Mulheres cultas e trabalhadoras ameaçadas por serem contra o feminismo e suas mentiras.

Padrão

Algumas pessoas desconhecem que existem outras mulheres que lutam ativamente contra o feminismo. Sim, este raivoso movimento que mente nos representar possui outras mulheres contra ele. Existe esta falsa propaganda feminista na sociedade como se toda mulher devesser ser feminista, pois de algum modo devemos algo a ele e isto é coisa de mulher”moderna” pois o feminismo “promete o futuro”. Esta pressão é muita usada por feministas que deixam a entender serem as “verdadeiras defensoras” da verdade sobre serem mulheres e o papel da mulher na sociedade segundo as feministas. Tudo é propaganda feminista. Uma mentirosa propaganda. Este post tem o objetivo de enfatizar que existem MUITAS  outras mulheres contra o feminismo e que nunca devemos nada a ele. Estas outras mulheres foram ameaçadas como também fomos e também foram censuradas pelos movimentos feministas. Liberdade, respeito, igualdade? Puras mentiras feministas da ditatura feminista hoje existente no Brasil. O movimento feminista é uma ditadura que censura e condena quem discorde delas. Todas as outras mulheres abaixo aqui sofreram com isso também.

Erin Pizzey: trabalhadora social inglesa que possui um tradicional abrigo para homens e mulheres que sofrem de abusos domésticos. Erin é uma ex-feminista e decidiu abandonar as feministas por notar a verdade escondida embaixo dos movimentos feministas que usavam de falsa propaganda como “amor, igualdade, paz, liberdade etc” e outras mentiras do mito paz e amor para outros fins. Erin descobriu que mulheres abusam de homens e violentam homens fisicamente ou psicologicamente semelhante a homens que maltratam mulheres. Isto na época foi algo novo que fugia do conto feminista que homens sempre maltratam mulheres. Erin descobriu que ambos os sexos podem ser violentos e podem gerar crianças violentas em um ciclo vicioso o que é perigoso para todos. Erin quis falar a verdade mas foi censurada pelo movimento feminista que era feliz com a verdade oculta, pois neste ciclo vicioso a estrutura familiar era arruinada, tendo o homem sempre como culpado.  Além disso, o movimento feminista lucrava com esta mentira por desviar incentivos financeiros do governo para fins feministas, sempre tendo o homem como culpado. Casos de injustiça eram considerados justiça por politacamente correto. Por falar a verdade, Erin sofreu ameaças de morte por parte das feministas, teve o seu cachorro morto e precisou mudar de continente por motivos de segurança.

Esther Margareta Katzen, mais conhecida como Esther Vilar: escritora, mais conhecida pelo seu livro de 1971, O Homem Domado, e suas continuações, que argumentam, ao contrário da retórica feminista e dos direitos femininos, que as mulheres em culturas industrializadas não são oprimidas, e que ao invés disso exploram um sistema bem estabelecido de manipulação dos homens.  Nele, ela alega que as mulheres não são oprimidas pelos homens, mas os controlam em um relacionamento que é vantajoso à elas mas no qual a maioria dos homens não tomam ciência.

Debateu com gurus feministas que a ofenderam sem refutar os seus argumentos. Pelas as controvérsias em torno do livro sofreu  ameaças de morte de grupos feministas.

Algumas das estratégias descritas no livro e usadas pelas mulheres segundo a autora são: atrair homens com sexo, usando estratégias de sedução; Usar o elogio para controlar homens administrando-o com cuidado; Usar chantagem emocional como meio de controlar os homens; Uso de amor e romance como um pretexto para disfarçar suas intenções e motivos reais.

Michele Elliott– Mestre em psicologia, autora, professora e trabalhadora social especializada em crianças. Em 1992, Elliott publicou seu livro “Abuso Sexual de Crianças Feminino, o último tabu “, o primeiro livro a abordar a questão do abuso sexual por mulheres. O livro foi bem recebido pelos profissionais e organizações. Mike Lew descreveu como” um trabalho importante e desafiador “, ajudando a” forjar uma nova compreensão das questões “. Doody anual afirmou que era” um livro extremamente valioso para todos os profissionais, e isso aumenta muito o estado atual do conhecimento, ou a falta que conhecimento, que pode ter uma profunda influência sobre o desenvolvimento da sobrevivência e recuperação “.

Trabalho de Elliott em expor a questão da pedofilia feminina também resultou na hostilidade de feministas que quiserem censurar o livro como fizerem com outros casos de mulheres que falavam a verdade contra a “verdade feminista”. Ao divulgar Abuso Sexual de Crianças Feminino Elliott organizou uma conferência em Londres sobre o abuso sexual por mulheres  e sofreu ameaças. Depois de publicar o livro Elliott foi sujeita a um “dilúvio” de mensagens de ódio das feministas.

Christina Hoff. Christina Hoff Sommers é uma autora americana e ex-professora de filosofia que é conhecida por sua crítica do feminismo do final do século 20, e seus escritos sobre o feminismo na cultura americana contemporânea. Seus livros mais discutidos sãoWho Stole Feminism?: How Women Have Betrayed Women e The War Against Boys: How Misguided Feminism Is Harming Our Young Men. Christina fala sobre a desinformação muitas vezes proposital sobre a violência doméstica contra a mulher, a raiva de feministas contra homens, violência doméstica contra os homens/ meninos e sobre dados manipulados pela mídia feminista.

Karen Straughan (Girl Writes That). Vlogueira e blogueira que desmascara as feministas e os dogmas feministas como “cultura do estupro”, “homens ganham mais”, “homens isso, aquilo”, “mulheres sempre foram vítimas do sistema”, etc. Ela questiona o mundo visto pelas feministas e os reais motivos do movimento feminista. Também sofre ameças por partes das feministas que em geral sempre repetem a mesma conversa.

Suzanne Wenker é vice-presidente do Centro de Política Casamento e autora de quatro livros, incluindo How to Choose a Husband (And Make Peace With Marriage) (February 2013), The War on Men (February 2013, eBook only), The Flipside of Feminism (2011), and 7 Myths of Working Mothers (2004).

Suzanne é uma colaboradora freqüente do Fox News.com e tem escrito extensivamente sobre política, educação de filhos, e a influência do feminismo na sociedade americana. Seu trabalho foi publicado no New York Post, St. Louis Post-Dispatch, Parents.com, Human Events, National Review Online, e CNSnews.com. Além disso, Suzanne apareceu no ABC, CNN, FOX, C-Span, e outros canais, bem como de programas de rádio de todo o país.

Seu primeiro livro, 7 Myths of Working Mothers, argumenta que as crianças e carreiras exigentes são incompatíveis. O Flipside of feminism, lançado em 2011, é uma conta explosiva dos danos deixados na esteira do movimento feminista. Seu original de e-book,  The war on men, é um olhar, concisa autoritária no mito da igualdade de gênero. E seu mais recente lançamento, How to Choose a Husband (And Make Peace With Marriage), lança um olhar duro para a revolução sexual e incentiva as mulheres a rejeitar o roteiro cultural têm sido vendidos sobre o amor, o sexo, os homens eo casamento.

Ayn Rand.Nascida Alissa Zinovievna Rosenbaum, de origem judaico-russa , em 1905, Ayn Rand deixou seu país, ao completar 21 anos de idade, rumo aos Estados Unidos, supostamente para visitar parentes, mas, de fato, com a intenção de por lá ficar. Na terra natal, com a revolução russa e a vitória final dos comunistas, sua família de classe-média, que fugira para a Criméia, teve seus bens confiscados e ficou na miséria. Mesmo assim, de volta a Petrogrado, Alissa conseguiu se formar, em 1924, em Filosofia e História na universidade local e, no ano seguinte, 1925, logrou obter permissão para visitar parentes nos EUA, a terra da liberdade, como aprendera nas aulas de história ainda no secundário. Nunca mais retornou. Foi escritora, dramaturga, roteirista e controversa filósofa origem,  mais conhecida por desenvolver um sistema filosófico chamado de Objetivismo, e por seus romances The Fountainhead (que foi lançado no Brasil com o título de “A Nascente” e deu origem a um filme homónimo conhecido no Brasil por “Vontade Indômita”) e Atlas Shrugged (“A Revolta de Atlas” no Brasil). Nascida e educada na Rússia, Rand emigrou para os Estados Unidos em 1926. Ela trabalhou como roteirista em Hollywood e teve uma peça produzida na Broadway, em 1935-1936. Ela alcançou a fama com seu romance The Fountainhead, publicado em 1943, que em 1957 foi seguido por seu melhor e mais conhecido trabalho, o romance filosófico Atlas Shrugged.

Talyta Caravalho. Filósofa especialista em renascença e mestre em ciências da religião pela PUC-SP. Escreveu um texto interessante na Folha de SP (que publicamos aqui no nosso blog) sobre o feminismo no contexto atual e se transformou imediatamente em um alvo por parte das feministas. Feminstas além de repetirem a mesma conversa marxista cultural e a atacarem pessoalmente com argumentos antigos fizeram campanhas contra Talyta. Uma amostra de censura ditatorial feminista.

Kelly Mac. Blogueira que é contra o feminismo por ele atualmente ser praticamente anti-homem. O blog dela é awomanagainstfeminism.blogspot.com

camile paglia

Camille Paglia. Outra mulher dissidente do movimento feminista, Camille faz profundos questionamentos sobre o movimento que diz nos representar. Ela possui uma célebre fase sobre a marcha das vadias: ““Não se chame de vadia a não ser que você esteja preparada para viver e se defender como tal”. Ela também foi entrevistada pela revista ÉPOCA aonde quem quiser pode ler a entrevista aqui. Segundo ela a biologia supera ideologia e isso é uma coisa que bate de frente com a ideologia da seita feminista.

Gertrud von Le Fort. Famosa escritora alemã de romances, poemas e ensaios. Estudou teologia e filosofia. Nasceu em 1876 e faleceu em 1971. Teve a sua face em selos postais como uma homenagem da Alemanha ao seu trabalho.

»

      • pois eu sou feminista e vou te dizer que tu pensa e faz o que quiser, mas depois nao vem encher o saco, pedindo ajuda da policia ou de medico que tem mais o que fazer que ajudar prostituta enrustida de esposa.

        e quem fala por ti, a televisao??? o BBB. Aposto que teu sonho e ser panicat hahahaha

        tu fala esse monte de merda para agradar homem, ta buscando namorado ou marido que te sustente???? pois querida maos a obra, aqui na europa as reformas ja tiraram pensoes de divorcio e de viuvas, vou explicar, se casar e nao trabalhar teu problema, o governo ja nao banca mais mulher vagabunda que fica en casa sendo feminina.

        Alias feminina so da prejuizo, eu nao quero trabalhar e pagar imposto para sustentar gente que n trabalha, e entre estas estao as femininas.

      • que tal estudar um pouquinho??? tipo saber sobre a legislaçao que as feminsitas conseguiram mudar, e nao to falando da lei Maria da PenhA, que nem a historia conhece, mas te explico, uma corte de justiça internacional e nao juizionho concursado, condeno o Brasil por nao prestar ajuda policial e juridica a uma pessoa que estava sendo ameaçada de morte, simplesmente porque era o ex marido.

        Que tal te perguntar o que sustenta a familia? sera que nao o trabalho gratis das mulheres, e nao digo so de filhas e filhos, mas de pessoas ancianas, doentes… Tem certeza que tu quer ser obrigada a parir como se fosse uma vaca? en vez de estar com essa hstorieta de favor a vida?

        Tontaaaaa, estuda por favor, e que so começar a ler esse blog ja da preguiça de tanta bobagem e falta de cultura, tu nem ideia de historia….o basico do basico…..

    • Confesso que nunca li um texto tão ridículo como esse. Feministas NÃO odeiam os homens, nós queremos IGUALDADE, talvez você possa se informar mais antes de fazer um texto machista como esse. As mulheres ainda ganham menos que os homens, tem ainda a cultura do estupro entre várias outras coisas em que os homens ainda estão acima das mulheres. Obviamente com o passar dos tempos, as coisas estão evoluindo, ou você prefere a época em que a mulher não passava de uma submissa que não tinha sequer o direito de falar? Querida, os tempos mudaram e isso foi graças ao feminismo, foi ele que agora fez com que todas essas mulheres que você citou no seu texto pudessem um dia trabalhar, estudar, ter voz! Sinceramente não entendo como uma mulher pode ser machista. Eu não acho que mulheres são sensíveis e frágeis, muito pelo contrário e não tenho raiva dos homens, essas mulheres são chamadas de sextremistas (como por exemplo o grupo Femen) então por que você não pesquisa antes? Tenho 16 anos e já sou feminista e com orgulho, afinal se não fosse o feminismo não teria o direito nem de levantar a voz para um homem, agora imagina poder usar a internet e fazer outras coisas que eu faço normalmente no meu dia a dia? Sem dúvidas não poderíamos usar/fazer e mesmo se pudéssemos não conseguiríamos porque não teríamos qualquer sabedoria, afinal mulheres não podiam estudar. E se você pensar que o machismo já acabou leia o livro As mulheres de Cabul, talvez pode ter DIMINUÍDO no Brasil, mas em muitos outros lugares do mundo o machismo ainda é absurdo e os homens tratam as mulheres como meros objetos que só servem para os satisfazer sexualmente e serem donas de casa, esse é o tipo de vida que você gostaria de levar?

      • Vc deve provar o que fala, feminista. Nos chama de mulheres machistas por discordar de vc? Mas não são vcs mesmas que dizem que o oposto do feminismo não é machismo? Nem vc acredita no teu movimento, massa de manobra barata. Nem vc conhece ele o bastante. Vc repete o que todas repetem e quer passar por intelectual ao negar fatos?

      • Você quer provas de que? Quer provas de que mulheres continuam sendo espancadas,usadas como sex symbol, estupradas e não valorizadas pelos homens? Eu não sei em qual sociedade você vive mas na minha isso ainda é frequente, se quer provas basta ligar a tv e assistir um jornal que verá que essa é sim nossa realidade, infelizmente. Se vocês não são machistas então como se classificam?
        E sobre a sua pergunta (mesmo se for retórica eu responderei) “nos chamam de mulheres machistas por discordar de vc”, NÃO, eu não te chamo de machista por discordar de mim, estou te chamando de machista porque li alguns dos seus textos e vi que você é sim machista, vou dar um pequeno exemplo do ultimo texto que li sobre “Nicole Bahls, Gerald Thomas, a cultura do estupro e o patriarcado: teorias feministas” , em uma parte que você diz: “eu nunca ensinaria a minha filha a ser vulgar, se comportar como piriguete-feminista-vitimista. Ela nunca se prestaria a este papel ou se envolveria com este tipo de gente. Nunca ensinaria a minha filha a fazer este tipo de escolha e fugir da responsabilidade de como se comporta, como se veste, como se mostra e do seu papel como mulher e ser humano de bem. Nunca.” Essa é uma das típicas frases de pessoa machista, como assim você não ensinaria sua filha a ser vulgar? O que você faria se ela crescesse e decidisse ser uma ”piriguete” como você disse? Você não poderia controlar as escolhas da sua filha, e o que há de mal em ela fazer o que quiser com o próprio corpo e agir do jeito que ela bem entender? Lendo esse seu comentario me lembrei de muitas pessoas que dizem que “vou criar bem meu/minha filhx; não vou deixar ele/ela ser homossexual” você também pensa assim? Deixando claro que é apenas uma PERGUNTA (vou deixar claro porque aqui é fácil de interpretarem as coisas de forma errada), porque quem pensa que pode criar uma personalidade para a pessoa tbm pensaria assim.
        Ah, e apenas por estar questionando seu “anti feminismo” estou tentando me passar por intelectual? .-.

      • KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!! Mais uma Vez a Palavra Machismo é VOMITADA aqui, Machismo isso, machismo aquilo. Feministas modernas (pois respeito aquelas do início do século XX que queriam ter direito a trabalhar) são um bando de mulheres que criaram conceitos absurdos sobre sobrevivência e sociedade, trata o homem como capacho e se algum deles pensar que as mulheres são melhores nos afazeres domésticos ou trabalhando em áreas de secretariado e gabinete, são automaticamente ACHINCALHADOS pelo movimento feminista e são moralmente jogados na lama. Machismo nada mais seria que o “Orgulho do homem de ser Macho” de Procriar sua espécie e PROTEGER sua família de determinados conflitos e eventualidades onde o RESPEITO entre as DIFERENÇAS se faz presente. Sexualidade e conquista estão diretamente ligadas ao machismo, como o homem que busca a sua companheira para constituir família, depois disso Se obteve RESPEITO. Não confunda Machismo com MISOGINIA imbecis.

      • Nossa senhora, vc é muito arrogante pra alguém com tão baixo intelecto (embora ser intelectual não significa necessariamente ser inteligente), seus questionamentos são todos falaciosos, você atacou, atacou e atacou o blog e no final das contas não mudou o fato apresentado de que MULHERES QUE SÃO CONTRA O FEMINISMO SOFREM AMEAÇAS DO MOVIMENTO TERRORISTA FEMINISTA. Não adianta ficar acusando as pessoas de machismo pra mudar de assunto e fugir da responsabilidade ,aprenda a aceitar críticas, pois seu tão querido movimento está longe da perfeição. Vou desconstruir algumas das suas falácias para mostrar seu nível de estupidez:

        “…E sobre a sua pergunta (mesmo se for retórica eu responderei) “nos chamam de mulheres machistas por discordar de vc”, NÃO, eu não te chamo de machista por discordar de mim, estou te chamando de machista porque li alguns dos seus textos e vi que você é sim machista, vou dar um pequeno exemplo do ultimo texto que li sobre “Nicole Bahls, Gerald Thomas, a cultura do estupro e o patriarcado: teorias feministas” , em uma parte que você diz: “eu nunca ensinaria a minha filha a ser vulgar, se comportar como piriguete-feminista-vitimista. Ela nunca se prestaria a este papel ou se envolveria com este tipo de gente. Nunca ensinaria a minha filha a fazer este tipo de escolha e fugir da responsabilidade de como se comporta, como se veste, como se mostra e do seu papel como mulher e ser humano de bem. Nunca.” Essa é uma das típicas frases de pessoa machista, como assim você não ensinaria sua filha a ser vulgar?

        R: Então quer dizer que dar VALORES para nossos filhos é machismo? PUTA QUE PARIU, na minha terra não chamamos isso de machismo, chamamos de bom senso lol. Eu é que pergunto, em que mundo você vive? Isso prova que você é pura massa de manobra barata mesmo, afinal de contas, você diz que a dona do blog é machista pelo fato dela defender valores que considera importantes, ou seja, VOCÊ DEIXA ESCANCARADO QUE O FEMINISMO QUER A DESTRUIÇÃO DOS VALORES FAMILIARES. Engraçado, o nome dado a “valores familiares” por feministas é “OPRESSÃO” lol.

        “…O que você faria se ela crescesse e decidisse ser uma ”piriguete” como você disse? Você não poderia controlar as escolhas da sua filha, e o que há de mal em ela fazer o que quiser com o próprio corpo e agir do jeito que ela bem entender?…”

        R: Os filhos são livres, cada um deve escolher o próprio caminho, se a filha decidisse ser uma piriguete, problema dela, seria decepcionante, mas aceitável, mas a diferença é que ela escolheu esse caminho pra ela mesma, deve encarar as responsabilidades pois NÃO FORAM OS PAIS QUE INCENTIVARAM ESSE COMPORTAMENTO, compreende a diferença? É como falei acima, passamos valores familiares aos nossos filhos (coisa que vocês feministas detestam, né?) pois são importantes especialmente para protegê-los em todos os sentidos.

        “Lendo esse seu comentario me lembrei de muitas pessoas que dizem que “vou criar bem meu/minha filhx; não vou deixar ele/ela ser homossexual” você também pensa assim? ”

        R: Aqui está a prova final, por causa disso você não é levada a sério por nenhuma pessoa desse blog. Isso que você está fazendo é o que chamamos de “falácia ad hominem”, sabe o que é isso? Como você é imatura demais, não conseguindo refutar os argumentos apresentados, então você resolve atacar o caráter da pessoa, implicitamente acusando-a de homofobia. Percebe aqui o quanto você está sendo ridícula? Você só atacou, sem rebater nenhum argumento ou fato, e MULHERES QUE SÃO CONTRA O FEMINISMO AINDA CONTINUAM SOFRENDO AMEAÇAS DO MOVIMENTO TERRORISTA FEMINISTA hahaha.

        DEFINIÇÃO DE ATAQUE AD HOMINEM: “Ataques ad hominem podem assumir a forma de golpes pessoais e diretos contra alguém, ou mais sutilmente jogar dúvida no seu caráter ou atributos pessoais. O resultado desejado de um ataquead hominem é prejudicar o oponente de alguém sem precisar de fato se engajar no argumento dele ou apresentar um próprio.”

        “…Deixando claro que é apenas uma PERGUNTA (vou deixar claro porque aqui é fácil de interpretarem as coisas de forma errada)…”

        R: Ninguém aqui é burro, sabemos o que você fez, atacou o caráter alheio de forma implícita, típica atitude feminista, ataca, ataca e ataca e no final das contas não assume responsabilidades (afinal, assumir responsabilidades é contra a agenda feminista lol). Não se preocupe, não “interpretaremos de forma errada”, sua falácia já foi desmascarada, não tente tirar o seu da reta com atitudes ambíguas.

        “… porque quem pensa que pode criar uma personalidade para a pessoa tbm pensaria assim.”

        R: Mais outra falácia. A autora do blog nunca disse que queria “criar uma personalidade para a pessoa” (obviamente estamos falando dos filhos), ELA APENAS DEFENDEU CERTOS VALORES, você é tão fanática, a ponto do seu ódio ser tão profundo, que começa a imaginar tudo de ruim de pessoas que são contra seu movimento. Aqui você já começa a sair do ridículo.

        “Ah, e apenas por estar questionando seu “anti feminismo” estou tentando me passar por intelectual? .-.”

        R: Como provei nesse texto, VOCÊ NÃO QUESTIONOU PORCARIA NENHUMA, tudo que você fez foi atacar o caráter da pessoa sem desconstruir os argumentos ,afinal de contas, NO FINAL,MULHERES QUE SÃO CONTRA O FEMINISMO CONTINUARAM SOFRENDO AMEAÇAS DO MOVIMENTO TERRORISTA FEMINISTA lol.

        Como pode ver, não adianta vir aqui armada apenas com seu ódio.Assim você apenas envergonha ainda mais seu querido movimento. Faz assim, chama sua matriarca feminista pra vir aqui debater, pois não é possível manter um diálogo maduro contigo. Tem também uma outra opção, volte daqui a uns 8 anos quando já tiver mais maturidade e puder construir argumentos e questionamentos válidos a respeito do assunto.

        Por último, aqui vai uma frase que vejo muito nesse blog, especialmente pra você querida feminista que incentiva a promiscuidade:

        -“Para as feministas sem responsabilidade que tem medo de separar o joio do trigo e piriguetes eu deixo a dica:só existe uma única raça que defende mulher promíscua,vulgar e baixa. A própria.”

      • No dia em que você reclamar que paga mais barato na balada por que o dono é “machista” , eu te dou meu respeito! Beijo s2

      • Pois é…lutam por direitos iguais ao do homem mas nunca reclamam por pagar mais barato em baladas devido a ser mulher ,aí ninguém acusa ninguém de machismo…á feminista que está com o nome de Kennito é quem deveria ir estudar ao invés de mandar os outros…aproveita as inúmeras conquistas das mulheres,inclusive á do direito de pode estudar e vá estudar por favor,nunca vi um português tão medonho ,não nos envergonhe por favor ,querida…Além de burra é rídicula,chamar quem é esposa de prostituta enrustida,agora ser casada e ter filhos é ser prostituta enrustida só porque tem um marido,faz sexo com ele e tem filhos com ele ????kkkkkk,faz me rir…quer dizer que mulher tem que ser solteira,sem filhos não pode ser esposa ,porque se for é prostituta enrustida de um homem só,kkkkk….Vou te falar uma coisa: Sou casada,tenho 2 filhos,trabalho fora ,ajudo a formar a renda da minha casa e além de tudo isso cuido da minha casa e dos meus filhos com a ajuda do meu marido e não deixo de ser mais mulher ou menos por isso e não é uma “semi-analfabeta” com idéias idiotas que vai me fazer me sentir assim ou menos mulher ou uma prostituta enrustida só por ser esposa…Vá se orientar na vida vai flor…

      • As feministas são seres retardados que não se conformam com o seu gênero e muitas se transformam em lésbicas. Quando casam são tão odiosas que não há homem que as suportam e elas fatalmente levaram um pé na bunda.Elas não querem igualdade. Querem é submeter os homens aos seus caprichos depravados. No Canadá as mulheres levam os amantes para dentro de suas próprias casa nas fuças de seus próprio maridos e tudo isso é legal porque essas tresloucadas não são capazes de raciocinar com clareza.
        Quando começou o movimento feminismo décadas atrás a líder do movimento defendia que todos os homens fossem exterminados ela é tão burra que não percebe que os dois gêneros são importantes se o homem ou a mulher for extinto toda a humanidade será extinta também.

  1. Pingback: Mulheres cultas e trabalhadoras ameaçadas por serem contra o feminismo e suas mentiras | Direitas Já!

  2. A humanidade agradeçe à resistecia, senhoritas (:
    favoritei o blog.. excelente!
    Sempre gostei de debater (e discordar) desse movimento mentiroso. Parece que não estou sozinho haha

  3. Uau! Ver que ainda existem mulheres com bom senso nessa sociedade é quase que inacreditável, apesar de tudo, acredito que vcs ainda são uma grande minoria em relação às feministas, afinal, ser feminista hj em dia é a regra e não a exceção. Encontrei o blog de vcs pesquisando sobre Esther Villar, fiquei abismado com a inteligência e paciência dela no debate contra Alice Shcwarzer (uma representante das feministas na época). Esse vídeo vale ouro, pois foi o único que encontrei nesse sentido, um debate entre uma mulher feminista e uma não feminista (se identificaram? rs). Ela realmente destrói a feminista com argumentações coerentes, enquanto a outra, com raiva, começa a acusá-la de fascista, sexista, racista, dizer que ela é uma “traidora do gênero” (sim, pelo que vi, é isso o que feministas realmente pensam de mulheres que não são feministas, “traidoras do gênero”). É uma pena que o vídeo só possui legendas em inglês, mas pra quem manja, recomendo assistir, são 45 minutos divertidos, é como ver um reprise do blog de vcs, vcs apresentam suas opiniões, enquanto isso ,feministas que não possuem argumentos sólidos ou não conseguem refutar, simplesmente partem pra agressão, tentando diminuir ou ridicularizar o blog haha.

  4. Pingback: Mulheres contra o feminismo ao redor do mundo (não precisamos do feminismo e nem das feministas) | Liberdade Econômica

  5. O tema é muito interessante e necessário. Mas infelizmente, não estou vendo debate de idéias, ainda que antagônicas, apenas ataques pessoais de ambas as partes. As pessoas ficam apenas dizendo que as outras são imbecis ou imaturas por terem ponto de vista diferentes. Não dá mesmo. Fica para uma próxima.

      • Eu percebi que este blog é bastante veemente com os comentários feministas. Acho rígido, mas não acho errado. Pelo que percebemos, comentários feministas em blogs anti-feministas não costumam levar a nada além de confusão, além delas sempre se repetirem, não pensar no que dizemos e ignorar os textos. Acho mesmo que tem que ignorar, porque já deu pra perceber que o debate não leva a nada.

        Além disso, dizem que ignorar dói mais que debater.

  6. O verdadeiro homem honra, respeita e ama uma mãe de família, dando-lhe a faculdade de trabalhar ou não. Se a mulher deseja cuidar das crianças, educando-lhes e ensinando-lhes valores morais, não há conduta mais digna de admiração. em disse:

    Excelente blog!

  7. Acho que vocês deveriam criar uma identidade, ou um conceito, para representar essa ideia anti-feminista, pq o blog de vocês acaba sendo utilizado por machistas, sexistas e conservadores (as femistas utilizam do feminismo, ahuahauha) para criticar o feminismo, mesmo os motivos não sendo os mesmos. Aliás, foi isso que fizeram o Testosterona, utilizando das imagens das mulheres dizendo que eram contra o feminismo. Utilizaram um post interessante de modo a praticar o machismo grosseiro deles.

    O blog me parece interessante, apesar de eu discordar de vocês se dizerem anti-feministas. Na verdade, acho que vocês são feministas e elas são neo. Assim, temos um conceito simples e incrivelmente ágil. (um outro cara já disse isso aqui, vocês não responderam, eu gostaria de que respondessem argumentando, ou então me dessem o link de um post que discuta sobre ^^)

    Obs.: vocês são contra tudo que as feministas lutam, como o direito ao aborto? Me identifico com algumas lutas delas, tal como essa, é por isso que apoiei o movimento até agora, mesmo achando ruim ter que engolir coisas como tal misandria de muitas.

    Agradeço,

    • Olha, o Conservadorismo é uma linha política tão aceitável quanto qualquer outra e nos escusamos do direito de segui-lo se quisermos. Antes, eu nem gostava muito do meu pai porque ele era conservador e tudo o que eu sabia sobre isso é que era ruim e algo antigo e ultrapassado. Depois de pesquisar um pouco, percebi que era só uma mentalidade como as outras, só que parecia com a minha. Acho que dá pra dizer que, se não todos, a grandessíssima maioria dos conservadores é anti-feminista.
      Com anti-feminista, eu quero dizer (mas não falo pelo blog, podemos diferir neste ponto) uma pessoa que não segue nem apoia o movimento. Assim como pode-se não seguir ou apoiar um partido político, como pode-se ou não seguir ou apoiar qualquer outro movimento. Alguns gostam de mentir que “toda mulher é feminista”. Não se nasce apoiando nenhum tipo de ideia. Eu por exemplo, não apoio as delas.
      Alguns poucos anti-feministas apoiam o aborto, mas a grande maioria não. Poderia dizer porque, mas acho mais fácil que procure em algum site, de preferência conservador ou católico, porque os sites anti-feministas, apesar de tocarem bastante no assunto, focam-se mais em desmentir o movimento e menos na questão do aborto em si.
      Então, se quiser dar uma olhada em alguns desses sites, é só pedir que te passo os melhores que conheço.

  8. As feministas donas do mundo e da razao, dizem que nunca viram algo tao ridiculo quanto seu texto machista, vo dize o que e ridiculo de verdade: acusar esse texto de machista e ridiculo, e opressivo, em qual parte desse texto fala que lugar de mulher e na cozinha? Isso seria machismo, agora mostrar que o suposto movimento que defende as mulheres atka as que falam qualquer coisa contra ele, nao tem nada de machista, na verdade nem envolve macho nisso, uma mulher falando contra um movimento de mulheres que a atakam, onde tem macho no meio? Nao tem nada de machismo nisso, vcs feminazi e que querem dominar a mulher, isso mesmo! Se antigamente a mulher foi dominada pelos homens, hoje e uma maronete nas maos do feminismo!

  9. Avante meninas, não se curvem à esta corja feminista que quer subjugá-las,verdadeiras bruxas inquisidoras, elas tem é inveja de moças femininas e mães de família, a maioria é seca, feia, mau humorada, histérica, e odeiam crianças ( principalmente se forem do sexo masculino…novidade!)

    Neo-nazistas de saia, vampiras de energia deixem nós mulheres de verdade e nossos maridos em paz…vocês não sabem o que é a felicidade de ter marido e filhos, me sinto realizada…e antes que falem das suas, eu trabalho e cuido de casa com muito orgulho, meu marido me ama!

    • Avante! meninas, vamus defender a familia tradicional, vamos evitar a igualdade social, pq somos mulheres q temos maridos q nos sustentam mto bem! pq não precisamos pensar em argumentos nenhum, nossos maridos e filhos trabalham e nós temos um emprego q embora não dê mto dinheiro, é o suficiente para comprar 1 bolsa por semana; avante pq nós não entendemos a diferença entre feminismo e sexismo e não iremos atrás, pq é mto mais fácil seremos tapadas do q gastar energia pensando nos argumentos de outras mulheres. Avante porque somos e seremos sempre livres pra fazermos o q nossos maridos quiserem q façamos. e fazemos. Ai q coisa gostosa n ter nada pra lutar e ficar sentadinha nessa cadeira de balanço gastando o tempo da minha vida vazia.

      • ???

        Feminista surtando e criando um espantalho para bater e querendo colocar palavras em bocas alheias. Feminista, vai estudar sobre o seu movimento cego que vc nem sabe direito o que defende, vai defender incesto e outras coisas mais. Vir ameaçar, falar besteira e fazer propaganda hippie paz, amor e igualdade é péssima fé e de uma falsidade exemplar.

      • Pelo contrário, se não tiver nada contra o que lutar vamos criar monstros feitos de moinhos de vento para justificar o nosso movimento fracassado

    • Eu concordo com sua palavras. Nós seres humanos devemos usar a inteligência que Deus nos deu. Um homem de verdade sempre procurará fazer o seu melhor para sua família , seu trabalho e para a sociedade. O feminismo é um erro assim como o machismo ridículo também o é. Ser bom é uma escolha para o homem bem como para a mulher.

  10. Pingback: Mulheres cultas e trabalhadoras ameaçadas por serem contra o feminismo e suas mentiras. | Contra Feminismo

  11. Pingback: Mulheres antifeminismo: Como feministas querem que nós mães eduquemos nossos filhos e filhas. | Mulheres contra o feminismo

  12. feministas não passam de pessoas recalcadas e frustradas, sem perspectiva nenhuma de uma vida saudavel, querendo compensar sua podridão intelectual e sobreviver de migalhas a serem consquistadas por esse movimento, nunca serao! Serao apenas quarentonas, frustradas, sem filhos, sem passar nada de importante aos descendentes que nunca terao!

  13. Joana D’arc, Madre Teresa de Calcutá, e até a própria “Maria da Penha”(que não precisou sair com os peitos de fora na rua para lutar pela sua causa) e que são verdadeiros exemplos femininos na minha opinião, e não estas doentes mentais, retardadas, fracassadas e psicóticas feministas atuais! Duvido que estas femininas atuais teriam a coragem de fazer o que estas mulheres fizeram!

  14. Amo o Blog e sigo no facebook. Não devemos nos preocupar com as feministas, deixem elas morrem de gritar e sangrar em via pública. As mulheres normais continuam vivendo em sociedade em perfeita harmonia com os homens, que simplesmente ignoram a existência de feminismo. Nós mulheres contra o feminismo devemos fazer o mesmo, somente ignorar e rir dos devaneios e insanidades dessas pobres coitadas. Amei o Texto gosto mto dos argumentos da Ayn Rand sobre o antifeminismo, sobre principalmente sobre a inveja. Parabéns mulheres Femininas antifeministas.

  15. Dever de casa para vocês:
    Pesquisar o que REALMENTE é o feminismo.

    Obs: se não fosse o feminismo, duvido muito que vocês pudessem estar aqui divulgando sua opinião…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s