??Acho que é zuera na moral!!!kkkkkkkk…Tem 13 anos e quer transar??É isso mesmo??Vai estudar sua retardada, vai virar gente primeiro pra depois arrumar um namoradinho e dar pra ele.

    • Namorado???? hahahahaha você namora um opressor?? O que houve? Sua mãe saiu pra comprar seu toddynho e você resolveu entrar aqui pra falar besteiras? Menina você se acha muito esperta, então saia de casa, largue o opressor e se sustente sozinha, recomendo começar vendendo bala no sinal! ;*

    • MEU-DEUS.

      Eu costumo ficar indignada e brava com esse tipo de comentário, mas eu só consegui gargalhar até o final, francamente KJDASHKJDSHDKJSHDSKJDHSJKDSHDKJSHDKJS.

      Menina, vai pro circo, eles são humildes e pobres e você vai fazer sucesso.

  4. Sabe o que está faltando? Ir pra cima desses grupos feminazis com mais vontade, garra e determinação. Essa gente é irracional e não conhece a linguagem neutra, só xingamentos, ofensas e ameaças.

    Todos os grupos conservadores do Brasil precisam se reunir e arrebentar com tudo essa ideologia de ódio, desmascarando essa farsa sem e sem medo. Esse é o único caminho.

  5. E exatamente o que você colocaram aparece aqui nos comentários. “Feministas” sempre falando “ah, estudem mais, vocês não sabem o que é” quando alguém discorda do argumento delas. Se for homem, é machista, conivente com a cultura do estupro e do patriarcado. Se for mulher, é burra, traidora, amélia e devia ser estuprada. É assim que querem igualdade? Se querem igualdade e são contra o estupro, por que xingam dizendo “quero que você seja estuprada”? E o pior de tudo foi ler isso:

    “Eu, com 13 anos tenho um pai muito machista e opressor. Ele não deixa eu fazer sexo com o meu namorado. Mas eu entendo ele. Ele nasceu nesta cultura machista antiquada que oprime eu e ele também. Eu falei com a minha irmã de 10 anos sobre isso ontem. Ela também entende ele mas ela fica com muita raiva quando o nosso pai não deixa ela namorar também. Deveriamos usar burca? ”

    Essa pirralha (é uma pirralha, com essa idade), com 13 anos, tem um pai que sabe que crianças de 10 e 13 anos, não importando o sexo, deveriam estar vivendo uma INFÂNCIA, e não falando sobre fazer sexo com o namorado. Ele pode ser machista, mas você é uma vítima da cultura de que “tá tudo liberado” e pode dar pra quem quiser, e isso simplesmente roubou sua infância pra te transformar em uma puta, vadia, e livre mirim, que sei lá se já teve a primeira menstruação, mas já tá querendo fazer sexo e falando da irmã de 10 anos. 10 anos… eu nem sabia o que diabos era sexo com 10 anos. Eu não sou feminista, não sou machista, não sou cristão nem nenhum fanático religioso, talvez seja mal informado por pura preguiça, mas não apoio de forma alguma o desrespeito a mulher, gay, lésbica, etc. Eu não apoio o desrespeito a pessoa NENHUMA. Eu não apoio o desrespeito das “feministas” que me veem como estuprador em potencial. Eu não apoio o desrespeito do cara que é visto como piada quando sofre qualquer tipo de agressão contra a mulher, quando o contrário é totalmente repudiado. Eu apoio o respeito aos HUMANOS, sejam lá quem eles forem. Se eles desrespeitarem alguém, que esse alguém não seja punido por que foi contra uma mulher, um homossexual ou um negro, e sim por que ele é um agressor que feriu os direitos de um humano como ele. Não preciso do feminismo pra defender isso, me desculpe. Não preciso MESMO. O feminismo não é a única forma de combate ao desrespeito. Nem toda pessoa que se posiciona contra o feminismo é machista, assim como nem toda pessoa que se posiciona contra o catolicismo é satânico, por exemplo. Quero direitos humanos pra todos, não essa maluquice que é bonitinha quando tá pregada nas paredes mas na prática está gerando uma onda de revolta contra os homens. Os homens são humanos iguais a vocês, iguais em ser diferentes de vocês, assim como “qualquer outra pessoa no universo”, e também merecem respeito.

    • Sim, mas o que elas não entendem é isso, não se trata de sexismo e sim de pessoas e suas personalidades. No auge dos trinta anos eu já vi e passei por muita coisa ruim e difícil, no entanto, não revoltei contra ninguém. A única coisa que não entendo nesse ódio todo é: essas mulheres não tiveram pai ou foram mal tratadas? Meu pai nunca me proibiu de crescer e lutar pelos meus direitos e hoje casada continuo sempre do mesmo jeito. Crescendo, estudando e melhorando de vida, mas jamais em competição com quem quer que seja e sim em conjunto com meu marido. Elas precisam seriamente de tratamento psicológico….

    • O feminismo está transformando seres humanos em monstros.
      Dias atrás estava entrando no metrô, estava cheio, porém tranquilo, quando uma mulher caiu, eu a ajudei no que pude, eu assumo, sou fraca fisicamente, pedi ajuda para um rapaz e ele argumentou da seguinte forma: “Eu não! Para ela depois me acusar de opressor ou estuprador? Ela que levante sozinha!”.
      O que eu pude fazer, a não ser concordar e tentar tirar a moça do caminho?
      No vagão acabei sentando ao lado dele, ele me pediu desculpas e disse que hoje em dia tem receio de até chegar perto de mulheres, já que gentilezas foram intituladas como machismo…

  6. O que é liberdade para vocês? Eu já tenho a minha graças á mulheres de verdade que não precisaram de um movimento para ter seu direitos. Mulheres capazes de fazer seu trabalho de forma tão brilhante que foram reconhecidas. Marie Curie é uma delas, pesquisem… Ela não precisou mostrar os seios, gritar, usar de vandalismo ou muito menos queimar sutiãs.
    Para mim, isso é ser mulher! É da natureza a mulher ser delicada, ser capaz de fazer N tarefas ao mesmo tempo, ser forte sem precisar se masculinizar… Ser mãe! A partir do momento que sou eu que sangro todo mês e que sou eu capaz de carregar uma vida, não há como ser igual ou superior à ninguém! Todos temos nossos papeis e por mais que queiram, isso não irá mudar! Estudem biologia e evolução.
    Querem igualdade com os homens perante à lei? Que tal ficar em casa apenas 3 dias de licença maternidade?
    Hoje em dia o movimento foi banalizado por mulheres que não são capazes de por si só conquistar algo.
    São machistas enrustidas, afinal, usam do sexo e do corpo para conseguirem atenção e todos sabemos que antigamente era assim que se referiam à mulher: Uma puta (tenho respeito à prostitutas. Não apoio, afinal há N formas de conquistar seu sustento, mas essas pelo menos recebem por seus serviços.), apenas um objeto carnal, mas capaz de derrubar impérios apenas com uma bela chave de buceta (falando o português claro!).
    Não, eu não preciso desse feminismo barato de mulheres incapazes de usar sua inteligência, chegando à ser nojentas, lutando a favor de assassinato (aborto para mim é isso, a não ser que a criança seja diagnosticada com alguma doença grave ou que o feto fará mau à saúde da mãe. Abortar por abortar, jamais! na hora de virar os olhinhos soube, né?)…
    Enfim, eu sou mulher, trabalho, estudo, cuido de minha casa e de meu namorado com muito orgulho! Não uso roupas curtas, ou decotes que vão até o umbigo, não preciso disso para ter a atenção que eu mereço. Gosto de andar do lado de “dentro” da calçada, gosto de ter portas abertas e fechadas. Gosto de ser cuidada e mimada…
    Resumindo: as tais “vadias” não passam de mulheres que sofreram grande decepções amorosas com homens e agora têm aversão à eles…

  7. Pingback: Intolerância das feministas. Aonde esta o seu direito de pensar diferente? | Pense Livre....

  8. Olha sou homem sabe vejo feminista , se refirindo a homem como um monstro sabe pra que isso ?
    Na vida existe mulher que nao presta ,existe mulher que abusa de menor , existe ,mulher mau amada, e mulher que trabalha o ego 24 horas .

    Assim como existe homem que abusa de menor e de mulheres Mais essas pessoas que abusam de mulher e de menor nao é uma pessoa certa . eu como homem digo isso nenhum homem em sua condição mental normal abusaria de uma mulher ou criança .

    eu tenho namorada amo ela ,protejo ela sempre cuido dela
    ela é o amor da minha vida dividimos tudo contas, tudo 🙂 ninguem se aproveita de ninguem afinal
    somos parceiros o que quero dizer que é ridiculo isso de influenciar as mulheres nao amar a familia filhos Deus é a favor da familia gente nada como ter uma familia vei
    então vamos mudar esse mundo ou pelo menos tentar a vida ja é tão xata e pessoas paranoicas espalhando noias pela ai so vai piorar .

    Desejo que Deus abençoe a todos vei e que voces sejam felizes hoje e sempre .

    • Essa coitada que agora tem 16 anos, por causa da liberdade sexual que o feminismo ensina, já deve ser mãe. Vai penar grávida adolescente, perder a juventude. Se já não tiver abortado..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s